@myvisualcurrency

A saúde mental não tem uma definição própria.  O termo é utilizado para descrever um nível de qualidade de vida cognitiva ou emocional, ou a ausência de uma doença mental. Inclui ainda a capacidade de qualquer indivíduo procurar um equilíbrio entre a mente e o corpo e a capacidade de gerir as emoções.

Trabalhar, promover e proteger a nossa saúde mental é um trabalho diário. Assim como existe uma preocupação generalista com a saúde, o corpo e a alimentação, é necessário um maior cuidado com a mente. Dar atenção a todos os sinais e, se necessário, procurar ajuda para encontrar o equilíbrio, para que seja possível adquirir a capacidade de apreciar a vida. Não é a solução para a felicidade mas eleva, em grande parte, essa probabilidade.

A diferença entre a saúde mental do homem e da mulher está na suscetibilidade que as mulheres têm para sofrerem desequilíbrios. As mulheres são multifacetadas, lidam diariamente com muitas emoções, assumem muitos papéis na vida – quer no seio familiar ou no profissional. A mulher é muito mais emocional do que o homem. Sente tudo ao pormenor e, a acrescentar, tem desequilíbrios hormonais todos os meses – que aumenta a probabilidade do aparecimento de qualquer desequilíbrio mental. Atenção, desequilíbrio não é, de todo, uma patologia mental.

Estudos realizados denotam que as mulheres estão a sofrer mais com a pandemia, ao mesmo tempo que também são quem demora mais tempo a procurar ajuda. Normalmente, o homem procura ajuda após um ano, enquanto a mulher demora, em média, cerca de quatro anos.

Existem alguns apontamentos fundamentais para que a mulher evite sofrer com a saúde mental:

  1. Cuidar da autoestima. Gostar de si, aceitar-se, pois é bela de todas as formas. É especial, é única, mime-se! Tenha compaixão.  Já pensou quando foi a última vez que se olhou ao espelho, bem nos seus olhos, e reparou em si?
  2. Lidar com as emoções. Sejam positivas ou negativas, aceite todas as emoções que sente, deixe fluir. Escreva num papel o que sente, o que despertou essa emoção, mas não a guarde dentro de si. A meditação ajuda muito nesta dinâmica e não necessita de muito tempo, experimente. 
  3. Gerir o stress e a ansiedade. Controle e redefina a forma como vive o dia-a-dia. Viva o momento e não pense nos “e se” que poderiam ter sido diferentes. Não pense no passado nem no futuro, pois não é benéfico. Pratique exercício físico. Retire 30 minutos por dia e faça uma caminhada, por exemplo. Ajuda bastante a libertar energia e a sentir-se mais alegre, devido às hormonas que nos trazem bem-estar e são libertadas.
  4. Eliminar relacionamentos tóxicos e/ou abusivos. Amizade, amor ou mesmo profissionais… Se esse relacionamento causa algum mal-estar, algum controlo ou cobrança, tenha a coragem e elimine essas pessoas da sua vida.
  5. Valorizar a família e amigos. Comunique, de coração aberto, o que sente. Certamente, a pessoa do outro lado vai apoiar, ouvir e conseguir ajudar no que puder. Aproveite os momentos de lazer e usufrua desse tempo. Em tempo algum devemos adiar o que queremos fazer.

É necessária uma luta diária para a realização pessoal, uma procura pela felicidade. Se não estiver feliz, procure ajuda profissional. Cuidemos da pessoa mais importante da nossa vida, nós próprias.

Palavras-chave

Assine a ACTIVA

Assine a ACTIVA e deixe-se inspirar com a oferta que preparámos a pensar em si. ASSINAR

Relacionados

Diz Quem Sabe

O impacto da automotivação nos relacionamentos amorosos

"Quando um casal tem os mesmos valores, as prioridades e os objetivos passam a ser os mesmos. E só assim a relação funciona, flui". Um artigo de opinião assinado pela mental coach Joana Freitas.

Diz Quem Sabe

Desconfinar: 5 dicas para gerir a ansiedade

"Dúvidas, receios, o stress de ter de gerir tudo de novo, as saudades e o aperto no coração ao deixar os filhos na escola. Sentir tudo faz parte do processo"

Diz Quem Sabe

O mindfulness pode ser uma solução muito necessária para as empresas

Um artigo de opinião assinado pela mental coach Joana Freitas, sobre esta filosofia de que tanto se fala nos dias que correm.

Mais no portal

Mulheres Inspiradoras

Optometrista Vera Carneiro é consultora do Programa da Visão da OMS

A portuguesa está a contribuir para a implementação das recentes recomendações e iniciativas da Organização Mundial de Saúde e Nações Unidas, relativas aos cuidados para a saúde da visão.

Moda

8 truques de moda que aprimoram o estilo pessoal

Ganhe confiança no seu estilo com estes conselhos de styling (e não só)

Saúde

Sabe quais as funções do estrogénio e da progesterona?

Entenda como estas hormonas a podem afetar.

Saúde

5 artigos de fitness que precisa de ter em casa - e que não ocupam espaço

Quer poupar no ginásio? Confira esta seleção.

Beleza

Será esta a solução para as borbulhas?

E pontos negros.

Famílias Felizes

Famílias Felizes: vamos combater a 'ignorância' sobre o Natal?

Se dizemos tantas vezes que o Natal é para as crianças, não chegou a altura de pensarmos que esta época do ano também deve ser valorizada por nós? E recordar a essência, a sua história, é também uma forma de dar mais sentido a este tempo tão especial.

Moda

Os looks que vamos querer usar nos últimos 31 dias do ano

Inspire-se nestas sugestões.

Comportamento

9 regras para fazer um pedido de desculpa genuíno

De acordo com uma psicóloga.

Moda

15 ténis brancos aprovados para o outono

Queremos um de cada, por favor!

Saúde

Drew Barrymore começa todas as manhãs com esta bebida que divide opiniões

A atriz partilhou a sua rotina matinal, que conta com um hábito que não é consensual entre os especialistas em bem-estar.

Moda

3 acessórios de inverno que estão a tomar o street style de assalto

São os complementos ideais para qualquer visual quentinho.

Moda

Eis a deslumbrante e arrojada coleção de festa da Zara

Conheça as propostas da popular marca espanhola para recebermos a quadra festiva com muita alegria (e estilo).