Com a chegada dos dias mais quentes são pouco aqueles que resistem a um gelado. Frequentemente apontados como um dos principais inimigos da balança, são tema recorrente nas consultas de nutrição em que os mais preocupados com o peso procuram saber qual a opção menos calórica. A resposta vai depender essencialmente de 2 fatores:

Ingredientes: podem ter como base nata, leite, água ou fruta, à qual podem ser adicionados outros ingredientes como caramelo, chocolate, bolacha, frutos gordos, etc. De uma forma geral, os gelados tradicionais apresentam um teor médio a alto de açúcares (>20%) e um teor de gordura que pode variar entre <0,5% (nos sorvetes, nos gelados à base de fruta e de água) e os 25% (nos gelados à base de leite e de nata). Estas 2 últimas categorias são habitualmente as mais calóricas.

Tamanho: desde gelados com 30 gramas/unidade até caixas de tamanho familiar com 800 gramas, são várias as possibilidades de compra. Se o controlo de quantidades é o seu ponto fraco, escolher as versões individuais pode ser uma boa estratégia, tendo ainda a hipótese de optar pelo tamanho original ou pelas versões mini, que em alguns casos permitem reduzir para metade o aporte energético.

Conjugando estes 2 fatores e dando como exemplos opções de uma das marcas mais consumidas em Portugal (Olá®), os gelados menos calóricos pertencem à família Solero e Calippo, aos quais se juntam os clássicos Epá, Super Maxi e Perna de Pau (≤120 kcal). Dentro da família Magnum e Cornetto, as versões Caramel e Nuts e Morango são as únicas que ficam abaixo das 200 kcal, fornecendo todas as restantes 200-300 kcal.

Recentemente, surgiram no mercado gelados para consumidores mais exigentes: sem adição de açúcares, enriquecidos em proteína, vegan, sem lactose e bio. De facto, as versões sem adição de açúcares apresentam um valor energético simpático (<150kcal/100g). As restantes alternativas, apesar de frequentemente percecionadas como mais saudáveis podem apresentar uma declaração nutricional idêntica às versões tradicionais. A presença das alegações sem lactose e vegan apenas informa que pode ser consumido por intolerantes a este açúcar e por quem segue um padrão alimentar de base vegetal, respetivamente. A designação bio assegura que a sua produção se coaduna com as boas práticas ambientais, preservação dos recursos naturais e respeito pelo bem-estar animal. Quanto aos gelados enriquecidos em proteína, a sua pertinência é questionável uma vez que existem fontes proteicas com menor densidade energética e maior riqueza nutricional que permitem atingir as necessidades diárias (como a carne, peixe, ovos, laticínios).

Em suma, se está a tentar manter ou perder peso e regularmente não resiste a um gelado, optar por versões mini, sorvetes, gelados à base de água/gelo ou sem adição de açúcares pode ajudar a controlar a ingestão calórica. Se os consome de forma esporádica, tem um estilo de vida ativo a par de uma alimentação equilibrada, opte pelo gelado que lhe dá mais prazer comer.

Palavras-chave

Assine a ACTIVA por apenas €2,60/mês. Aproveite esta oferta especial, tenha acesso ilimitado a todo o conteúdo e arquivo digital, leia em qualquer lugar e cancele quando quiser. ASSINE AQUI

Mais no portal

Saúde

Sabe o que é a distimia?

A doença pode ser semelhante à depressão. Conheça as diferenças e saiba como tratar.

Saúde

Como é que a ansiedade pode sabotar o seu relacionamento?

Este é um transtorno psicológico que merece tratamento.

Beleza

Este truque simples tem muitos benefícios para a pele e o cabelo

Os especialistas dizem que vale muito a pena fazer esta substituição à noite.

Nas Bancas

Conheça melhor o delicioso mundo de Luísa Villar

Uma artigo para ler e saborear com todos os sentidos, sobre esta mulher inspiradora que decidiu mudar de vida aos 50 anos.

#VozActiva

Helena Isabel abre o coração sobre o significado da idade

O que é a idade e o que é que ela nos traz? Helena Isabel, a protagonista de capa da nossa edição de fevereiro (nas bancas) responde no #vozactiva deste mês.

Diz Quem Sabe

Síndrome do Impostor: quando somos o nosso pior inimigo

Saiba como contornar o problema.

Saúde

Porque é que a COVID-19 causa confusão mental?

Um estudo recente encontrou respostas.

Saúde

Este truque potenciam os inúmeros benefícios do alho

Confira como deve consumir este poderoso alimento.

Lifestyle

Instituto Macrobiótico fecha portas após 40 anos

As dificuldades financeiras trazidas pela pandemia foram motivo apontado.

Lifestyle

EasyJet tem viagens a partir de 14,99 euros

Aproveite!

Moda

As tendências de botas que vão vingar em 2022

De acordo com a Zara.

É só uma sugestão

5 truques para proteger as mãos do frio

Gestos que podemos ter para evitar danos nesta parte do corpo que, regra geral, está muito exposta e acaba por sofrer lesões quando as temperaturas estão mais baixas.