@kesnyc

No dia 11 de fevereiro comemoramos o Dia Mundial do Doente. Sempre se falou de doenças e problemas na Saúde, mas nunca como nos últimos dois anos em que, quase diariamente, os telejornais abriam com notícias sobre a infeção Covid-19. Quantos novos casos, internamentos em enfermaria ou UCI, óbitos e recuperados. Esta doença mudou a nossa vida e o nosso sistema de Saúde.

Apesar de ainda não ter terminado, há algumas lições e oportunidades que podemos tirar desta experiência, para bem dos doentes e da retoma a uma vida ativa e com saúde que celebramos neste dia 11 de fevereiro.

A que saliento em primeiro lugar é que qualquer sistema de saúde se deve basear nas especialidades generalistas da Medicina Interna (MI) e Medicina Geral e Familiar (MGF) e, por outro lado, na Saúde Pública. Os doentes são um todo e a hiperespecialização só resolve a patologia e não o doente. O doente é o alvo e a saúde deve girar à sua volta, centrada na pessoa que necessita de cuidados. Foi claro nesta pandemia a centralidade da MI nos doentes internados e da MGF nos doentes de ambulatório.

Em segundo lugar é a absoluta necessidade de coordenação das várias entidades, públicas e privadas, que prestam serviços de saúde. Neste campo ainda estamos muito longe deste objetivo, consequência também da hiperespecialização de áreas da medicina que tendem a isolar-se e fechar o diálogo. Tivemos uma boa experiência com a plataforma única de registo de seguimento dos doentes covid-19, mas tudo o resto foi muito reativo e pouco proativo.

Em terceiro lugar a aposta na literacia em Saúde. A educação para a Saúde é a única forma de resolver problemas crónicos no nosso sistema de saúde, como a sobrelotação das urgências, e de capacitar a pessoa doente para as decisões da sua saúde. Nunca como agora contactei com pessoas tão informadas e esclarecidas sobre uma infeção viral, suas manifestações, tratamentos, evolução e prognóstico. Podemos fazer o mesmo, com o apoio de toda a sociedade, para vários outros problemas de saúde.

A última que quero salientar é mais polémica, mas tão importante como as outras. Os recursos são finitos. Hospitais, enfermarias, médicos, enfermeiros, ventiladores e até oxigénio e, claro, o financiamento. Qualquer um de nós sabe isso. Coletivamente é que parece que não. Tem que haver prioridades para os custos, cálculo de benefícios e avaliação de preços, sempre baseado no que é mais importante para o doente e a sua saúde. Ninguém melhor que os Internistas e Médicos de Família para apoiar e conduzir os doentes no complexo sistema de Saúde, priorizando o que mais importa ao doente e libertar o que não se traduz em valor para a sua saúde.

Para celebrarmos o Dia Mundial do Doente, na minha opinião, devemos colocar o Doente no centro da decisão, dar-lhe informação fiável para que possa decidir em conjunto com o seu médico assistente, o que o tem como um todo e o preza por isso mesmo. Devemos reorganizar o sistema nacional de saúde, fortalecer a coordenação praticamente inexistente e orientar os doentes para os locais corretos, sempre na base dos médicos generalistas, como são todos os internistas.

Os textos nesta secção refletem a opinião pessoal dos autores. Não representam a ACTIVA nem espelham o seu posicionamento editorial.

Palavras-chave

Mais no portal

Mais Notícias

Em “Sangue Oculto”: Beni descobre todas as mentiras de Vanda

Em “Sangue Oculto”: Beni descobre todas as mentiras de Vanda

Catarina Furtado recebe prémio e conta como vai ser o seu Natal

Catarina Furtado recebe prémio e conta como vai ser o seu Natal

Está com Covid-19? Saiba o que fazer de acordo com as novas regras

Está com Covid-19? Saiba o que fazer de acordo com as novas regras

Eco-Rally de Lisboa: os elétricos passaram pela capital

Eco-Rally de Lisboa: os elétricos passaram pela capital

VOLT Live: Reparação de baterias em carros elétricos

VOLT Live: Reparação de baterias em carros elétricos

Primeiro contacto: Toyota bZ4X, o elétrico com garantia de um milhão de quilómetros para a bateria

Primeiro contacto: Toyota bZ4X, o elétrico com garantia de um milhão de quilómetros para a bateria

JL 1361

JL 1361

Como cresceu Archie, o filho mais velho do príncipe Harry e de Meghan Markle

Como cresceu Archie, o filho mais velho do príncipe Harry e de Meghan Markle

João Quadros: “Fui woke antes de a palavra ser conhecida. Já em pequeno, detestava quando diziam piropos na rua à minha irmã”

João Quadros: “Fui woke antes de a palavra ser conhecida. Já em pequeno, detestava quando diziam piropos na rua à minha irmã”

Musk: implantes de chips no cérebro estão a 6 meses de distância. E ele quer um

Musk: implantes de chips no cérebro estão a 6 meses de distância. E ele quer um

Tendências: couro

Tendências: couro

A reorganização do enoturismo

A reorganização do enoturismo

Livros: Os melhores de 2022

Livros: Os melhores de 2022

As diferenças no Natal de Lourenço Ortigão e Kelly Bailey

As diferenças no Natal de Lourenço Ortigão e Kelly Bailey

Volta a Portugal em design nos dois apartamentos da Santo Infante

Volta a Portugal em design nos dois apartamentos da Santo Infante

12 Mercados de Natal, de Lisboa a Sintra, com sugestões de presentes para toda a família

12 Mercados de Natal, de Lisboa a Sintra, com sugestões de presentes para toda a família

Musk: implantes de chips no cérebro estão a 6 meses de distância. E ele quer um

Musk: implantes de chips no cérebro estão a 6 meses de distância. E ele quer um

Decskill chega aos 500 consultores

Decskill chega aos 500 consultores

Mesa com tecnologia inovadora foi premiada

Mesa com tecnologia inovadora foi premiada

Atitude, arrojo e inovação: Recorde os

Atitude, arrojo e inovação: Recorde os "looks" de Letizia na entrega dos prémios Francisco Cerecedo

Exame Informática TV 791: auriculares sem fios, o impressionante Odyssey Ark e smartphones recondicionados

Exame Informática TV 791: auriculares sem fios, o impressionante Odyssey Ark e smartphones recondicionados

JL 1360

JL 1360

Adepta da Croácia é a “bomba” sexy do Mundial

Adepta da Croácia é a “bomba” sexy do Mundial

Esperança de vida aos 65 anos estimada em 19,30 anos no último triénio

Esperança de vida aos 65 anos estimada em 19,30 anos no último triénio

Tutankhamon, Nefertiti e Cleópatra: Do Antigo Egito a faraós superstars, na Fundação Gulbenkian

Tutankhamon, Nefertiti e Cleópatra: Do Antigo Egito a faraós superstars, na Fundação Gulbenkian

Criado primeiro centro integrado de Esclerose Múltipla no país

Criado primeiro centro integrado de Esclerose Múltipla no país

Máxima da Holanda surpreende com visual em tons de cinzento e preto em entrega de prémio em Amesterdão

Máxima da Holanda surpreende com visual em tons de cinzento e preto em entrega de prémio em Amesterdão

Portugueses sem poder de compra para tornar a casa mais eficiente

Portugueses sem poder de compra para tornar a casa mais eficiente

VISÃO Júnior de dezembro de 2022

VISÃO Júnior de dezembro de 2022

VISÃO Se7e: Os dias em modo Natal

VISÃO Se7e: Os dias em modo Natal

Será que tem predisposição genética para desenvolver a Doença de Alzheimer?

Será que tem predisposição genética para desenvolver a Doença de Alzheimer?

Esta Iguana move-se no universo das novelas gráficas

Esta Iguana move-se no universo das novelas gráficas

Manifestação no Campus de Justiça em solidariedade com ativistas em julgamento

Manifestação no Campus de Justiça em solidariedade com ativistas em julgamento

Como um clube português quer tornar o futebol mais

Como um clube português quer tornar o futebol mais "verde"

Girl Talk: este País não é para nós

Girl Talk: este País não é para nós

Congresso mundial debate em Lisboa

Congresso mundial debate em Lisboa "pandemia" de diabetes que afeta um em cada 10 adultos

Dyson quer desenvolver máquinas que usam software e conectividade para se autoaperfeiçoarem

Dyson quer desenvolver máquinas que usam software e conectividade para se autoaperfeiçoarem

Portugal faz bem: matéria natural

Portugal faz bem: matéria natural

Agenda pais e filhos para dezembro

Agenda pais e filhos para dezembro

E ainda... Saramago

E ainda... Saramago

Carolina Norton de Matos, irmã da atriz Bárbara Norton de Matos, está noiva de Cameron Hudson

Carolina Norton de Matos, irmã da atriz Bárbara Norton de Matos, está noiva de Cameron Hudson

Wall&gami: fazer da arte do origami uma peça de decoração

Wall&gami: fazer da arte do origami uma peça de decoração