iStock-628469830.jpg

GMint

A acne é uma doença inflamatória, multifatorial, com origem nas glândulas sebáceas e folículos pilosos. Apesar de habitualmente ser associada aos adolescentes, diversos estudos demonstram que os adultos com mais de 25 anos também são afetados, particularmente as mulheres. Estima-se que mais de 40% das mulheres adultas tenham acne.

A evolução clínica permite-nos distinguir três subtipos de acne da mulher adulta:

  1. Subtipo persistente, um continuum da acne da adolescência e que corresponde ao subtipo mais frequente.
  2. Subtipo de início tardio, que surge após os 25 anos em mulheres que não tiveram acne previamente.
  3. Subtipo recidivante, nos casos em que as mulheres tiveram acne juvenil que desapareceu durante alguns anos e voltam a ter acne na idade adulta.

Comparativamente à acne juvenil, esta apresenta ainda algumas diferenças: as lesões localizam-se preferencialmente na porção inferior da face e pescoço (zona U: mandíbula, queixo e região perioral) e um há predomínio de lesões inflamatórias (borbulhas) face aos pontos negros que podem estar ausentes na mulher adulta.

Apesar da acne da mulher adulta não ter uma causa óbvia conhecida, alguns fatores desencadeantes ou de agravamento já foram identificados:

  • Fatores hormonais: aproximadamente 80% das mulheres sente um agravamento da acne antes da menstruação. É também frequente o agravamento com a toma de progestagénios (ex: implantes subcutâneos que libertam progesterona). Apesar de a acne poder indiciar uma patologia hormonal subjacente, esta situação é rara na acne da mulher adulta. A maioria das mulheres adultas com acne não tem alterações hormonais detetáveis nas análises sanguíneas, pelo que, na ausência de outros sintomas sugestivos de desequilíbrios hormonais (irregularidades menstruais, alopécia, pilosidade excessiva) estas não acrescentam valor.
  • Predisposição genética: 50% das doentes com acne na idade adulta têm história familiar de acne num familiar de primeiro grau.
  • Resistência bacteriana: o curso arrastado da acne e uso prolongado de antibióticos tópicos e orais contribuem para a ativação crónica do sistema imunitário na pele e consequente inflamação.
  • Cosméticos: é sabido que o uso de produtos oclusivos favorece o aparecimento das lesões; deve discutir com o seu dermatologista todos os tópicos a utilizar, devendo preferir cosméticos oil-free ou não comedogénicos.
  • Stress e tabaco: o stress é responsável pela produção de alguns mediadores que atuam nas glândulas sebáceas, aumentando a produção de sebo; a acne é mais prevalente nas mulheres fumadoras e a propensão para formas mais graves é maior.

Quanto ao tratamento, as especificidades e necessidades individuais de cada paciente devem ser tidas em consideração. A acne da mulher adulta tende a ser mais refratária ao tratamento e a pele destas doentes, devido à sua maior sensibilidade, tem maior predisposição para a irritação. As rugas, manchas e cicatrizes também deverão ser abordadas conjuntamente com alguns tratamentos complementares (ex: peelings, LASER, toxina botulínica, preenchimentos). O desejo de engravidar (ou uma eventual gravidez) e o importante impacto psicossocial da acne também deverão ser ponderados aquando do traçado do plano de tratamento.

O médico dermatologista é o profissional mais preparado para a ajudar. Combater a acne é uma questão de saúde: vamos a esta batalha!

Palavras-chave

Leia 6 meses GRÁTIS

Este verão assine a ACTIVA, CARAS, CARAS DECORAÇÃO, entre outras publicações do grupo Trust in News, por 1 ano e receba 6 meses de leitura grátis. Conheça todas as opções, incluindo as versões digitais. ASSINAR

Mais no portal

Moda

Esta tendência de swimwear improvável favorece peitos pequenos

Deixamos esta e outras sugestões para valorizar a área nas suas próximas idas à praia.

Saúde

4 bons motivos para começar a comer mais uvas

A sua saúde agradece.

Comportamento

Eis o que fazer quando se sente tentada a mentir

De acordo com uma psicóloga.

Imagem de Sucesso

Dicas para fazer as melhores compras em época de saldos

Este é o tema do novo episódio da rubrica Imagem de Sucesso.

Lifestyle

Estes casinos estão prestes a reabrir

Saiba quando os poderá visitar.

Mulheres Inspiradoras

Condessa D’Edla: a segunda mulher de D. Fernando II, que era artista e não agradava ao povo

A produção de capa da ACTIVA de agosto, protagonizada por Júlia Palha, foi fotografada num chalet conhecido como o "Chalet da Condessa”. Conheça a história desta mulher fascinante.

Diz Quem Sabe

Levantamento das restrições: um teste à eficácia da vacina para a COVID-19

Um artigo de opinião assinado pela Dra. Laura Brum, virologista dos Laboratórios SYNLAB.

Moda

Estes básicos da H&M prometem 'fazer bonito' em qualquer ocasião

Estas sugestões são bonitas, intemporais e surpreendentemente acessíveis.

Celebridades

Este foi o visual de gala preferido de Kate Winslet

A atriz caracterizou o vestido como "uma escultura bordada".

Saúde

O DIU pode causar queda de cabelo?

Saiba se tem alguma relação.

Comportamento

Psicóloga explica como perceber as diferenças entre amor e luxúria

A luxúria pode levar ao amor, mas eles não são a mesma coisa.

Celebridades

Anna Faris casou-se em segredo

A atriz e Michael Barrett namoram desde 2017.