A formação financeira pode e deve fazer parte das nossas vidas, ajudando-nos a sermos mais conscientes da real importância do dinheiro na hora de gastar e de poupar. Cada vez mais, os valores que ‘gastamos’ nestas ações devem ser vistos como investimentos feitos no presente para sermos mais responsáveis financeiramente no futuro.

Com uma formação em finanças pessoais, é possível converter potenciais ações em concretizações através de certas aprendizagens como, por exemplo, organizar as finanças, poupar em despesas que representam uma fatia significativa dos gastos e fazer investimentos mais rentáveis e crescentes no tempo. Resumindo: investir mais e melhor, criando estratégias de atuação para melhorar a sua saúde financeira.

Aqui ficam os motivos para ser importante aprender mais sobre finanças pessoais:

Aprende a estar atenta a mudanças na economia

Isto pode ter influência na sua vida no sentido de saber planear, organizar e orientar mensalmente as suas finanças. Também é importante no sentido da criação de objetivos individuais, que posteriormente acabam por pesar não só na vida pessoal, como na familiar e profissional. É crucial adquirir conhecimentos aprofundados nesta área e planear o futuro, para conquistar rapidamente a tão esperada liberdade financeira.

O seu dia-a-dia passa a ser mais rico de informação

Com a aprendizagem, que pode também ser complementada com leitura de livros, pode começar a olhar para certos conceitos como investimentos, planeamento financeiro, orçamento, etc., com outros olhos. A partir daí, saberá exatamente o que tem de fazer (e como) para a e saber exatamente o que tem de fazer e como fazer para atingir os objetivos que traçou.

Porque sim

Porque o saber não ocupa lugar e faz parte da nossa vida, a área das finanças pessoais ajuda a perceber como podemos argumentar com os bancos e conseguir negociar, por exemplo, melhores condições. E os benefícios não ficam por aí:  passamos a olhar para as nossas despesas de outra forma, a perceber se estamos (ou não) a gastar dinheiro em despesas supérfluas e porquê.

Já sabe, aprenda a gerir bem a sua vida financeira. Cabe-lhe a si conseguir aumentar a sua capacidade de poupança nos gastos do dia-a-dia, com um acompanhamento muito de perto, e preparar-se da melhor maneira para o futuro, de modo a que o planeamento seja concretizável a curto e longo prazo.

Não deixe de acompanhar estas e outras dicas na sua Revista favorita e nas redes sociais: Instagram |Facebook Linkedin | Site oficial

Palavras-chave

Assine a ACTIVA

Deixe-se inspirar, assine a ACTIVA, na sua versão em papel ou digital, a partir de €2,00 a edição. Saiba tudo aqui ASSINAR

Relacionados

Diz Quem Sabe

Stress financeiro: como olhar para ele de forma positiva

Se não sabe por onde começar, estes seis passos vão ajudá-la a mudar a sua perspetiva e a pôr as finanças em ordem.

Diz Quem Sabe

Sustentabilidade e poupança: qual a relação?

Saiba como aliar as duas, de modo a que os próximos tempos sejam amigos do ambiente e da sua carteira.

Lifestyle

Educação financeira nas crianças. Saiba por onde começar

Os pais podem e devem incutir conceitos como o dinheiro, a poupança (e porque são tão importantes) nos filhos desde cedo.

Mais no portal

Moda

Mafalda Carvalho mostra os desfiles (e as emoções) do último dia de Portugal Fashion

Veja tudo o que aconteceu na Alfândega do Porto.

Lifestyle

A Pizzaria Luzzo é uma das pérolas da Graça

Da comida ao ambiente, tudo é pensado para proporcionar refeições (e momentos) super agradáveis.

Lifestyle

Esta câmara trendy foi concebida para tirar selfies

Ela permite tirar, imprimir e partilhar fotografias em movimento. Um sonho para a Geração Z.

Beleza

5 cortes de cabelo clássicos que nunca saem de moda

Em equipa que ganha não se mexe.

Moda

Bailarinas: como usar estes sapatos clássicos de formas contemporâneas

Inspire-se nestas estrelas das redes sociais para adicionar estes sapatos versáteis e elegantes aos seus próximos visuais de outono.

Saúde

Cuidados a ter com a saúde íntima feminina quando as temperaturas descem

Eis as dicas de um ginecologista e obstetra dos hábitos a adotar nesta altura do ano.

Comportamento

Advogada elege as 5 razões mais comuns para o divórcio

Curiosamente, a traição não é uma delas.

Moda

Be The Change: tecidos reciclados e produção responsável com o selo de qualidade Tezenis

Uma coleção de ‘underwear’ bonita, sustentável e mais amiga do ambiente.

Diz Quem Sabe

Pele sensível e pele sensibilizada: entenda as diferenças

E saiba quais os cuidados a ter.

Saúde

Como os cuidados para bebés podem aliar-se à sustentabilidade

Opções para os pais que procuram produtos que causem o menor impacto possível no meio ambiente.

Saúde

A dor crónica não é um problema individual – é um problema de saúde pública

Um artigo de opinião assinado por um grupo de especialistas da Escola de Medicina da Universidade do Minho, a propósito do Dia Nacional da Luta Contra a Dor (15 de outubro).