iStock-915340640.jpg

PeopleImages

O Verão já chegou e nunca é demais falar sobre temas que conciliam a saúde e o nosso bem-estar, pelo que é importante esclarecer as dúvidas que naturalmente surgem. Será que a incidência de infeções vaginais aumenta no verão e com a praia? Entramos na estação do calor, do sol quente, dos dias longos de praia e piscina, dos incontáveis e refrescantes mergulhos e do uso de bikinis e fatos-de-banho horas a fio! Porém, por diversos fatores, esta combinação pode não ser perfeita para a saúde íntima da mulher, mas, felizmente, existem medidas preventivas que podem e devem ser adotadas durante a época estival.

A flora vaginal dita normal é um sistema equilibrado constituído por cerca de 50 estirpes bacterianas que atuam numa harmonia quase perfeita, com o objetivo de proporcionar na mulher adulta em idade fértil o pH adequado ou fisiológico (ácido: 3.5 a 4,5) para que não surjam sintomas de desconforto ou infeção vaginal. Este ambiente é essencialmente constituído por lactobacilos (95%) e o bacilo de Döderlein, inauguralmente descrito por Albert Döderlein – ginecologista alemão- nos finais do século XIX, é responsável pela manutenção do meio ácido vaginal e supressão do crescimento excessivo de bactérias patogénicas.

No entanto, este equilíbrio pode ficar ameaçado por vários agentes externos o que pode originar as temidas e tão inconvenientes vaginites, que se traduzem por sintomas como o desconforto vulvovaginal que poderá estar associado a comichão com corrimento vaginal anormal, vermelhidão e irritação local. No Verão, com o calor extremo que se faz sentir e o aumento associado da sudorese existe uma maior tendência para que determinadas áreas do nosso corpo ganhem maior humidade, como é o caso de determinadas pregas cutâneas como as axilas, virilhas e também a região íntima.

O que, associado aos comportamentos típicos de quem está de férias, como por exemplo o permanecer longos períodos com o biquini húmido e os banhos frequentes no mar ou na piscina, podem, de facto, ser agentes agressores da mucosa vaginal nas mulheres mais suscetíveis, através de uma alteração do pH, favorecendo assim a proliferação fúngica ou de outros microrganismos.

Em resumo, o Verão e a falta de alguns cuidados associados aos comportamentos típicos desta época, podem de facto reunir as condições perfeitas para a proliferação fúngica vaginal, sendo a Candida albicans o fungo mais comum neste contexto. Contudo, existem outros agentes responsáveis por infeções (bacterianas) como é o caso da Gardnerella vaginalis, uma bactéria que se aproveita do desvio da flora vaginal nestas circunstâncias. O tratamento destes distúrbios deve ser adequado ao tipo de infeção identificada, sempre após observação especializada pelo ginecologista, que normalmente envolve a aplicação de creme vaginal e/ou comprimidos orais, antifúngicos ou antibióticos

E para aproveitar ao máximo a estação nada como prevenir! Leve no saco da praia uma muda de roupa seca para utilizar após os banhos ou realize uma boa exposição solar que permita a secagem quase completa do fato-de-banho e da pele, e privilegie o uso de roupas largas e vestuário íntimo de material não sintético. Boas férias!

Palavras-chave

Relacionados

Diz Quem Sabe

Quais os melhores alimentos para levar para a praia?

Saiba fazer escolhas escolhas saudáveis, evitando intoxicações alimentares.

Diz Quem Sabe

Podemos fazer tratamentos de pele durante o verão?

"Contrariamente ao que provavelmente acredita, há vários tratamentos no âmbito da Dermatologia Estética que podem ser feitos de forma segura e eficaz neste período do ano."

Beleza e Saúde

Formas naturais de se proteger do sol

"A informação científica disponível aponta para o problema dos protectores solares agirem como disruptores endócrinos, de induzirem problemas reprodutivos e de desenvolvimento e de bloquearem a síntese da vitamina D".

Mais no portal

Mulheres Inspiradoras

#SairParaVotar. Fotógrafa portuguesa lança campanha online de apelo ao voto

"É um projeto fotográfico e a decisão do futuro", escreveu Inês Costa Monteiro nas redes sociais.

Beleza e Saúde

Afinal, o que é skinimalism?

Esta será uma das grandes tendências de cuidados de pele para 2021.

Moda

Estas bailarinas provam que o calçado vegan está na moda

Estes três novos modelos, que fazem parte da coleção vegan de uma marca nacional, são criados à mão por mestres sapateiros portugueses e feitos a partir de faux leather.

Lifestyle

Home staging: como (bem) decorar uma casa para vender ou arrendar

Com a ajuda do Habitissimo, explicamos como pode preparar um imóvel em apenas cinco passos.

Faits Divers

O simbolismo da onda roxa que vimos na tomada de posse de Joe Biden

A cor que marcou a cerimónia no Capitólio serviu para transmitir várias mensagens importantes.

Moda

Lily Collins mostra como usar um cardigã com muito estilo

A protagonista de "Emily in Paris" foi fotografada a usar uma peça acessível de uma marca que conhecemos bem.

Moda

Conheça três tendências que já chamam pela primavera

Diz Quem Sabe

Barriga inchada depois das festas? O motivo pode não ser assim tão óbvio

Um artigo de opinião assinado por Rita Verdasca, nutricionista nos Laboratórios SYNLAB.

Finanças de A a Z

Tudo o que deve saber antes de contrair um crédito pessoal

Este é o tema do novo episódio da rubrica Finanças de A a Z.

Faits Divers

A relação das mulheres com o batom vermelho está enraizada na História

A cor é conhecida por aumentar instantaneamente a confiança de muitas mulheres, mas também é um símbolo histórico de poder.

Beleza e Saúde

Eis um grande aliado da libido e fertilidade

É natural, acessível e rico em nutrientes essenciais ao nosso bem-estar.