Tem sido um “hot topic” da nutrição no último ano e praticamente todos os dias alguém me pergunta: “Então e o que acha sobre o Jejum Intermitente?” e depois vem o discurso do costume “Tenho uma vizinha que pratica o jejum intermitente e já perdeu imenso peso, sente-se com imensa energia, para além de que possibilita uma renovação das células – faz incrivelmente bem à saúde!”.

Eu, enquanto nutricionista, e considerando que até tenho mente aberta nas várias estratégias nutricionais e alimentares que aplico, penso “Como é que as pessoas conseguem ficar 12 horas ou 16 horas ou 24 horas ou até mesmo 48 horas sem comer e não se sentirem verdadeiramente esfomeadas? Como é que após este período conseguem comer apenas um Bife de Frango com Salada? Como é possível?”. Mas sim, é possível, pois estes novos padrões alimentares movimentam-se e ganham força através da adesão a 100% dos seus pacientes.

Ao contrário de um plano alimentar tradicional, composto por refeições a cada três horas, o cumprimento deste tipo de plano alimentar é feito na íntegra, pois quem defende este padrão alimentar acredita piamente nos seus benefícios e não quer falhar ou dar braço a torcer… E aqui entra o grande aliado na perda de peso: o Balanço Energético! Se eu consumir menos calorias do que aquelas que necessito, obviamente vou perder peso, mas isto tanto acontece no jejum intermitente como num dia alimentar composto por cinco ou seis refeições diárias.

Agora, menos óbvio, é o tipo de tecido que será consumido! Em termos fisiológicos, será consumida massa gorda (referente ao balanço energético negativo), mas passar muitas horas sem comer vai obrigar o nosso corpo a consumir o glicogénio existente na massa muscular, o que é uma desvantagem tremenda. Sendo assim, estas são as vantagens e desvantagens do jejum intermitente (observado através da prática clínica e opinião pessoal):

Vantagens

– Maior adesão ao plano alimentar

– Perda de peso rápida e eficaz

– Maior autoestima e autoconfiança

Desvantagens

– Padrão alimentar muito restritivo

– Pouco social

– Perda de massa muscular

– Pode originar compulsão alimentar

Neste sentido, o estudo “Effects of Time-Restricted Eating on Weight Loss and Other Metabolic Parameters in Women and Men With Overweight and Obesity” veio comprovar alguns destes fundamentos:

Método: Durante 12 semanas, 105 adultos voluntários entre os 18 e os 64 anos foram divididos em dois grupos:

– Um dos grupos praticou o jejum intermitente, com 16 horas de jejum e 8 horas com permissão para comer (entre as 12:00 e as 20:00);

– O outro grupo tinha direito a três refeições estruturadas por dia, com a permissão de lanches.

Nota: Os participantes não aderiram a nenhuma dieta restritiva, não houve restrição de calorias, macronutrientes específicos (hidratos de carbono, gorduras ou proteínas) ou outros tipos de alimentos.

Resultados e Conclusão:

– “Segundo esta investigação, o jejum intermitente não promove perda de peso significativa.

– No fim das 12 semanas, os investigadores verificaram que o grupo que praticou o jejum intermitente perdeu um pouco mais de peso (1,17% de perda) que o grupo de controle (0,75%). Porém, a diferença não foi suficiente para ser estatisticamente significativa e não houve mudança significativa na massa de gordura corporal total em nenhum dos grupos.

– Quanto a outros indicadores de saúde, como os níveis de colesterol e açúcar no sangue, também não foram encontradas diferenças significativas entre os dois grupos.

– Um dos fatores notados foi no que concerne à perda de massa magra. Aqueles que perderam em média 1,7 kg, 1,1 kg dos quais (aproximadamente 65% do peso perdido) foi de massa magra e apenas 0,51 kg de gordura.

– Os investigadores concluem que não há evidências de que o jejum intermitente funcione, mas aconselham a realização de mais estudos que esclareçam como o jejum afeta a massa muscular e também os seus efeitos em pessoas idosas e com doenças crônicas como o diabetes”.

No entanto, a nutrição é uma ciência em constante mudança e se este padrão alimentar resultar consigo, então é uma boa estratégia a aplicar, porque foi PERSONALIZADA para si! Foi personalizada tendo em conta os seus hábitos alimentares e deverá sempre ser vigiada por um profissional de nutrição habilitado que lhe mostrará as verdadeiras vantagens e desvantagens cientificamente comprovadas por estudos credíveis. Tudo o que não seja realizado sobre estes moldes, pode ser prejudicial à sua saúde. Por isso cuidado com o que lê na internet e com quem se aconselha!

Palavras-chave

Mais no portal

Beleza e Saúde

COVID-19: usar duas máscaras protege-nos mais?

Algumas pessoas adotaram este método. Mas será que é necessário?

Lifestyle

Assine 9 revistas por apenas €9,90 por mês e garanta boa informação, em sua casa

Beleza e Saúde

Esperam-se menos nascimentos em 2021

Entenda o motivo.

Imagem de Sucesso

O fator essencial para construir uma Imagem de Sucesso em 2021

No novo episódio da rubrica Imagem de Sucesso, explico-vos como podem comunicar de forma assertiva através da vossa imagem e, assim, conquistar objetivos no novo ano.

Comportamento

Este truque curioso pode aliviar o stress durante o confinamento

Só precisa de um telemóvel ou computador - e deixá-lo fazer magia.

Moda

A psicologia por trás das cores românticas que vão estar em alta na primavera

Não só explicamos a origem da popularidade, como deixamos algumas sugestões de visuais para os dias mais quentes.

Beleza e Saúde

Pode haver uma inesperada cura para a acne

Pelo menos, para um dos tipos do problema. Saiba qual.

Moda

Revelado o próximo nome da alta-costura que irá colaborar com a H&M

Todos os anos, a gigante sueca lança uma coleção de edição limitada, que é fruto da colaboração com um estilista ou marca de renome.

Beleza e Saúde

3 acessórios para o cabelo que as mulheres nórdicas adoram

Estas sugestões são perfeitas para ter sempre no nécessaire e transformam qualquer visual num instante.

Beleza e Saúde

Saiba como manter um estilo de vida saudável em regime de teletrabalho

Aqui ficam seis sugestões para continuar a cuidar da sua saúde física e mental no novo confinamento.

15 Perguntas A...

Tânia Ribas de Oliveira: "O meu estilo é casual, confortável e descontraído"

Lançámos questionários com 15 perguntas a várias celebridades sobre temas como, por exemplo, estilo pessoal e rotinas de beleza. A apresentadora da RTP foi a primeira a aceitar o desafio.