Pequenos problemas de barriga: como resolvê-los

A obstipação ou prisão de ventre é caracterizada pela dificuldade de defecar. Apesar de ser um problema recorrente nos adultos, nas sociedades actuais, também pode surgir nos mais pequenos. Os sintomas da prisão e ventre podem incluir fezes duras e/ou secas, dificuldade em defecar, barriga inchada, dores intestinal e irritabilidade. As fezes nas crianças obstipadas são duras, secas e de tamanho reduzido. Uma vez estabelecido que a obstipação não tem uma causa orgânica, o tratamento passa pela implementação das medidas adequadas à correcção da origem do problema

Em relação à alimentação, deve ser feita a história alimentar, corrigindo os erros detectados, e aumentando o consumo de fibra vegetal. Para isso, deve ser incrementado o consumo de frutas e hortícolas, pão de mistura, cereais de grão inteiro ou derivados e leguminosas. Convém também recomendar a necessidade de regulação horária, de não reprimir os reflexos de defecação, de dispor de certo tempo, bem como de comodidade física. Não deve ser esquecida a ingestão de água, ou outros líquidos, como o sumo de fruta, imprescindível para a acção da fibra a nível do cólon.

Importa relembrar que a obstipação não deve ser considerada como uma doença, mas como um sintoma de uma doença ou, a grande maioria das vezes, um efeito dos maus hábitos alimentares, que fazem com que o organismo responda retendo as fezes. Sendo assim, ficam alguns conselhos práticos para combater a obstipação intestinal:

1.Comer com abundância alimentos ricos em fibras de origem vegetal. Privilegie o consumo de frutas, hortícolas e leguminosas secas. As frutas devem ser consumidas entre 3 a 5 peças diárias, variando o mais possível sem esquecer o kiwi e a ameixa.

2. Preferir o pão e as massas à base de cereais de farinhas não refinadas ou integrais.


3. Beber líquidos (água ou sumo de fruta) em quantidade adequada (pelo menos 1,5 litro de água por dia).

4. Procurar ter um horário habitual para defecar, de preferência depois do pequeno-almoço, dependendo o tempo que for necessário e de forma relaxada.

5. Comer devagar, mastigando bem os alimentos

6. Praticar exercício físico com regularidade (bicicleta, saltar à corda, caminhadas).

Palavras-chave

Assine a ACTIVA e receba uma fabulosa OFERTA da LIERAC. ASSINE AQUI

Relacionados

Mais no portal