Seria repetitivo dizer que quando traçamos uma meta precisamos de ter foco, e não perder de vista o caminho que traçamos. Ter um plano de ação e objetivos smart, bem como um conjunto de crenças que nos ajudem a chegar lá, não serve de nada se perdermos o foco. Se deixarmos de prestar atenção ao caminho, e se nos perdermos no processo.

Quantas mudanças, quantas metas e objetivos não foram alcançados, porque perdermos o foco? Quantas vezes falhamos os timings a que nos propusemos por nos termos distraído com outros assuntos e problemas que não eram tão importantes?? E na realidade, quantas vezes nos sentimos falhados e sem motivação por causa disso? A resposta possivelmente é: demasiadas.

No mundo em que vivemos é cada vez mais difícil concentrarmo-nos numa única tarefa, dedicando a nossa atenção e capacidade neuronal a um só alvo, ao mesmo tempo que ignoramos um conjunto de estímulos externos.

Na realidade existe dois tipos de distrações: as sensoriais e as emocionais.

As segundas bem mais desafiadoras, e que resultam do redemoinho emocional que são as nossas vidas quotidianas. Para controlar esta variedade de distrações, o cérebro é forçado a usar os seus inibidores para silenciar uma determina emoção, e não nos deixar perder o foco.

Devemos ter em conta que existe uma linha ténue entre a ruminação inútil e a reflexão produtiva, e o quão fácil é cairmos no ciclo vicioso da primeira. Relembremos que a diferença entre uma e outra, e o fato de as reflexões produtivas nos levarem a soluções para os nossos problemas.

Quanto maior for a nossa atenção seletiva melhor conseguiremos permanecer absorvidos naquilo que precisamos fazer. Vários estudos mostram que sobrecarregar a atenção diminui o domínio mental. Para sobreviver a tudo isto, ao sem fim de numerosos estímulos do nosso dia a dia, muitos de nós vivem em piloto automático, sem perceber, a nossa mente vai executando as nossas habituais rotinas e ações.

Embora existam algumas vantagens numa mente divagadora, que dá aso à imaginação, fantasia e criatividade, a verdade é que maioritariamente a mente divaga para aquilo que são as nossas preocupações e problemas, impedindo-nos de nos focarmos nos nossos objetivos. Daí muitas vezes ouvirmos a frase: “foca te na solução e não no problema.

Mesmo uma mente criativa e mais intuitiva consegue melhores resultados se divagar sobre objetivos concretos. Sempre que a nossa mente divaga sem rumo é necessário fazê-la regressar.

Na base da atenção plena está o desenvolvimento da inteligência emocional, este conceito complexo que nos diz que podemos não escolher as emoções que sentimos, mas que podemos escolher como reagir.

Para manter o foco, dirigir a nossa atenção para os nossos objetivos e metas, é preciso saber controlar as nossas emoções, de forma, a não vivermos num verdadeiro corrupio sentimental, que nos descarrila na direção errada daquilo que traçamos.

Como podemos manter o foco e atenção seletiva naquilo que é realmente importante? A neurociência dá-nos três ténicas poderosas para conseguir manter o foco:

  • Autoconsciência (“O leme interno”): “conhece-te a ti próprio”. A consciência de si mesmo, problemas, fraquezas, virtudes, representa um foco essencial que nos harmoniza com subtis murmúrios internos e nos ajuda a definir e seguir o caminho traçado para as nossas metas;
  • Use a ténica da “Metacognição”- ou seja, pensar sobre o que está a pensar. Sempre que der por si a perder o foco, e a divagar com a sua atenção para outros assuntos, questione-se sobre o que está a pensar, e o porque daqueles pensamentos, perceba a razão pela qual a sua atenção o está a desviar-se lá. A capacidade de reparar no que estamos a pensar e sentir, como estamos a ficar ansiosos com isso, permite nos renovar o foco da nossa atenção;
  • Pratique ténicas de atenção plena, que lhe vão permitir ter reações menos automáticas e tirar conclusões menos precipitadas;
    Estas ténicas irão permitir-lhe maior controle cognitivo, e logo, irá conseguir focar-se naquilo que importa. Uma boa capacidade de concentração ajuda-nos a ser mais bem-sucedidos naquilo que traçamos como prioritário e importante para as nossas vidas.
    Da próxima vez que a exaustão mental e emocional se instalar, esteja atento aos padrões que levam à desconcentração e desenvolva a capacidade de analisar e evitar essas distrações.
    É importante estar atento aos perigos das multitarefas e do seu impato no nosso cansaço mental. Desta forma, quando der por si a ruminar numa situação, ou a fazer uma análise do passado ou previsão do futuro, questione-se, perceba as razões, não tente reprimir ou ignorar a situação; e mude o foco da sua atenção. Seja resiliente quanto às suas emoções e distrações, pois só assim poderá recuperar rapidamente e seguir em frente.

Lúcia Palma, Coach ICC n.º 14551, www.luciapalma.pt

Palavras-chave

Assine a ACTIVA e receba mais 6 meses grátis. Garanta uma boa leitura durante as suas férias e relaxe. Conheça todas as opções e não perca esta oportunidade. ASSINE AQUI

Mais no portal

Mais Notícias

Morreu o estilista japonês Issey Miyake

Morreu o estilista japonês Issey Miyake

Conduzimos o Nissan Ariya em Estocolmo

Conduzimos o Nissan Ariya em Estocolmo

EUA oferecem recompensa de 10 milhões por informações sobre gangue de ransomware

EUA oferecem recompensa de 10 milhões por informações sobre gangue de ransomware

Ruben Rua tem novos projetos na TVI?

Ruben Rua tem novos projetos na TVI?

Afeganistão:

Afeganistão: "Usar a burca é como ser sepultada viva"

Terapia do Humor

Terapia do Humor

Se acha que esta crise é igual às outras, não está a prestar atenção

Se acha que esta crise é igual às outras, não está a prestar atenção

Sindicato dos Técnicos de Emergência Pré-Hospitalar pede demissão da direção do INEM

Sindicato dos Técnicos de Emergência Pré-Hospitalar pede demissão da direção do INEM

O visual inesperado de Letizia em Palma de Maiorca

O visual inesperado de Letizia em Palma de Maiorca

Infantas Leonor e Sofia destacam-se com vestidos de estilos diferentes

Infantas Leonor e Sofia destacam-se com vestidos de estilos diferentes

Ainda vamos a tempo de salvar a Amazónia? Ponto de não retorno pode estar ao virar da esquina

Ainda vamos a tempo de salvar a Amazónia? Ponto de não retorno pode estar ao virar da esquina

Ganha uma consola Nintendo Switch

Ganha uma consola Nintendo Switch

JL 1349

JL 1349

Entrevista a Fernando Mendes, apresentador de 'O Preço Certo'

Entrevista a Fernando Mendes, apresentador de 'O Preço Certo'

A diversidade importa

A diversidade importa

Ikea: novidades de outono

Ikea: novidades de outono

Governo disponibiliza 500 mil euros para agricultores afetados por incêndios

Governo disponibiliza 500 mil euros para agricultores afetados por incêndios

JL 1350

JL 1350

Urgências pediátricas ou obstétricas encerradas em Faro, Caldas da Rainha e Almada

Urgências pediátricas ou obstétricas encerradas em Faro, Caldas da Rainha e Almada

Olena Zelenska: primeira-dama de garra e coragem divide opiniões

Olena Zelenska: primeira-dama de garra e coragem divide opiniões

Sara Sampaio apaixonada em Ibiza

Sara Sampaio apaixonada em Ibiza

Seca: Suinicultores prepararam medidas para sustentabilidade ambiental e social

Seca: Suinicultores prepararam medidas para sustentabilidade ambiental e social

Ikea e Electrify America vão instalar 200 postos de carregamento rápido nos EUA

Ikea e Electrify America vão instalar 200 postos de carregamento rápido nos EUA

Brain Snack: O que é a Síndrome de Ramsay Hunt, que paralisou Justin Bieber

Brain Snack: O que é a Síndrome de Ramsay Hunt, que paralisou Justin Bieber

A história do Ballett Gulbenkian

A história do Ballett Gulbenkian

É um procrastinador crónico? Especialista explica por que razão isso é um problema

É um procrastinador crónico? Especialista explica por que razão isso é um problema

Os detalhes do destino de férias de Fátima Lopes no norte do país

Os detalhes do destino de férias de Fátima Lopes no norte do país

Quando o perfecionismo não é uma qualidade, mas uma patologia que pode ter consequências sérias

Quando o perfecionismo não é uma qualidade, mas uma patologia que pode ter consequências sérias

Cata Vassalo e Rita Patrocínio juntas em coleção de joalharia sobre a amizade

Cata Vassalo e Rita Patrocínio juntas em coleção de joalharia sobre a amizade

Porque não gostamos do lucro (dos outros)?

Porque não gostamos do lucro (dos outros)?

Mais perto da estagflação? Economia contrai, inflação acelera

Mais perto da estagflação? Economia contrai, inflação acelera

Agenda para pais e filhos: agosto é tempo de diversão

Agenda para pais e filhos: agosto é tempo de diversão

Receita de Lírio, tomate biológico e ponzu, por Hugo Rocha

Receita de Lírio, tomate biológico e ponzu, por Hugo Rocha

Efluentes suinícolas

Efluentes suinícolas "alimentam" sistemas de rega de prados em Salvaterra de Magos

Infantas Leonor e Sofia coordenam os 'looks' em Palma de Maiorca

Infantas Leonor e Sofia coordenam os 'looks' em Palma de Maiorca

O Gosto dos Outros: Pedro Lemos

O Gosto dos Outros: Pedro Lemos

Solar Car Charging Palm, estações de carregamento alimentadas a energia solar

Solar Car Charging Palm, estações de carregamento alimentadas a energia solar

Azul verão

Azul verão

Ikea e Electrify America vão instalar 200 postos de carregamento rápido nos EUA

Ikea e Electrify America vão instalar 200 postos de carregamento rápido nos EUA

Samsung Neo QLED QN900B em análise: Há grandes… E depois há enormes

Samsung Neo QLED QN900B em análise: Há grandes… E depois há enormes

Agosto (à borla) na cidade: 30 ideias para aproveitar Lisboa e Porto

Agosto (à borla) na cidade: 30 ideias para aproveitar Lisboa e Porto

Sara Matos e Cláudia Vieira juntas em fotografia pela primeira vez

Sara Matos e Cláudia Vieira juntas em fotografia pela primeira vez