@nycbambi

O lar é o derradeiro refúgio para todos aqueles que o usam para habitação própria e permanente. Esse fator leva-nos a entender o motivo para ser um dos últimos bens de que as pessoas se desfazem em situações de, por exemplo, problemas financeiros ou de morte de um ente querido. Isto acontece, muitas vezes, por ter um valor sentimental que não tem preço.

A casa é um refúgio onde todos nós nos sentimos seguros e protegidos, como se de uma fortaleza se tratasse. Para quem vive sozinho, é o espaço sagrado; para quem vive com um companheiro, é o ‘ninho’; para quem vive com a família e filhos, é o lugar da azafama, mas também da proteção. A partir da geração Y (millennials), vivemos de experiências e, cada vez mais, é disso que se trata: de experiências.

As gerações anteriores procuravam apenas um lugar para criar os filhos e é verdade que, em situações económicas desfavoráveis, o que interessa é o espaço para poder viver e oferecer segurança ao núcleo familiar. No entanto, num enquadramento mais amplo, hoje valorizamos outras coisas como, por exemplo, a luz, a amplitude, os tons, a paisagem e os locais de acessibilidade.

As novas gerações valorizam questões como ter acesso rápido à internet e, com a pandemia, a existência de um espaço exterior para conseguirem respirar após longos períodos de confinamento. Fala-se cada vez mais em Feng Shui, ou seja, naquilo que a casa transmite a nível energético. Cada pessoa que visita um imóvel utiliza mais os sentidos do que propriamente a racionalidade. É muito frequente que o olfato e a audição constituam aspetos decisivos na hora de avançar com a compra. Hoje, mais do que o T2 ou o T3, há a valorização da experiência que se quer ter naquele determinado momento de vida.

Para quem trabalha no setor imobiliário, será que faz sentido continuar a apostar no T2 ou T3? Ou será que quem procura um imóvel prefere outro tipo de fatores para lá viver? Queremos que o mediador que nos acompanha utilize diga “Aqui é a cozinha” ou “Nesta cozinha consegue tomar o seu pequeno-almoço em paz”? E para si, que procura um determinado imóvel, será que quer mesmo um T3, ou valoriza outros fatores?

Hoje não basta viver num imóvel; há a necessidade de “sentir” o imóvel, o que transmite, e as possibilidades que lhe dá.

Palavras-chave

Assine a ACTIVA

Deixe-se inspirar, assine a ACTIVA, na sua versão em papel ou digital, a partir de €2,00 a edição. Saiba tudo aqui ASSINAR

Relacionados

Diz Quem Sabe

Em 2021, a casa passou a ser o bem mais importante

Como se encontra o mercado imobiliário no ano corrente? Quais são os impactos da pandemia? A responder a estas questões, temos o especialista em mediação imobiliária Hugo Silva.

Lifestyle

5 dicas para encontrar a habitação perfeita durante a pandemia

Saiba o que deve prioritizar na altura de comprar uma casa nova, especialmente nos tempos que correm.

Lifestyle

Estarão as moratórias a “segurar” um possível crash imobiliário?

Um artigo de opinião de Hugo Silva, especialista em mediação imobiliária.

Mais no portal

Moda

Este truque de styling deixa os cadigãs mais elegantes

É simples, mas faz uma grande diferença.

Pera Doce

Já conhece o Otro lado do luxo?

O que têm em comum a perfumaria de nicho, o design e a arquitetura, a alfaiataria de luxo e o chef Vitor Sobral? Foi isso mesmo que fomos descobrir no primeiro restaurante do grupo OTRO.

Celebridades

Adele dita as próximas tendências da estação com look outonal perfeito

Das cores, passando pelos tecidos, às silhuetas, a cantora acertou em cheio.

Celebridades

Kourtney Kardashian e Travis Barker estão noivos

Veja as fotografias do momento em que o músico pediu a empresária em casamento.

Beleza

Seda ou cetim? A melhor opção de fronha para cabelos afro

Deixar tecidos como o algodão de lado faz maravilhas pelos cabelos com textura durante a noite.

Moda

Mafalda Carvalho mostra os desfiles (e as emoções) do último dia de Portugal Fashion

Veja tudo o que aconteceu na Alfândega do Porto.

Lifestyle

A Pizzaria Luzzo é uma das pérolas da Graça

Da comida ao ambiente, tudo é pensado para proporcionar refeições (e momentos) super agradáveis.

Lifestyle

Esta câmara trendy foi concebida para tirar selfies

Ela permite tirar, imprimir e partilhar fotografias em movimento. Um sonho para a Geração Z.

Beleza

5 cortes de cabelo clássicos que nunca saem de moda

Em equipa que ganha não se mexe.

Moda

Bailarinas: como usar estes sapatos clássicos de formas contemporâneas

Inspire-se nestas estrelas das redes sociais para adicionar estes sapatos versáteis e elegantes aos seus próximos visuais de outono.

Saúde

Cuidados a ter com a saúde íntima feminina quando as temperaturas descem

Eis as dicas de um ginecologista e obstetra dos hábitos a adotar nesta altura do ano.