@nycbambi

O lar é o derradeiro refúgio para todos aqueles que o usam para habitação própria e permanente. Esse fator leva-nos a entender o motivo para ser um dos últimos bens de que as pessoas se desfazem em situações de, por exemplo, problemas financeiros ou de morte de um ente querido. Isto acontece, muitas vezes, por ter um valor sentimental que não tem preço.

A casa é um refúgio onde todos nós nos sentimos seguros e protegidos, como se de uma fortaleza se tratasse. Para quem vive sozinho, é o espaço sagrado; para quem vive com um companheiro, é o ‘ninho’; para quem vive com a família e filhos, é o lugar da azafama, mas também da proteção. A partir da geração Y (millennials), vivemos de experiências e, cada vez mais, é disso que se trata: de experiências.

As gerações anteriores procuravam apenas um lugar para criar os filhos e é verdade que, em situações económicas desfavoráveis, o que interessa é o espaço para poder viver e oferecer segurança ao núcleo familiar. No entanto, num enquadramento mais amplo, hoje valorizamos outras coisas como, por exemplo, a luz, a amplitude, os tons, a paisagem e os locais de acessibilidade.

As novas gerações valorizam questões como ter acesso rápido à internet e, com a pandemia, a existência de um espaço exterior para conseguirem respirar após longos períodos de confinamento. Fala-se cada vez mais em Feng Shui, ou seja, naquilo que a casa transmite a nível energético. Cada pessoa que visita um imóvel utiliza mais os sentidos do que propriamente a racionalidade. É muito frequente que o olfato e a audição constituam aspetos decisivos na hora de avançar com a compra. Hoje, mais do que o T2 ou o T3, há a valorização da experiência que se quer ter naquele determinado momento de vida.

Para quem trabalha no setor imobiliário, será que faz sentido continuar a apostar no T2 ou T3? Ou será que quem procura um imóvel prefere outro tipo de fatores para lá viver? Queremos que o mediador que nos acompanha utilize diga “Aqui é a cozinha” ou “Nesta cozinha consegue tomar o seu pequeno-almoço em paz”? E para si, que procura um determinado imóvel, será que quer mesmo um T3, ou valoriza outros fatores?

Hoje não basta viver num imóvel; há a necessidade de “sentir” o imóvel, o que transmite, e as possibilidades que lhe dá.

Palavras-chave

Relacionados

Diz Quem Sabe

Em 2021, a casa passou a ser o bem mais importante

Como se encontra o mercado imobiliário no ano corrente? Quais são os impactos da pandemia? A responder a estas questões, temos o especialista em mediação imobiliária Hugo Silva.

Lifestyle

5 dicas para encontrar a habitação perfeita durante a pandemia

Saiba o que deve prioritizar na altura de comprar uma casa nova, especialmente nos tempos que correm.

Lifestyle

Estarão as moratórias a “segurar” um possível crash imobiliário?

Um artigo de opinião de Hugo Silva, especialista em mediação imobiliária.

Mais no portal

Moda

Estas saias prometem fazer furor nas estações quentes

Apresentamos-lhe seis modelos que são ótimos investimentos tanto para a primavera como para o verão de 2021.

Lifestyle

Vamos falar sobre os deliciosos tacos japoneses do FishFish Sushi?

Às quartas-feiras, na compra de três tacos, o restaurante oferece um quarto. Uma oferta literalmente irresistível!

Body Shaper

O derradeiro plano para declarar guerra à celulite e à retenção de líquidos

O novo episódio da rubrica Body Shaper traz-lhe um plano de ataque, sublinhe-se, só com dicas caseiras.

Diz Quem Sabe

Questões a ponderar antes de avançar com uma mudança na vida profissional

A coach Lúcia Palma deixa alguns pontos a ter em conta antes de efetuar qualquer mudança neste campo.

Saúde

Os reajustes necessários para perder peso depois dos 40

Aconselhados por uma especialista.

Beleza

Base demasiado clara? Este truque do TikTok ajuda a resolver o problema

É bastante simples e económico.

Moda

Duvidamos que haja um vestido mais prático do que este

É só vestir e sair porta fora, sem pensar muito no styling.

Comportamento

Os 10 pilares de relacionamentos saudáveis

De acordo com um perito em relações amorosas, existem 10 alicerces de uma parceria que tendem a ser subestimados.

Celebridades

Ex-mulher de Travis Barker alega que o músico teve um caso com Kim Kardashian

Barker é o novo namorado de Kourtney Kardashian.

Diz Quem Sabe

O guia para criar uma selva urbana em casa

Um artigo de opinião assinado por José Luís Velasco, product manager da Gardenia, sobre os novos hábitos que se cultivaram e enraizaram em tempos de confinamento.

Comportamento

Como ser mais vulnerável num relacionamento (mesmo que isso a assuste)

O medo da rejeição faz-nos levantar a guarda e, por conseguinte, perdemos coisas boas como a intimidade e a conexão.

Diz Quem Sabe

O couro cabeludo também precisa de proteção solar

O Dr. Carlos Portinha, coordenador Clínico do Grupo Inspary, explica que o cancro da pele pode ser uma das consequências da exposição do couro cabeludo aos raios solares.