O impacto da atrofia cerebral na vida das pessoas que vivem com Esclerose Múltipla e a importância de aumentar as reservas cognitivas
A estimulação cognitiva leva a mudanças e melhorias nas relações interpessoais, na autoconfiança e na saúde
Foto Pexels/ Monstera

A atrofia cerebral é caracterizada pela diminuição da massa cinzenta, causada pela morte parcial dos neurónios, que assim vai condicionar a capacidade do cérebro de executar as suas atividades do dia a dia e trazer dificuldades que poderão ser sentidas tanto a nível motor quanto a nível cognitivo.

Nas pessoas portadoras de Esclerose Múltipla (EM) a atrofia cerebral é muito comum e os estudos realizados indicam cada vez mais que pode ocorrer durante todo o curso da doença e estar relacionada com o agravamento de alguns dos sintomas, tais como o aparecimento de deficits cognitivos e motores. No entanto, ainda não se consegue definir o motivo pelo qual o processo de atrofia cerebral é mais acelerado nas pessoas com EM. Uma das razões apontadas é o processo inflamatório da doença, que causa a destruição da mielina e que, ao ser destruída pelas células do sistema imunitário, as torna disfuncionais e provoca lesão no tecido cerebral e a morte das células cerebrais, contribuindo assim para a atrofia cerebral. O declínio cognitivo ocorre entre 40-60% dos casos e são os pacientes do sexo masculino que apresentam uma maior vulnerabilidade.

A atrofia cerebral tem um grande impacto na vida das pessoas com EM, pois está relacionada com alguns dos seus sintomas, nomeadamente a fadiga, as alterações na marcha, na visão, no equilíbrio, nas capacidades cognitivas e da fala e, por isso, interfere nas atividades do dia a dia, tais como fazer compras, passar a ferro, lavar, cozinhar, conduzir ou até caminhar.
 
Ao nível das funções cognitivas, a presença de atrofia cerebral, afeta vários domínios como a capacidade de concentração, a velocidade de processamento, a memória, a linguagem, o raciocínio, a compreensão, a perceção, entre outros. O bem-estar emocional é também afetado pela atrofia cerebral e, como se não bastasse, o desequilíbrio emocional interfere negativamente com a nossa capacidade cognitiva. A depressão e a cognição parecem estar interligadas. Os pacientes deprimidos com EM apresentam menor desempenho cognitivo, sobretudo ao nível da memória de trabalho e velocidade de processamento da informação. A ansiedade também parece agravar as dificuldades cognitivas, afetando de igual forma a velocidade de processamento. A fadiga pode afetar tanto as atividades físicas como as cognitivas, sendo outro fator que contribui para a diminuição da velocidade de processamento.

Assim, a reabilitação cognitiva surge como indispensável. Através da reabilitação cognitiva é possível restaurar o funcionamento cognitivo, ou pelo menos ensinar as pessoas a utilizar estratégias compensatórias no sentido de atenuar os efeitos deletérios do declínio cognitivo melhorando a qualidade de vida.
Sabe-se que o cérebro, perante as lesões provocadas pela Esclerose Múltipla, tem capacidade se adaptar e moldar, procurando diferentes formas de compensar as lesões, através da exposição a novas experiência, aprendizagens e estimulação. Chama-se a este processo ‘neuroplasticidade’.

Tendo em conta o pressuposto da neuroplasticidade, é possível criar programas de reabilitação cognitiva individualizados, que permitam recuperar funções diminuídas ou perdidas.
A reabilitação cognitiva inclui programas computorizados de estimulação cognitiva, a utilização de livros didáticos, o uso de agendas, cadernos e calendários, entre outros. Além da estimulação, outras opções são possíveis, nomeadamente o exercício físico e as intervenções farmacológicas.

Independentemente de todo este trabalho, vale lembrar que o ideal é aumentarmos a nossa reserva cognitiva ao longo de toda a nossa vida. Tem-se vindo a perceber que pessoas com maior reserva cognitiva conseguem diminuir o impacto dos sintomas provenientes das alterações cerebrais degenerativas associadas à EM. A reserva cognitiva pode explicar o facto de duas pessoas com o mesmo nível lesões cerebrais terem sintomas diferentes.

Atualmente acredita-se que as reservas cognitivas podem ser aumentadas e mantidas, mantendo o cérebro ativo. A manutenção da atividade cerebral, a ocupação, o exercício e a socialização, a aprendizagem de novas coisas como uma nova língua ou um instrumento musical, estimulam o cérebro e contribuem para aumentar as reservas cognitivas. A estimulação cognitiva leva a mudanças e melhorias nas relações interpessoais, na autoconfiança e na autoperceção do estado de saúde. Pelo contrário, as situações de depressão e inatividade podem ser aspetos negativos para a manutenção da reserva cognitiva.

Carolina Trindade | Psicóloga da SPEM (Sociedade Portuguesa de Esclerose Múltipla)
Carla João Venenno | Terapeuta Ocupacional / Diretora Técnica do CACI da SPEM

Os textos nesta secção refletem a opinião pessoal dos autores. Não representam a ACTIVA nem espelham o seu posicionamento editorial.

Palavras-chave

Mais no portal

Mais Notícias

Microsoft integra ChatGPT no motor de busca Bing e navegador Edge

Microsoft integra ChatGPT no motor de busca Bing e navegador Edge

Tesla Model S Plaid em teste: Mostrar quem manda

Tesla Model S Plaid em teste: Mostrar quem manda

Cenoura-brava: dormir e jantar sem sair do lugar

Cenoura-brava: dormir e jantar sem sair do lugar

Granado perfuma o Chiado

Granado perfuma o Chiado

Tesla Model S Plaid em teste: Mostrar quem manda

Tesla Model S Plaid em teste: Mostrar quem manda

Em “Flor Sem Tempo”: Diana maltrata Catarina porque está feita com Luís

Em “Flor Sem Tempo”: Diana maltrata Catarina porque está feita com Luís

Letizia recupera vestido verde de estampado 'paisley' pela sexta vez

Letizia recupera vestido verde de estampado 'paisley' pela sexta vez

Agenda para pais e filhos: o que fazer em fevereiro com os seus filhos

Agenda para pais e filhos: o que fazer em fevereiro com os seus filhos

Maison Sisley, em Lisboa: A arte do bem-estar

Maison Sisley, em Lisboa: A arte do bem-estar

Paixão pela tauromaquia leva Victoria Federica de Marichalar a receber prémio:

Paixão pela tauromaquia leva Victoria Federica de Marichalar a receber prémio: "É uma bonita herança que recebi da minha família"

Na reta final da gravidez, Júlia Belard partilha nova foto da barriga

Na reta final da gravidez, Júlia Belard partilha nova foto da barriga

AVC: As 8 sequelas mais frequentes

AVC: As 8 sequelas mais frequentes

Maior avião elétrico e a hidrogénio voa durante dez minutos no Reino Unido

Maior avião elétrico e a hidrogénio voa durante dez minutos no Reino Unido

Um passeio na floresta de W. B. Yeats

Um passeio na floresta de W. B. Yeats

Afinal, há mais vida a sobreviver na escuridão dos oceanos do que se pensava

Afinal, há mais vida a sobreviver na escuridão dos oceanos do que se pensava

Vencedores dos passatempos da edição n.º 223

Vencedores dos passatempos da edição n.º 223

Cartazes de apelo ao voto

Cartazes de apelo ao voto

Lisboa começa a produzir unicórnios a partir de… hoje

Lisboa começa a produzir unicórnios a partir de… hoje

Cravinho diz que se soubesse o que sabe hoje não teria nomeado ex-diretor para empresa pública

Cravinho diz que se soubesse o que sabe hoje não teria nomeado ex-diretor para empresa pública

Análise em vídeo ao primeiro 100% elétrico da Toyota, o BZ4X

Análise em vídeo ao primeiro 100% elétrico da Toyota, o BZ4X

Downloads cósmicos

Downloads cósmicos

"Stress não é sinónimo de doença e, muito menos, de doença mental"

População de coruja-das-torres em Portugal alvo de primeiro censo nacional

População de coruja-das-torres em Portugal alvo de primeiro censo nacional

Ben Affleck torna-se 'viral' nas redes sociais após mostrar-se aborrecido durante toda a cerimónia dos Grammy Awards

Ben Affleck torna-se 'viral' nas redes sociais após mostrar-se aborrecido durante toda a cerimónia dos Grammy Awards

Duques de Bragança revelam-se felizes com o noivado da filha, Maria Francisca

Duques de Bragança revelam-se felizes com o noivado da filha, Maria Francisca

Veja aqui como funciona o ChatGPT, o sistema de IA que está a impressionar o mundo

Veja aqui como funciona o ChatGPT, o sistema de IA que está a impressionar o mundo

Quatro discos novos cheios de experiência

Quatro discos novos cheios de experiência

Em “Flor Sem Tempo”: Leonor ameaça voltar a Vila Santa e vingar-se

Em “Flor Sem Tempo”: Leonor ameaça voltar a Vila Santa e vingar-se

O Gosto dos Outros: Tiago Penão

O Gosto dos Outros: Tiago Penão

Arte nas paredes? 20 pósteres para ter em casa

Arte nas paredes? 20 pósteres para ter em casa

Frio e lareiras provocam elevadas concentrações de partículas poluentes no Norte -- estudo

Frio e lareiras provocam elevadas concentrações de partículas poluentes no Norte -- estudo

Cabaz de bens alimentares essenciais custa 30% do salário mínimo

Cabaz de bens alimentares essenciais custa 30% do salário mínimo

Governo admite problemas na operação da Transtejo/Soflusa mas diz estar a resolver questão

Governo admite problemas na operação da Transtejo/Soflusa mas diz estar a resolver questão

Vicaima antecipa as principais tendências para 2023

Vicaima antecipa as principais tendências para 2023

Conheça as empresas distinguidas nas 1000 PME

Conheça as empresas distinguidas nas 1000 PME

Mainova acredita em segundas oportunidades

Mainova acredita em segundas oportunidades

Shakespeare musical no Trindade

Shakespeare musical no Trindade

Moda: Esquiar com estilo

Moda: Esquiar com estilo

Exposição prolongada a poluição do ar associada a maior probabilidade de depressão e ansiedade

Exposição prolongada a poluição do ar associada a maior probabilidade de depressão e ansiedade

Em “Flor Sem Tempo”: Catarina descobre que Vasco a enganou

Em “Flor Sem Tempo”: Catarina descobre que Vasco a enganou

Sofá e pufe Loop, é mesmo divertido sentar

Sofá e pufe Loop, é mesmo divertido sentar

Enfermeiros da Madeira lamentam falta de resposta sobre compensações

Enfermeiros da Madeira lamentam falta de resposta sobre compensações