O Dia Mundial dos Cuidados Paliativos assinala-se a 8 de outubro. É uma iniciativa global promovida pela World Hospice and Palliative Care Alliance (WHPCA), que visa celebrar e apoiar a divulgação e implementação de cuidados paliativos no mundo.

Em Portugal, várias entidades ligadas aos cuidados paliativos associam-se a esta efeméride, incluindo a Sociedade Portuguesa de Medicina Interna, através do seu Núcleo de estudos em Cuidados Paliativos (NEMPal).

Procuramos, a uma só voz, realçar o papel dos cuidados paliativos na promoção da autonomia e qualidade de vida de doentes e famílias que sofrem com doenças avançadas e progressivas, e lutar pelo acesso equitativo a este tipo de cuidados.

Os cuidados paliativos têm como objetivos de intervenção, dignificar a vida, procurando melhorar a qualidade de vida de doentes e famílias, através da prevenção e alívio do sofrimento, promovendo a máxima autonomia e procurando ajustar as intervenções às necessidades dos doentes.

Preconizam uma abordagem holística, o cuidado de corpo, mente e espírito, focando os aspetos físicos, mas também os aspetos sociais, emocionais, culturais, espirituais e intelectuais do cuidar, através de uma equipa interdisciplinar com treino adequado. São cuidados centrados no doente, baseados no respeito pelos seus valores e preferências, que fornecem acesso a informação clara e compreensível, fomentando a autonomia na tomada de decisão e procurando dar resposta às necessidades de conforto físico e suporte emocional. Dirigem-se ao doente e à família, ao longo da evolução da doença, estendendo-se para lá da morte, no apoio ao processo de luto.

O mote do ano passado foi “porque todos importam”, não deixar ninguém para trás; reforçando a necessidade de acesso equitativo aos cuidados. Os cuidados paliativos destinam-se a todos os que se encontram em sofrimento provocado por doença avançada, independentemente da idade, do diagnóstico, do tempo de vida, dos seus valores, credos e crenças, da cor da pele, da orientação sexual ou da localização geográfica.

Quer dizer, não são só para doentes de cancro, mas também doentes que sofrem com doenças crónicas, incuráveis e que limitam a qualidade de vida, como a Diabetes avançada, a doença cerebrovascular avançada, a insuficiência cardíaca, a insuficiência renal, a insuficiência respiratória, a demência avançada.

Não são cuidados alternativos às medidas dirigidas ao controlo da doença, pelo contrário, devem ser intervenções implementadas em articulação com tratamentos dirigidos a doença, ajustados e adequados, na justa medida do maior benefício para o doente e no respeito pelas suas preferências.

Não são só para os doentes que estão em processo ativo de morte, pelo contrário, quanto mais for precocemente identificada a necessidade de apoio, mais efetiva e eficaz será a intervenção, respeitando as preferências e objetivos do doente e família. Não são só para os adultos, muitas crianças, adolescentes e jovens e respetivas famílias, vivem e lutam diariamente com doenças crónicas limitadoras da vida.

Não são só prestados em hospitais ou unidades de internamento, mas devem ser extensivos e estendidos a todos os locais e “setings” onde estão os doentes: o domicílio, as estruturas de residência de idosos (vulgares lares), o ambulatório, o serviço de urgência, nas cidades, mas também nas aldeias, no litoral e no interior.

Este ano o tema sugerido pela WHPCD, é “Cuidar/curar corações e comunidades” (Healing Hearts and Communities), respondendo à necessidade de suportar todos os que experimentam a perda e luto, no mundo.

Num tempo pós-pandémico, que consubstanciou uma sobrecarga sobre os sistemas sanitários, e um sofrimento e sensação de impotência sem precedentes para os profissionais da saúde, associado a várias situações de conflito e guerra no mundo, particularmente para nós europeus (que não equacionavamos no nosso horizonte temporal essa possibilidade real), esta não poderia ser uma necessidade mais atual e premente, dar resposta e suporte á dor do luto e da perda de todos os que diariamente vivem a ameaça da perda real ou próxima de alguém significativo.

Não podemos ainda, deixar de, mais uma vez, unirmos a nossa, à voz de todos os  que lutam pela promoção dos cuidados paliativos em Portugal, como a Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos (APCP), que vem desde há muitos anos desenvolvendo iniciativas várias, nomeadamente a divulgação do Dia Mundial dos Cuidados Paliativos.

A Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos (APCP) associa-se anualmente a esta campanha e este ano, dando seguimento a proposta da WHPCD tem o lema “A Tua Vida Importa-nos”. A APCP, e citando, “entende que não há vidas que importam mais que outras, a dignidade e o respeito pela vida humana unem todos em compaixão, contribuindo para se apoiarem durante os tempos de maior dificuldade.”

Por cuidados paliativos de excelência, universais, acessíveis e equitativos.

Os textos nesta secção refletem a opinião pessoal dos autores. Não representam a ACTIVA nem espelham o seu posicionamento editorial.

Palavras-chave

Mais no portal

Mais Notícias

E ainda... Saramago

E ainda... Saramago

LeasePlan conclui que elétricos são mais económicos para 87% dos perfis de utilização

LeasePlan conclui que elétricos são mais económicos para 87% dos perfis de utilização

OE2023: Ministro Pedro Nuno Santos traça linha de demarcação entre socialistas e direita

OE2023: Ministro Pedro Nuno Santos traça linha de demarcação entre socialistas e direita

Coluna JBL Partybox Encore Essential em teste, ideal para festas em casa

Coluna JBL Partybox Encore Essential em teste, ideal para festas em casa

Tudo sobre o Prémio Inovação em Prevenção: inscrições já abertas

Tudo sobre o Prémio Inovação em Prevenção: inscrições já abertas

Cristiano Ronaldo e Messi protagonizam colaboração icónica para marca de luxo

Cristiano Ronaldo e Messi protagonizam colaboração icónica para marca de luxo

VOLT Live: Reparação de baterias em carros elétricos

VOLT Live: Reparação de baterias em carros elétricos

A elegância das mulheres da família Grimaldi no jantar de gala do Dia Nacional do Mónaco

A elegância das mulheres da família Grimaldi no jantar de gala do Dia Nacional do Mónaco

Candeeiros, 10 esculturas de luz

Candeeiros, 10 esculturas de luz

Greve na escola

Greve na escola

LG C2: tecnologia como os grandes, num formato compacto

LG C2: tecnologia como os grandes, num formato compacto

Cristiano Ronaldo assina contrato

Cristiano Ronaldo assina contrato

Os Melhores & As Maiores do Portugal Tecnológico 2022 revelados a 29 de novembro

Os Melhores & As Maiores do Portugal Tecnológico 2022 revelados a 29 de novembro

Design, música e tecnologia no novo livro da Phaidon

Design, música e tecnologia no novo livro da Phaidon

Eduardo Carpinteiro Albino e José Carlos Figueiredo vencem Campeonato de Portugal de Novas Energias

Eduardo Carpinteiro Albino e José Carlos Figueiredo vencem Campeonato de Portugal de Novas Energias

Portugal pode voltar a ser

Portugal pode voltar a ser "relevante" através do mar - Bolieiro

A 58.ª edição da Capital do Móvel abre portas, na Alfândega do Porto, dia 26

A 58.ª edição da Capital do Móvel abre portas, na Alfândega do Porto, dia 26

5 restaurantes para viajar à mesa

5 restaurantes para viajar à mesa

"Sangue oculto": Júlia é a terceira gémea

Carlos III permitiu que o artista David Hockney quebrasse o ‘dress code’ em evento no Palácio de Buckingham

Carlos III permitiu que o artista David Hockney quebrasse o ‘dress code’ em evento no Palácio de Buckingham

O centenário de Saramago

O centenário de Saramago

Quase 200 centros de saúde com horário alargado e informação disponivel 'online'

Quase 200 centros de saúde com horário alargado e informação disponivel 'online'

Presidente da República promulga diploma sobre carreira dos enfermeiros

Presidente da República promulga diploma sobre carreira dos enfermeiros

Estes autores portugueses vêm passar o Natal!

Estes autores portugueses vêm passar o Natal!

5 dicas para proteger a casa no Inverno

5 dicas para proteger a casa no Inverno

Força Aérea Portuguesa cria sistema de sensores, acoplados a um drone, para deteção de radioatividade

Força Aérea Portuguesa cria sistema de sensores, acoplados a um drone, para deteção de radioatividade

Três vinhos frescos e equilibrados

Três vinhos frescos e equilibrados

18 bomber jackets para dar as boas-vindas ao frio

18 bomber jackets para dar as boas-vindas ao frio

Trufa branca de Alba: O ingrediente de luxo serve-se nestes cinco restaurantes, em Lisboa

Trufa branca de Alba: O ingrediente de luxo serve-se nestes cinco restaurantes, em Lisboa

8 (boas) ideias para este fim de semana, no Porto

8 (boas) ideias para este fim de semana, no Porto

O alimento que o rei Carlos III proibiu em todas as residências da família real britânica

O alimento que o rei Carlos III proibiu em todas as residências da família real britânica

Hugo Madeira: “Para mim, um sorriso  bonito é um sorriso saudável  e de aspeto natural”

Hugo Madeira: “Para mim, um sorriso bonito é um sorriso saudável e de aspeto natural”

PR diz que é tempo de atualizar o SNS e oportunidade

PR diz que é tempo de atualizar o SNS e oportunidade "não pode ser desperdiçada"

Radioterapia FLASH: CERN apresenta “revolução” no tratamento do cancro

Radioterapia FLASH: CERN apresenta “revolução” no tratamento do cancro

JL 1357

JL 1357

Prémio Inovação em Prevenção: Reunião de Júri marca nova edição  -Vídeo

Prémio Inovação em Prevenção: Reunião de Júri marca nova edição -Vídeo

Kate usa pregadeira com significado especial na receção ao presidente da África do Sul

Kate usa pregadeira com significado especial na receção ao presidente da África do Sul

Em “Sangue Oculto”: Beni quer separar Tiago de Carolina

Em “Sangue Oculto”: Beni quer separar Tiago de Carolina

Qual é o momento para aspirar a ser líder? Ontem!

Qual é o momento para aspirar a ser líder? Ontem!

Presidente da CAP queixa-se que agricultura está

Presidente da CAP queixa-se que agricultura está "embrulhada" em outros ministérios

Tratamento oncológico revolucionário pode iniciar-se daqui a dois anos

Tratamento oncológico revolucionário pode iniciar-se daqui a dois anos

Ainda podes votar nas fotos de animais mais cómicas de 2022

Ainda podes votar nas fotos de animais mais cómicas de 2022