Como fazer esse planeamento a dois?

Se uma nova fase da vida se aproxima e vai começar uma vida a dois há muita coisa em que pensar… e o campo financeiro não pode ficar esquecido! Há que planear tudo, até mesmo antes da mudança, para garantir que tudo vai correr pelo melhor.

Aqui ficam algumas dicas:

  • Conversar muito sobre finanças, pois este não pode ser um tema tabu

Falar de dinheiro é fundamental numa relação, para colocar logo tudo em pratos limpos e aprenderem desde logo a dividir despesas, para que cada um fique responsável pela sua gestão e de uma forma harmoniosa se consigam entender no que respeita às finanças do casal.

  • Traçar objetivos conjuntos e individuais

A minha sugestão passa por, criarem uma conta poupança programada num Banco para cada um, que pode ser com 10€, sempre escolhendo o dia em que recebem o ordenado para retirarem esse valor. E claro, definindo de preferência a mesma quantia para os dois!

Criarem uma gestão eficaz e definirem objetivos individuais, ou seja, um pretender fazer uma formação e o outro querer comprar um computador. Um objetivo conjunto pode ser umas férias, e podem sempre ter uma outra conta para essa finalidade, ou ter um mealheiro em casa onde podem ir colocando todas as notas de 5€ que estejam na carteira, na semana seguinte vão aumentando de 5€ em 5€ ou 10€ em 10€, ajustando de acordo com os rendimentos do casal. 

  • Fazer um planeamento financeiro conjunto de acordo com os vossos objetivos

Planeiem as tarefas de cada um, também no que toca a finanças. Fazer um bom planeamento passa, por estarem juntos e falarem como se de um assunto normal se tratasse.

O facto de visualizarem em conjunto todas as despesas fixas e variáveis vai ajudar a construir uma boa gestão orçamental, começando por criar metas alcançáveis para a parte financeira. Como vão concretizar? Daqui a quanto tempo? O que precisam para lá chegar? Quanto podem poupar? Estas são algumas das perguntas que devem responder, para começarem a fazer um planeamento adequado e conseguirem com a motivação desejada, alcançar as metas e objetivos propostos.

  • Criar um fundo de emergência para imprevistos que possam surgir

É também muito importante que o casal tenha um Fundo de Emergência, que significa ter um montante sempre disponível para fazer face a imprevistos presentes e que pode ser iniciada com a poupança que foi abordada anteriormente, podendo ser uma bela forma de começar a ter este, como um dos objetivos a concretizar em conjunto.

E não se esqueça: uma boa relação com o dinheiro contribui para uma boa relação enquanto casal!

Já sabe, acompanhe estas e outras dicas em:

E já sabe acompanhe estas e outras dicas em:

Instagram

Facebook

Linkedin

Palavras-chave

Assine a ACTIVA

Deixe-se inspirar, assine a ACTIVA, na sua versão em papel ou digital, a partir de €2,00 a edição. Saiba tudo aqui ASSINAR

Mais no portal

Moda

Mafalda Carvalho mostra os desfiles (e as emoções) do último dia de Portugal Fashion

Veja tudo o que aconteceu na Alfândega do Porto.

Lifestyle

A Pizzaria Luzzo é uma das pérolas da Graça

Da comida ao ambiente, tudo é pensado para proporcionar refeições (e momentos) super agradáveis.

Lifestyle

Esta câmara trendy foi concebida para tirar selfies

Ela permite tirar, imprimir e partilhar fotografias em movimento. Um sonho para a Geração Z.

Beleza

5 cortes de cabelo clássicos que nunca saem de moda

Em equipa que ganha não se mexe.

Moda

Bailarinas: como usar estes sapatos clássicos de formas contemporâneas

Inspire-se nestas estrelas das redes sociais para adicionar estes sapatos versáteis e elegantes aos seus próximos visuais de outono.

Saúde

Cuidados a ter com a saúde íntima feminina quando as temperaturas descem

Eis as dicas de um ginecologista e obstetra dos hábitos a adotar nesta altura do ano.

Comportamento

Advogada elege as 5 razões mais comuns para o divórcio

Curiosamente, a traição não é uma delas.

Moda

Be The Change: tecidos reciclados e produção responsável com o selo de qualidade Tezenis

Uma coleção de ‘underwear’ bonita, sustentável e mais amiga do ambiente.

Diz Quem Sabe

Pele sensível e pele sensibilizada: entenda as diferenças

E saiba quais os cuidados a ter.

Saúde

Como os cuidados para bebés podem aliar-se à sustentabilidade

Opções para os pais que procuram produtos que causem o menor impacto possível no meio ambiente.

Saúde

A dor crónica não é um problema individual – é um problema de saúde pública

Um artigo de opinião assinado por um grupo de especialistas da Escola de Medicina da Universidade do Minho, a propósito do Dia Nacional da Luta Contra a Dor (15 de outubro).