Recomendado na Roda dos Alimentos (uma a três porções diárias), o leite é um alimento de eleição na dieta de crianças e adultos de todas as idades. É uma boa opção ao pequeno-almoço e/ou aos lanches, juntamente com outros grupos de alimentos, como os cereais e a fruta. Mas também pode ser uma bebida desportiva, apresentando vários benefícios na recuperação física pós-exercício.

Benefícios para a saúde

A evidência científica aponta para um efeito neutro ou protetor do leite na saúde cardiovascular e diabetes, em adultos. Estudos em crianças e adolescentes sugerem que níveis de ingestão de cálcio ou de lacticínios mais elevados estão associados a uma melhor taxa de mineralização dos ossos – um trunfo para o futuro, já que um aumento de 10% no pico de massa óssea reduz em 50% o risco de uma fratura osteoporótica durante a vida adulta. Além disso, alguns estudos demonstram que o consumo de leite, mesmo o leite inteiro, não está relacionado com aumento de peso nas crianças – pelo contrário, parece estar relacionado com menor gordura corporal na infância.

A introdução ou a reintrodução de hábitos alimentares saudáveis torna-se especialmente relevante no atual contexto de pandemia, ainda mais se tivermos em conta os confinamentos e os seus potenciais impactos negativos na alimentação e na atividade física, fatores determinantes para a obesidade. É cada vez mais reconhecido que os efeitos do leite e dos produtos lácteos na saúde vão muito além dos benefícios individuais de cada um dos nutrientes que nos fornecem, sendo atribuídos à sua combinação única de nutrientes e fatores bioativos e à forma como interagem entre si, na matriz láctea.

A matriz láctea é complexa, sendo composta por água, proteínas de alto valor biológico (e péptidos ativos libertados durante a digestão das proteínas e/ou na fermentação de produtos lácteos), por lactose, por gordura láctea (uma gordura única e complexa, com cerca de 400 ácidos gordos diferentes), por diversos micronutrientes em boa quantidade, como riboflavina (vitamina B2), potássio, cálcio, fósforo, iodo e vitamina B12, entre outros. Além de contribuir para a hidratação diária, o leite oferece uma boa relação entre nutrientes essenciais e calorias, o que faz dele um alimento de elevada densidade nutricional. E sabemos que uma alimentação rica em alimentos de elevada densidade nutricional é mais saudável, pois as calorias consumidas são ricas em nutrientes importantes para o funcionamento do organismo.

Sustentabilidade

Mas já não basta uma alimentação saudável, tem de ser sustentável. O conceito de sustentabilidade alimentar integra os aspetos nutricionais, mas também as dimensões social, económica e ambiental de toda a cadeia de abastecimento dos alimentos, que, no caso do leite, começa nas explorações leiteiras, passa pela indústria e depois pela distribuição, até chegar ao consumidor.

Quando falamos de sustentabilidade social e económica do leite, não podemos deixar de referir o peso que tem na economia portuguesa. O leite é dos poucos alimentos com uma produção autossuficiente em Portugal, garantindo o autoaprovisionamento de abastecimento interno! Há que considerar também o bem-estar animal, importante para a sustentabilidade social e económica dos produtos lácteos. E hoje em dia já existe leite nacional com certificação de bem-estar animal, que reconhece a importância do mesmo e que garante maior confiança ao consumidor.

A dimensão ambiental é também relevante para a sustentabilidade do leite, sendo importante abordá-la de uma forma integrada. Não existe uma métrica única que seja capaz de abarcar toda a sua complexidade, existem várias, como por exemplo a pegada hídrica e a pegada ecológica, em que o leite não tem destaque, ou as emissões de gases com efeito de estufa, as quais registaram um decréscimo de quase 11% na última década, de acordo com a FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura).

Não faltam razões para consumir leite

Não faltam razões para consumir leite, desde logo pela sua extraordinária riqueza nutricional e benefícios para a saúde, é economicamente acessível e tem uma relação custo benefício ímpares. Com uma dimensão económica e social muito relevante para o país, o leite português tem seguramente lugar numa dieta sustentável, que é uma dieta culturalmente aceite, nutricionalmente adequada, acessível pela população, segura e economicamente justa, de acordo com a FAO.

Palavras-chave

Mais no portal

Moda

Precisamos de uns ténis iguais a estes, de Kate

São cheios de estilo e ficam bem com tudo.

Comportamento

Brinquedos sexuais: revelados os hábitos dos portugueses entre quatro paredes

A grande maioria dos inquiridos num estudo recente admitem que o uso de brinquedos teve um impacto positivo na satisfação com a vida sexual.

Beleza

Saiba como conseguir pestanas de boneca sem usar extensões

Estes três truques vão deixá-las longas e volumosas.

Saúde

Os motivos para os vinhos naturais não causarem ressacas tão severas

Saiba se esta é a opção que faz mais sentido para si.

Comportamento

6 padrões de pensamento que pioram a ansiedade (e como combatê-los)

Aqui ficam as recomendações de um especialista.

Moda

20 vestidos de verão abaixo dos 50 euros que seguem as últimas tendências

Não há como falhar com estes modelos no seu armário cápsula de verão.

Saúde

É normal perder o apetite durante a menstruação? A resposta de uma especialista

A explicação resume-se a três pontos.

Comportamento

5 sinais de que está num relacionamento com potencial para dar certo

De acordo com um psicólogo, estas são as características de casais com relações bem-sucedidas a longo prazo.

Body Shaper

Os tratamentos caseiros indispensáveis em qualquer 'operação biquíni'

O novo episódio da rubrica Body Shaper conta com três sugestões muito simples e eficazes.

Moda

É possível recriar o estilo de Katie Holmes por menos de 30 euros

A atriz usou um top em crochê que tem um preço bastante acessível e ainda está disponível na loja online da marca.

Beleza

"Pre-poo": os grandes benefícios deste tratamento para cabelos crespos

E para todos os tipos de caracóis, que estão sempre sedentos de hidratação.

#VozActiva

Isabela Valadeiro: "Se não salvarmos os oceanos, não há futuro"

A nossa protagonista de julho fala sobre a relação com o mar e da necessidade de preservarmosos oceanos no #VozActiva deste mês.