Há cerca de um ano, a propósito do mês da Doença de Alzheimer, escrevia sobre os sinais de alerta da demência e para a importância do diagnóstico precoce. Esse tema continua a ser pertinente, mas este ano a federação Alzheimer’s Disease International decidiu focar a sua campanha anual na importância do apoio às pessoas que vivem com demência e às famílias após o seu diagnóstico, sob o mote “Juntos, podemos fazer muito!”.

Este slogan remeteu-me de imediato para as Consultas de Geriatria onde tantas pessoas assisto com demência, habitualmente acompanhados pelos seus familiares e cuidadores. E são vários os problemas valorizados nesta consulta nas pessoas com demência e as suas famílias!

Acreditando que o reconhecimento destes problemas possa ser o ponto de partida para a mudança, importa então refletir sobre eles, por vezes pondo o “dedo na ferida” e admitindo até a insuficiência dos nossos serviços de saúde e sociais, do coletivo ao profissional individual.

Na Consulta de Geriatria é comum encontrar doentes com demência há vários anos e que nunca receberam o diagnóstico; por vezes, já tomam anti-demenciais há largos anos e nunca o doente ou a família ouviram falar de demência; contudo, confessam muitas vezes que “já desconfiavam” …. Numa prática clínica ainda paternalista, a omissão do diagnóstico, em vez de protetora, pode ser adversa. Sem diagnóstico, não se antecipam problemas nem se prepara o futuro. Quando os problemas surgem, são ainda mais traumáticos do que se fossem esperados.

Da mesma forma, a implementação de estratégias de manutenção das capacidades cognitivas remanescentes fica comprometida pela falta de um objetivo claro. É fundamental ultrapassar o tabu do diagnóstico da demência e treinar a comunicação do diagnóstico, aproveitando o momento para explicar a história natural da doença, o tipo de complicações que podem surgir, mas também as estratégias existentes para as minorar. E nesse momento, manifestar o nosso apoio, seja no momento ou mais tarde.

Os profissionais de saúde que acompanham doentes com demência podem informar os cuidadores sobre as possíveis alterações de comportamento, desde a apatia à agitação, as alterações alimentares e nutricionais, as alterações do ritmo circadiano como a insónia e a inversão do ciclo sono vigília, etc. Informar sobre o prognóstico da demência não deve ser encarado como o vaticínio de uma tragédia! Antes, deve ser visto como uma oportunidade preventiva e o incentivo para a aquisição de competências específicas que facilitem enfrentar os problemas quando eles se instalam.

Os doentes com demência frequentemente apresentam doenças crónicas que podem interferir com a função cognitiva; por outro lado, o controlo das doenças crónicas pode ser condicionado pela existência da demência. As pessoas idosas com demências e várias outras doenças beneficiam inequivocamente de serem seguidas numa Consulta de Geriatria, em que diagnósticos e tratamentos são conciliados no sentido do melhor equilíbrio, cognitivo e funcional.

Muitos desafios diagnósticos decorrem dos problemas de comunicação das pessoas com demência ou mesmo da sua incapacidade para interpretar sintomas, sejam eles físicos ou psicológicos e emocionais. No entanto, a descoberta de uma doença médica e o seu tratamento podem ser fundamentais para melhorar o bem-estar da pessoa com demência. O médico Geriatra com uma visão geral do doente na totalidade está privilegiadamente posicionado para diagnosticar e tratar.

Na Geriatria valoriza-se a multidisciplinaridade das intervenções, por forma a oferecer uma abordagem holística dos problemas, metodologia capital na gestão do doente com demência. De facto, juntos, vários profissionais de saúde podem fazer muito! Lamentavelmente, nos dias de hoje, o acesso à estimulação cognitiva, à terapia ocupacional e à atividade física adaptada são ainda privilégios dos mais afortunados, e não uma prática generalizada. A mobilização de recursos sociais é por vezes tão complexa que muitos idosos ficam privados de necessidades básicas de sobrevivência. 

Sendo a qualidade de vida e o bem-estar os objetivos primordiais da Geriatria, na trajetória do doente com demência nalgum ponto será considerada a sua segurança e de terceiros. Verdadeiros dilemas éticos têm de ser encarados de forma pragmática, como continuar a conduzir, permanecer em casa ou sair à rua sozinho, entre outros. Estes são temas frequentemente avaliados numa Consulta de Geriatria, para garantir o melhor interesse do doente, que não raramente passa também por olhar para o cuidador e dar a mão em momentos de sobrecarga física e emocional.

Resta-me desejar que pelo menos daqui a 10 anos a maioria dos idosos com demência tenham acesso a uma Consulta de Geriatria, como acontece em Espanha, França, Bélgica, Holanda, Reino Unido, entre outros.

Os textos nesta secção refletem a opinião pessoal dos autores. Não representam a ACTIVA nem espelham o seu posicionamento editorial.

Palavras-chave

Mais no portal

Mais Notícias

França vai banir três voos de curta duração onde há alternativas de comboio

França vai banir três voos de curta duração onde há alternativas de comboio

Lancia ‘renasce’ como marca 100% elétrica

Lancia ‘renasce’ como marca 100% elétrica

Daniel Oliveira “rouba” jovem promessa da ficção à TVI

Daniel Oliveira “rouba” jovem promessa da ficção à TVI

A gestão de talento como uma peça-chave na estratégia de ESG

A gestão de talento como uma peça-chave na estratégia de ESG

O Natal da EXAME: as escolhas musicais do diretor

O Natal da EXAME: as escolhas musicais do diretor

Hospital S.Francisco Xavier adota medida alternativas após inundação num dos edifícios

Hospital S.Francisco Xavier adota medida alternativas após inundação num dos edifícios

Cristina Ferreira comete nova gaffe em Inglês

Cristina Ferreira comete nova gaffe em Inglês

DHL encomenda duas mil carrinhas Ford E-Transit

DHL encomenda duas mil carrinhas Ford E-Transit

BE propõe criação de

BE propõe criação de "serviço de urgência básico" para responder a "picos" nos hospitais

O Natal da EXAME: as escolhas bonitas de Edgar Antunes

O Natal da EXAME: as escolhas bonitas de Edgar Antunes

Vencedores do passatempo 'O Gato das Botas: O Último Desejo'

Vencedores do passatempo 'O Gato das Botas: O Último Desejo'

Como está a correr a transição energética em Portugal

Como está a correr a transição energética em Portugal

Três legislaturas depois, texto sobre eutanásia vai hoje a votação final global

Três legislaturas depois, texto sobre eutanásia vai hoje a votação final global

Caras conhecidas atentas a tendências de moda

Caras conhecidas atentas a tendências de moda

JL 1359

JL 1359

Volta a Portugal em design nos dois apartamentos da Santo Infante

Volta a Portugal em design nos dois apartamentos da Santo Infante

Não me atrevo a dar conselhos a Ronaldo. Mas apetecia-me dar-lhe um abraço

Não me atrevo a dar conselhos a Ronaldo. Mas apetecia-me dar-lhe um abraço

Bárbara Norton de Matos arrasa com look sensual

Bárbara Norton de Matos arrasa com look sensual

Secretária de Estado pede à população para ficar em casa devido ao mau tempo

Secretária de Estado pede à população para ficar em casa devido ao mau tempo

Saúde mental: Os conselhos dos neurologistas para contrariar os esquecimentos

Saúde mental: Os conselhos dos neurologistas para contrariar os esquecimentos

Renault Kangoo Van E-Tech em teste: Assim é mais fácil

Renault Kangoo Van E-Tech em teste: Assim é mais fácil

Moda: Fundo preto

Moda: Fundo preto

Conforto térmico

Conforto térmico

Casa de Mafra: linhas puras

Casa de Mafra: linhas puras

Uma poltrona portuguesa com a cor Pantone 2023

Uma poltrona portuguesa com a cor Pantone 2023

Organizações ambientalistas contra gasoduto

Organizações ambientalistas contra gasoduto "desnecessário" para interconexões ibéricas

Entrevista exclusiva a Miguel Esteves Cardoso:

Entrevista exclusiva a Miguel Esteves Cardoso: "Sem o prazer, é tudo uma estucha"

Como a SAP prepara os engenheiros do futuro

Como a SAP prepara os engenheiros do futuro

E ainda... Saramago

E ainda... Saramago

Os animais mais cómicos do ano!

Os animais mais cómicos do ano!

Porque é que numa maratona se correm exatamente 42,195 quilómetros?

Porque é que numa maratona se correm exatamente 42,195 quilómetros?

Espetáculos, rodas-gigantes e palácios encantados: 17 ideias para levar os miúdos neste Natal

Espetáculos, rodas-gigantes e palácios encantados: 17 ideias para levar os miúdos neste Natal

Carolina Carvalho mostra-se uma grávida feliz e elegante

Carolina Carvalho mostra-se uma grávida feliz e elegante

Batalha Centro de Cinema abre com três dias de festa - e estes são os momentos a não perder

Batalha Centro de Cinema abre com três dias de festa - e estes são os momentos a não perder

Neuralink sob investigação federal nos EUA por testes em animais

Neuralink sob investigação federal nos EUA por testes em animais

Harry e Meghan revelam que se conheceram nas redes sociais

Harry e Meghan revelam que se conheceram nas redes sociais

O centenário de José-Augusto França

O centenário de José-Augusto França

6 podcasts de true crime para detetives de bancada

6 podcasts de true crime para detetives de bancada

Kate Middleton sofre baixa importante na sua equipa de trabalho

Kate Middleton sofre baixa importante na sua equipa de trabalho

O que faz um meteorologista?

O que faz um meteorologista?

"Pinóquio de Guillermo del Toro": Um clássico sem as amarras da Disney

Ofereça beleza este Natal

Ofereça beleza este Natal