@nycbambi

O princípio do mindfulness assenta na profunda atenção à respiração. É um conceito que deriva da antiga meditação budista e tem como filosofia viver plenamente cada momento presente, de forma consciente e sem qualquer julgamento.

Estudos comprovam que esta prática diminui a atividade cerebral responsável pelo mecanismo “fight-or-flight” – a resposta do sistema nervoso autónomo a estímulos externos de ameaça – ao mesmo tempo que aumenta a atividade da parte do cérebro responsável pelo funcionamento executivo. Esta parte do cérebro é também o centro de controlo dos nossos pensamentos, palavras e acções, bem como do pensamento lógico e do controlo de impulsos.

Décadas de investigação têm associado o stress crónico a um vasto número de doenças físicas e mentais

O ambiente corporativo engloba vários aspetos que têm como consequência o aumento dos níveis de stress. A pressão pela obtenção de resultados e a dedicação redobrada para alcançar objetivos traduzem-se em mais horas de trabalho na empresa – e até mesmo em casa – e menos descanso.  O stress excessivo reflete-se diretamente no comportamento do indivíduo e, indiretamente, no ambiente da empresa, na insatisfação com o desempenho das tarefas, nos atrasos na produção, no absentismo, nos acidentes de trabalho, nas mudanças de emprego e nas reformas antecipadas, entre outros. Esta situação constitui um motivo de preocupação e um desafio não só pelos efeitos sobre os indivíduos, mas também devido aos custos ou impactos económicos sobre as empresas e custos sociais associados.

É cada vez mais frequente observar níveis elevados de ansiedade, dificuldade na gestão de tempo, maus resultados não antecipados, reuniões onde a comunicação não flui, falta de foco e motivação que levam à diminuição da produtividade e influenciam o bem-estar mental, podendo conduzir, a médio e longo prazo, a situações de burnout – que têm vindo a aumentar em Portugal. 

Depois de todo o Ocidente se render a esta temática, eis que começa a dar os primeiros passos em Portugal

Grandes empresas mundialmente conhecidas como a Google, a Apple, o LinkedIn, o Twitter e a Nike têm esta prática já enraizada na cultura empresarial. Além de ajudar na redução do stress, da ansiedade e dos conflitos, está comprovado que o mindfulness aumenta a resiliência e a inteligência emocional, contribuindo igualmente para uma melhor comunicação no local de trabalho. Permite igualmente uma pausa no constante fluxo de estímulos em que o ambiente corporativo está mergulhado e ajuda a empresa a decidir de forma consciente, e não reagindo reflexivamente a partir de padrões comportamentais enraizados.

Ajuda os líderes e os colaboradores a refletirem eficazmente, a concentrarem-se na tarefa que têm em mãos, a dominar níveis elevados de stress e a recarregar baterias rapidamente. A médio prazo, a empresa constata uma redução no número de faltas por doença, o aumento da confiança na liderança e um maior envolvimento dos colaboradores com a missão a que se propôs.

Em Portugal, são várias as empresas que começam a dar os primeiros passos nesta prática, que tem vindo a manifestar-se com resultados extremamente notáveis. Resta saber se é uma tendência ou a base para a solução de grandes problemas.

 

Palavras-chave

Relacionados

Diz Quem Sabe

Telefamília: como conciliar o trabalho com o agregado familiar?

"Os pais têm novos desafios e, por conseguinte, novas rotinas. Além do teletrabalho, têm de ser capazes de gerir as rotinas dos filhos, as aulas (se estiverem em idade escolar), as brincadeiras e as refeições, entre outras atividades". Um artigo de opinião assinado pela mental coach Joana Freitas.

Diz Quem Sabe

5 estratégias para cuidar da saúde mental durante o novo confinamento

Um artigo de opinião assinado por Joana Freitas, Mental Coach, sobre a importância de cuidar da mente no regresso do dever geral de recolhimento domiciliário.

Mais no portal

Moda

Fomos espreitar as propostas da Primark e estes são os nossos 10 acessórios preferidos

Os acessórios must-have para os dias de calor

Moda

Quem disse que não há lugar para fatos num armário de primavera?

Dos tons neutros aos mais vibrantes; das silhuetas justas às oversized, é impossível resistir a estes 10 conjuntos coordenados.

Beleza

Cabelos: três tendências inspiradas nas Deusas do Olimpo

Confira as sugestões Jean Louis David.

Lifestyle

Aos fins de semana, há 'brunch' na Doca de Santo

Com vista para o Tejo.

Moda

Uns ténis para quem não tem medo de brilhar debaixo dos holofotes

Os novos ténis da marca Puma em colaboração com Dua Lipa

Celebridades

Harry aterra no Reino Unido sem Meghan e reencontra-se com o irmão

A propósito do funeral do avô, Philip.

Moda

Estas cinco combinações de cores são a definição de luxo

Quer dar mais cor ao seu guarda-roupa? Então, inspire-se nestes visuais que encontram equilíbrio em apostas inesperadas.

Moda

Parfois: 10 artigos imperdíveis em promoção

Confira as sugestões que selecionámos.

Saúde

Um beijo, três consequências para a saúde oral

O Dia do Beijo celebra-se anualmente a 13 de abril, e Portugal não foge aos festejos. Aqui ficam três consequências (boas e más) deste gesto de carinho na saúde oral.

Body Shaper

A receita caseira que combate três grandes preocupações estéticas das mulheres

No novo episódio da rubrica Body Shaper, partilho uma massagem que ajuda a eliminar a celulite, a má circulação e a retenção de líquidos.

Saúde

CDC declara racismo ameaça à saúde pública

A agência americana focou-se no impacto deste a nível físico e emocional.