Conheci em tempos uma rapariga que vivia em guerra aberta com o seu peso, o seu corpo e a sua imagem! Passaram se anos de tentativas falhadas em dietas e regimes alimentares pouco sustentáveis, até às fases de desistência em que a comida passava de “inimigo a melhor amigo”, oscilando de peso e prejudicando a sua saúde, sabendo das consequências, sem as conseguir evitar.

Esta miúda, que sempre foi bonita por sinal, um dia foi pedida em casamento, e decidiu que realmente tinha de estar no seu melhor no “Grande Dia”. Levantem-se as vozes dos moralistas a tentar, desde já, concluir que isto é só mais uma história da rapariga que emagreceu para o casamento e depois se desleixou… Só que não!

Esta história tem um final feliz que culminou, ao longo de cerca de um ano, num processo de transformação e mudança rigoroso e bem estruturado que levou, não apenas à perda de peso desejada, como a uma mudança positiva no estilo de vida e alimentação desta rapariga. Processo que se mantêm até hoje, com a manutenção de resultados.

O que nos mostra esta história sobre a maneira como alcançamos os nossos objectivos e estratégias de Coaching que podem ajudar no alcance dessas metas? Em primeiro lugar, para um processo de emagrecimento, bem como outros objectivos na vida, sejam eles profissionais, pessoais, ou de desenvolvimento pessoal: se não têm um propósito, recheado de convicção (e paixão!), é muito difícil que chegue a bom porto.

Aa rapariga que conheci tinha um propósito forte: ser saudável, sentir se confiante sobre si própria, sentir se bonita no seu Grande Dia; e convictamente percorreu todas as etapas de um caminho longo e cheio de desafios para alcançar o seu objectivo. Para a concretização de todos os objectivos na Vida, e preciso dar pequenos passos, que se transformem em acções que nos permitam chegar à meta final, e alcançar o nosso objectivo.

O primeiro passo desta rapariga foi encontrar um profissional qualificado que a acompanhasse neste processo de emagrecimento e reeducação alimentar, e com o qual tinha empatia e abertura para dialogar sobre todas as suas dúvidas e preocupações.

Uma nota sobre a escolha destes profissionais no âmbito de profundas transformações pessoais: em primeiro lugar, tendo em conta a importância do tema, e a sua saúde ser o seu bem mais precioso, informe-se devidamente sobre todas as questões que envolvem a mudança de regime alimentar e atividade física, junto de profissionais devidamente credenciados, e certificados na área.

Em segundo lugar, seja honesto consigo mesmo, e não se proponha a fazer coisas que sabe à partida que não terá possibilidade de cumprir… pequenos passos bem sucedidos são o melhor caminho para chegar à meta.

Por último, escolha um profissional de saúde com o qual se identifique e sinta empatia, este ponto é muito importante. A pessoa mais qualificada do Mundo pode não conseguir bons resultados junto dos seus pacientes por falhas na abordagem, pouca capacidade de adaptação do seu discurso, excesso de
rigidez, altivez, pouca sensibilidade para perceber as dificuldades pelas quais está a passar (a falta de empatia é prejudicial para a continuidade e sucesso do processo de emagrecimento e reeducação alimentar.

Muitos pacientes acabam por desistir das consultas e programas de treino, porque a juntar a todas as dificuldades inerentes a um processo de mudança, a pessoa que os acompanha no processo, não soube dar lhes a devida confiança e motivação, e perceber quando era necessário flexibilizar o processo! Acredito que estes processos podem ganhar um novo fôlego, se forem tidas em conta questões motivacionais, e crenças limitantes de alguns pacientes.)

Na perspectiva do Coaching, várias são as conclusões a tirar desta história bem sucedida no âmbito de um processo de mudança cujo objectivo seja emagrecer e ganhar novos hábitos:

  1. Tenha um propósito (e agarre-se a ele com unhas e dentes!): quer efectivamente emagrecer? O que está disposto a fazer para isso? Acredita que pode e que merece realizar este objectivo (se com esta pergunta já sentir um formigueiro na barriga, é hora de fazer uma reflexão sobre os motivos pelos quais têm falhado nesta meta, quais as suas crenças limitantes, e procurar ajuda);
  2. Faça escolhas em função deste propósito (decida o que vai deixar para trás; do que vai abdicar; se isso está em harmonia com os seus valores e as restantes áreas da sua vida; se é benéfico para si; quais os passos que vai ter de dar; quem vai estar envolvido; quais as suas âncoras (auxiliares nos momentos difíceis) neste processo) – e pondere sobre tudo isto, e anote também;
  3. Não adie um processo de mudança que é necessário (e benéfico) para o seu bem estar físico e psicológico (cada vez que pensar em desistir pergunte-se: o que quero em vez do que tenho agora? E foque se na sua meta, e no resultado que vai obter quando lá chegar);
  4. Pesquise, pesquise e pesquise, sobre o melhor profissional que a deve acompanhar neste processo (a rapariga da minha história recorreu a vários Nutricionistas, que lhe apresentaram soluções pouco adaptáveis ao seu estilo de vida e personalidade, antes de encontrar o profissional certo que a acompanhou no seu processo de transformação);
  5. O agente número um desta mudança é VOCÊ, ninguém é mais interessado no sucesso do seu objectivo e no alcance da sua meta, do que você próprio (como sempre as nossas escolhas definem os nossos resultados; e para obter algum resultado têm de AGIR!);
  6. NUNCA SE COMPARE (cada processo é um processo, e cada pessoa é um mundo!);
  7. Criar novos hábitos exige disciplina e persistência (especialmente quando falamos na mudança de hábitos adquiridos e praticados ao longo de décadas);
  8. Sinta -se feliz durante todo o processo (o mais que puder), premissas como “ficarei feliz quando…” não servem!! Seja feliz hoje, porque a “corrida” nunca termina, aproveite a jornada. Celebre as pequenas vitórias, e perceba em cada uma delas a sua capacidade de mudança e de conquista. Escolha ser feliz, e motivado, apesar das circunstâncias.
    Quando temos um propósito forte, de grande convicção, e fazemos escolhas em função desse propósito, gradualmente (e sem milagres, e histórias da carochinha), passo a passo, com a ajuda certa, vamos conseguir alcançar um objectivo.
    Sejamos como esta rapariga da história, que não só chegou ao dia do seu casamento, feliz e confiante na sua pele, sem embarcar em padrões de beleza infundados e histéricos, e que hoje me serve de exemplo quando penso em faltar ao ginásio e ficar no sofá!

Palavras-chave

Mais no portal

Comportamento

4 formas de salvar o planeta entre quatro paredes

A sustentabilidade chegou ao sexo.

Moda

Parfois: 5 colares perfeitos para o verão

Cor não lhes falta!

Comportamento

Os 10 países mais ecológicos do mundo ficam na Europa - mas Portugal não é um deles

Veja em que posição estamos e o que podemos aprender com as nações que dão o exemplo.

Moda

Conheça cinco marcas de moda que estão a mobilizar-se pelo planeta

O resultado são estas coleções, que aliam estilo a consciência ambiental.

Beleza

As novidades de beleza para um estilo de vida mais sustentável e consciente

Para celebrar o Dia da Terra, assinalado anualmente a 22 de abril.

Lifestyle

O segredo de Vanessa Martins para poupar até 5 litros de água por dia em casa

Um pequeno gesto com grandes repercussões.

Mulheres Inspiradoras

Quatro ambientalistas portuguesas que tem mesmo de conhecer

Aqui ficam alguns exemplos de mulheres que renovam diariamente o compromisso de conservação e preservação ambiental.

Saúde

Grávida? Entenda a importância da gestão da ansiedade e do exercício físico

Uma fase de várias mudanças que exige um grande sentido de adaptação.

Moda

Roupa interior e de banho criada a pensar em mulheres que passaram por uma mastectomia

A Mango estreia-se neste tipo de underwear e swimwear específicos, sendo que todos as lucros da venda desta coleção serão doados à associação teta & teta.

#VozActiva

Madalena Brandão: "Ser mãe é uma aprendizagem constante"

No #VozActiva deste mês, a nossa protagonista de capa fala sobre a jornada que é a maternidade. Uma conversa a não perder!

Nas Bancas

A sua Activa ao alcance de um click

Abril águas mil e aquela preguiça de correr debaixo de chuva até ao quiosque para comprar a Activa mais recente? Não stresse. Basta assinar a ACTIVA digital e tem acesso a tudo, sem se molhar.