Erin Brockovich (2000)

O vício de fumar tem repercussões clínicas, sociais, económicas e até psicológicas que condicionam a vida do fumador e de quem o rodeia. Todas as oportunidades são boas para parar de fumar.

As ocasiões podem ser diversas. Um aniversário, o nascimento de um filho ou de um neto… Muitas vezes quando estamos doentes, não apetece fumar. Isto surge em situações agudas como uma simples gripe, ou na necessidade de internamento eletiva para uma cirurgia programada.

Esta é uma ótima ocasião para tomar a decisão de abandonar o tabaco. No internamento, a pessoa está rodeada de profissionais de saúde que reconhecem os sintomas de privação e que o podem ajudar. Muitos dos internamentos do país têm protocolos para o fumador. Noutros, a expectativa do doente pode ser direcionada para uma consulta especializada após a alta. Mas o internamento é um momento marcante na vida de uma pessoa e um tempo de reflexão sobre a nossa saúde.

A principal complicação da cessação tabágica abrupta manifesta-se por sintomas de privação inespecíficos. Sintomas como ansiedade, irritabilidade ou agitação, alteração do apetite, sintomas depressivos e disforia, podem condicionar riscos para o doente ou prolongar o internamento.

A abordagem em internamento pode ser simplesmente prevenir e tratar a privação ou iniciar, no fumador motivado, um programa de cessação tabágica. No primeiro caso é habitual propor ao doente a terapêutica de substituição com adesivos de libertação de nicotina de longa duração de forma a prevenir a síndrome de abstinência. No caso de o cliente estar medicado com terapêutica em ambulatório para a cessação tabágica, esta deverá ser continuada no internamento. A terapêutica do síndrome de abstinência pode ainda passar pela terapêutica com ansiolíticos e antidepressivos.

Em 2017 morreram em Portugal mais de 13 000 pessoas por doenças atribuíveis ao tabaco, a esmagadora maioria homens. Um em cada quatro óbitos nas pessoas entre os 50 e 60 anos este relacionado com o tabaco. O tabaco contribui em Portugal, para cerca de 20% dos óbitos por cancro, 28,1% dos óbitos por doença respiratória crónica e 8,7% dos óbitos por doenças cardio e cerebrovasculares. Vinte por cento da população portuguesa fuma esporadicamente e 16,8% fazem-no a diário.

É hora de mudar esta realidade. 

Os textos nesta secção refletem a opinião pessoal dos autores. Não representam a ACTIVA nem espelham o seu posicionamento editorial.

Palavras-chave

Assine uma destas revistas e escolha um presente grátis. Estadas em hotéis, produtos de beleza e muitos outros. Aproveite. Assine aqui

Mais no portal

Saúde

A importância deste suplemento para quem está grávida ou a tentar engravidar

Algo nem sempre receitado pelos médicos, mas que pode trazer inúmeros benefícios!

Moda

Truques de styling para usar calças largas com confiança

Uma tendência que, além de prática, é confortável e elegante.

Comportamento

Namoro online: 5 dicas para melhorar a experiência

Recomendados por uma terapeuta familiar.

BeYoga

BeYoga: Força e Determinação de Guerreiro

Desperte a guerreira que há em si, de uma forma vigorosa, activando toda a energia orgânica que flui em direção aos seus objetivos. Seja uma guerreira da paz e irradie firmeza para vencer todas as limitações. Sinta-se pronta para ultrapassar todos os obstáculos.

Lifestyle

Agora não é só loja: há brunch na Brigadeirando, no Lx Factory

E a marca tem algumas novidades à nossa espera.

Saúde

Vacina contra o cancro de pele testada com sucesso em ratos

Uma notícia que nos enche de esperança.

Comportamento

Esta é, provavelmente, a melhor dica para encontrar "o tal"

Um truque bastante simples e que é defendido por vários especialistas. Saiba do que se trata e mude a forma como olha para os relacionamentos.

Lifestyle

Estas duas dicas podem revolucionar a sua gestão financeira

E são bastante simples.

Saúde

Covid-19: Estudo explica a importância da terceira dose da vacina

Bem como das vacinas de mRNA.

Comportamento

3 motivos para o sexo (por vezes) causar apego emocional

Eis a explicação de uma especialista, mestre em Sexologia.

Beleza

4 hábitos aparentemente inofensivos que causam pontas espigadas

Saiba quais são e como pode proteger os fios.

Moda

Parfois: estas malas dão um toque de sofisticação aos 'looks' mais casuais

E estão em saldos!