Alinhar os dentes pode ser um processo de quase um ano, mas, quando termina, o que vem depois? Há quem possa pensar que o fim de um tratamento ortodôntico significa o fim dos cuidados, mas os aparelhos de contenção são a prova viva de que há um caminho a seguir para manter o sorriso alinhado e saudável.Conhecidos como os “aparelhos da noite”, estes são a companhia de todos os que terminaram o tratamento com os alinhadores invisíveis ou com os ditos aparelhos convencionais, mas há ainda muitas dúvidas por esclarecer quanto à utilização e manutenção dos mesmos.Para garantir que não sobram dúvidas quanto ao futuro dos sorrisos no pós-tratamento, e enquanto chefe ortodontista da cadeia de clínicas especializadas em ortodontia invisível Impress, revelo as respostas às cinco perguntas mais comuns sobre os aparelhos de contenção:

1. O que são aparelhos de contenção?

O tratamento ortodôntico é composto pela fase ativa, que garante o alinhamento dos dentes, e pela fase de contenção, que assegura a durabilidade dos resultados do tratamento. Na fase de contenção, os alinhadores são então substituídos por aparelhos de contenção, isto é, aparelhos personalizados que impedem o movimento dos dentes e que os mantêm na posição ideal, conseguida durante o tratamento.

2. Quantos tipos de aparelhos de contenção existem?

Existem dois tipos de aparelhos de contenção: os fixos e os removíveis. Os aparelhos fixos consistem em estruturas simples e discretas, compostas por um fio metálico, que são aplicados na arcada superior ou inferior. Por sua vez, os aparelhos removíveis são compostos por partes plásticas e metálicas, encaixados no céu-da-boca, que, como o nome indica, são removíveis. A grande diferença entre ambos prende-se com a necessidade de cada paciente, pelo que para pacientes que exigem um maior tempo de contenção são aplicados os fixos enquanto os removíveis são para casos mais ligeiros.

3. Até quando é preciso utilizar aparelhos de contenção?

O tempo de utilização dos aparelhos de contenção varia de paciente para paciente, mas, normalmente, os adolescentes devem utilizá-los durante, pelo menos, dois anos. Já os adultos, é recomendável que utilizem a vida toda, principalmente durante a noite.

4. O que acontece se não utilizar os aparelhos de contenção?

Os aparelhos de contenção devem ser utilizados por todos os pacientes, sem exceção, e caso não sejam utilizados, a probabilidade de os dentes voltarem à posição inicial é quase certa. Os dentes têm memória pelo que se os aparelhos de contenção não forem utilizados, o resultado conseguido durante o tratamento pode ser perdido.

5. Quais os cuidados a ter com os aparelhos de contenção?

Há cuidados essenciais de forma a estimar o melhor possível os aparelhos de contenção. Sempre que os aparelhos removíveis não estiverem a ser utilizados, devem ser colocados na sua caixa própria para o proteger de quedas. Quanto à higienização, no caso dos aparelhos fixos basta fazer a escovagem habitual com a escova e pasta de dentes, enquanto que os aparelhos removíveis devem ser escovados e lavados com água em abundância.

Os textos nesta secção refletem a opinião pessoal dos autores. Não representam a ACTIVA nem espelham o seu posicionamento editorial.

Palavras-chave

Assine a ACTIVA e receba uma fabulosa OFERTA da LIERAC. ASSINE AQUI

Mais no portal