Como fazer esse planeamento a dois?

Se uma nova fase da vida se aproxima e vai começar uma vida a dois há muita coisa em que pensar… e o campo financeiro não pode ficar esquecido! Há que planear tudo, até mesmo antes da mudança, para garantir que tudo vai correr pelo melhor.

Aqui ficam algumas dicas:

  • Conversar muito sobre finanças, pois este não pode ser um tema tabu

Falar de dinheiro é fundamental numa relação, para colocar logo tudo em pratos limpos e aprenderem desde logo a dividir despesas, para que cada um fique responsável pela sua gestão e de uma forma harmoniosa se consigam entender no que respeita às finanças do casal.

  • Traçar objetivos conjuntos e individuais

A minha sugestão passa por, criarem uma conta poupança programada num Banco para cada um, que pode ser com 10€, sempre escolhendo o dia em que recebem o ordenado para retirarem esse valor. E claro, definindo de preferência a mesma quantia para os dois!

Criarem uma gestão eficaz e definirem objetivos individuais, ou seja, um pretender fazer uma formação e o outro querer comprar um computador. Um objetivo conjunto pode ser umas férias, e podem sempre ter uma outra conta para essa finalidade, ou ter um mealheiro em casa onde podem ir colocando todas as notas de 5€ que estejam na carteira, na semana seguinte vão aumentando de 5€ em 5€ ou 10€ em 10€, ajustando de acordo com os rendimentos do casal. 

  • Fazer um planeamento financeiro conjunto de acordo com os vossos objetivos

Planeiem as tarefas de cada um, também no que toca a finanças. Fazer um bom planeamento passa, por estarem juntos e falarem como se de um assunto normal se tratasse.

O facto de visualizarem em conjunto todas as despesas fixas e variáveis vai ajudar a construir uma boa gestão orçamental, começando por criar metas alcançáveis para a parte financeira. Como vão concretizar? Daqui a quanto tempo? O que precisam para lá chegar? Quanto podem poupar? Estas são algumas das perguntas que devem responder, para começarem a fazer um planeamento adequado e conseguirem com a motivação desejada, alcançar as metas e objetivos propostos.

  • Criar um fundo de emergência para imprevistos que possam surgir

É também muito importante que o casal tenha um Fundo de Emergência, que significa ter um montante sempre disponível para fazer face a imprevistos presentes e que pode ser iniciada com a poupança que foi abordada anteriormente, podendo ser uma bela forma de começar a ter este, como um dos objetivos a concretizar em conjunto.

E não se esqueça: uma boa relação com o dinheiro contribui para uma boa relação enquanto casal!

Já sabe, acompanhe estas e outras dicas em:

E já sabe acompanhe estas e outras dicas em:

Instagram

Facebook

Linkedin

Palavras-chave

Assine a ACTIVA e receba uma fabulosa OFERTA da LIERAC. ASSINE AQUI

Mais no portal