Em Portugal, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), o Acidente Vascular Cerebral (AVC) está na origem do maior número de óbitos representando 9,8% da mortalidade em 2019. É igualmente reconhecido que a hipertensão arterial é o principal fator de risco modificável para as doenças cerebrovasculares, incluindo o AVC. Relacionando estes dois últimos factos podemos caracterizar a hipertensão arterial como um grave problema de Saúde Pública, com o qual nos debatemos atualmente.

Aumentos na pressão arterial causam lesão vascular cumulativa e progressiva em vários órgãos do corpo humano, incluindo o cérebro. O culminar destas alterações no cérebro é um episódio de AVC. Embora a hipertensão arterial esteja mais intimamente ligada com o AVC hemorrágico, também existe uma relação direta e indireta com o AVC isquémico, dependendo do seu subtipo etiológico. Contudo, e independentemente do tipo de AVC a que nos referimos, para além da mortalidade, já acima mencionada, também é importante alertar para a morbilidade do AVC, que consiste em alterações cognitivas e limitações funcionais e de linguagem com as quais os sobreviventes de AVC são confrontados.

Por mais que o tratamento do AVC agudo tenha avançado nos últimos anos a aposta principal é na PREVENÇÃO da sua ocorrência através do controlo dos fatores de risco que estão na sua origem.

Uma percentagem considerável dos portugueses é hipertensa e desconhece que o é! Torna-se, assim, fundamental o diagnóstico e tratamento precoces como meio de prevenção do AVC primário e recorrente.

A estratégia passa por sensibilizar a população para esta doença silenciosa, apostando também no regular acompanhamento pelos cuidados de saúde primários (Médicos e Enfermeiros de Família), assim como rastreios populacionais ocasionais, que são preponderantes no diagnóstico da hipertensão arterial.

Após o diagnóstico, e de acordo com os valores de pressão arterial, são tomadas atitudes farmacológicas/terapêuticas individualizadas. Fomentar a consciencialização da gravidade da doença na sua globalidade, incentivar a adesão terapêutica, instituir mudanças e hábitos de vida saudável e reforçar a necessidade de seguimento regular pelo Médico de Família são partes importantes da estratégia global na prevenção do AVC.

Muitas vezes desvalorizadas, as alterações de estilo de vida são importantes adjuvantes e diminuem, na globalidade, os eventos cardiovasculares e não só os AVC’s. Falamos de: redução na quantidade de sal ingerida, moderação do consumo de álcool, cessação tabágica, redução de peso e manutenção de peso ideias e atividade física regular assim como consumo elevado de legumes e frutas.

Está demonstrado que uma redução de 10mmHg na pressão arterial sistólica ou uma redução de 5mmHg na pressão arterial diastólica está associada a reduções significativas na ocorrência de AVC’s em  aproximadamente 35%. Portanto, é fundamental sensibilizar, diagnosticar e tratar a hipertensão arterial de modo a prevenir a morbilidade e a mortalidade associada ao AVC.

Vamos prevenir para não ter que remediar??!

Palavras-chave

Relacionados

Saúde

Este nutriente pode ser fulcral na prevenção do AVC

Uma simples mudança na dieta pode ter efeitos muito benéficos.

Diz Quem Sabe

A relação entre a COVID-19 e o AVC

Os doentes com AVC e COVID-19, em comparação com os doentes com AVC sem COVID-19, são mais jovens.

Saúde

Prevenir o AVC através da alimentação: 6 hábitos para incluir na rotina ainda hoje

Na véspera do Dia Mundial do AVC, uma nutricionista partilha truques para promover um estilo de vida mais saudável.

Mais no portal

Moda

Precisamos de uns ténis iguais a estes, de Kate

São cheios de estilo e ficam bem com tudo.

Comportamento

Brinquedos sexuais: revelados os hábitos dos portugueses entre quatro paredes

A grande maioria dos inquiridos num estudo recente admitem que o uso de brinquedos teve um impacto positivo na satisfação com a vida sexual.

Beleza

Saiba como conseguir pestanas de boneca sem usar extensões

Estes três truques vão deixá-las longas e volumosas.

Saúde

Os motivos para os vinhos naturais não causarem ressacas tão severas

Saiba se esta é a opção que faz mais sentido para si.

Comportamento

6 padrões de pensamento que pioram a ansiedade (e como combatê-los)

Aqui ficam as recomendações de um especialista.

Moda

20 vestidos de verão abaixo dos 50 euros que seguem as últimas tendências

Não há como falhar com estes modelos no seu armário cápsula de verão.

Saúde

É normal perder o apetite durante a menstruação? A resposta de uma especialista

A explicação resume-se a três pontos.

Comportamento

5 sinais de que está num relacionamento com potencial para dar certo

De acordo com um psicólogo, estas são as características de casais com relações bem-sucedidas a longo prazo.

Body Shaper

Os tratamentos caseiros indispensáveis em qualquer 'operação biquíni'

O novo episódio da rubrica Body Shaper conta com três sugestões muito simples e eficazes.

Moda

É possível recriar o estilo de Katie Holmes por menos de 30 euros

A atriz usou um top em crochê que tem um preço bastante acessível e ainda está disponível na loja online da marca.

Beleza

"Pre-poo": os grandes benefícios deste tratamento para cabelos crespos

E para todos os tipos de caracóis, que estão sempre sedentos de hidratação.

#VozActiva

Isabela Valadeiro: "Se não salvarmos os oceanos, não há futuro"

A nossa protagonista de julho fala sobre a relação com o mar e da necessidade de preservarmosos oceanos no #VozActiva deste mês.