Não deixe que o seu filho seja violento na escola

‘Ser professor, hoje, é ser herói ou louco.’ Quem o diz, para ilustrar a crise de autoridade que esta classe enfrenta, é Eulália Barros, especialista em insucesso escolar, dificuldades de aprendizagem e problemas comportamentais em crianças e adolescentes, co-autora com Daniel Sampaio de livros sobre o tema da Psicologia e Pedagogia infanto-juvenil. Os exemplos estão à vista: alunos que batem em professores e lhes vandalizam os pertences, pais que vêm à escola para acertos de contas que acabam ao murro.

Muitos direitos, poucos deveres


Eulália Barros não embarca na explicação simplista de que a violência nas escolas é um fenómeno típico de jovens desfavorecidos de bairros problemáticos. ‘Dentro da escola, não há nem mais nem menos violência do que fora, porque a escola é um reflexo do meio que a envolve.’ Os pais estão a delegar na escola um papel que só a eles compete. ‘A educação e os valores não se ensinam, transmitem-se no convívio familiar. A crise a que se chegou também é consequência da dissolução dos laços familiares, da crise da família e dos adultos, que não se assumem como adultos, mas antes como jovens pouco responsáveis, tal como os filhos. A criança só se estrutura como pessoa de qualidade se tiver adultos sólidos à sua volta, que lhe dêem muita segurança, rotinas que lhe introduzam valores, cumprimento de regras, cultura familiar. Mas os meninos saem de manhã para a creche, de onde a mãe só os vai buscar às sete da noite, e já sem disponibilidade interior de escuta.’

Não é só a violência contra professores que aumentou: a agressão de filhos contra pais também, e não podemos desligar estes dois fenómenos. ‘Na Psicologia dos anos 70 nasceu a noção da ‘criança-anjo’, em que se não pode tocar. Isso trouxe a ideia de que dar uma palmada a tempo e horas ou chamar-lhes a atenção as atitudes que lhes criam resiliência, ou seja, capacidade de resistir a algo já não se tomam. Todos temos, hoje, uma imensa consciência dos direitos que nos assistem. Mas quem é que tem dos deveres?’, observa Eulália Barros. ‘Como temos dificuldade em alimentar as emoções das crianças com valores, educação, afecto, bondade, alimentamos-lhes as sensações com coisas que lhes compramos e que, meia hora depois, perderam interesse. Como somos todos dependentes, queremos sempre mais. É preciso repensar uma nova estrutura moral. Dela vem o equilíbrio e a confiança entre gerações.’



‘Para que serve o que me ensinam?’

Mas o sistema educacional também está em crise. ‘Apesar de tudo, a escola ainda é relativamente estável e sólida. Os miúdos sabem que aqueles adultos vão lá estar, todos os dias, e são a única coisa estável na vida de muitos deles.’ Mas os conteúdos que a escola tem para oferecer não chegam para as suas expectativas. ‘As crianças percebem que a escola não tem diversidade de ofertas de preparação académica e profissional. Um aluno é obrigado a ir à escola, anda lá 12 anos e não tem profissão, não adquiriu um saber fazer. Hoje, basta a televisão para um adolescente perceber que as ofertas lá fora são muito mais interessantes. Agredimos o que é importante para nós e os miúdos sabem que a escola é muito importante na vida deles.’

Não admira, portanto, que alguns se rebelem contra uma escola que, na maior parte dos casos, só os prepara para cursos universitários de carácter formal e abstracto. ‘Para que é que isto serve, afinal?’, parece ser a pergunta cada vez mais comum na boca de muitos jovens. A escola está desajustada: o modelo que hoje temos ainda é decalcado do liceu da época de Napoleão, alerta Eulália Barros.
Eulália Barros aponta ainda o dedo à Comunicação Social por amplificar o fenómeno da violência aos olhos dos jovens e adultos que assistem a noticiários onde pais e alunos dão sovas a professores.’Claro que há violência e problemas novos, mas há também coisas extraordinárias de que nunca se fala.’



Professores sem autoridade

‘Antigamente, o professor era uma figura de autoridade, que punha e dispunha, física e emocionalmente, dos alunos’, lembra a psicóloga. Hoje, a situação é a inversa. A ideia pedagógica da criança intocável e soberana cresceu à medida que a autoridade do professor enfraquecia. ‘As mesmas ideologias que influenciaram as mães com os traumatismos das crianças também influenciaram os políticos. Os castigos passaram a ser muito traumatizantes.’ Os professores que têm a sorte de conseguir colocação são lançados às feras pouco depois de abandonarem a faculdade, sem noção de como gerir 20 ou 30 egos juvenis numa sala de aula. ‘Não são competentes em vários planos porque a sua formação inicial é um caos e só os prepara para o tal modelo de liceu desajustado.’

O estatuto do aluno, que a política educacional promoveu nos últimos anos, também criou uma máquina demasiado burocratizada e lenta a resolver casos de violência. ‘A escola tem regulamentos disciplinares com os quais nem um adulto inteligente e com boa memória consegue amanhar-se! Além disso, parece-me que se meteram demasiadamente os pais nas escolas, e isso confunde as crianças. São papéis diferentes. Uma criança precisa de saber que nem tudo o que faz em casa a professora tem de saber. E, na escola, tem de contar com o professor para que nem tudo o que lá faz se saiba em casa. É preciso que se crie aos olhos da criança algum distanciamento e diferença entre os papéis de um e outro.’

Palavras-chave

Relacionados

Mais no portal

Mais Notícias

Novo presidente da Ordem dos Médicos do Centro defende recuperação das carreiras

Novo presidente da Ordem dos Médicos do Centro defende recuperação das carreiras

Volkswagen ID. Buzz Pro em teste: Máquina de fazer sorrisos

Volkswagen ID. Buzz Pro em teste: Máquina de fazer sorrisos

Programadores na China e Rússia tiveram acesso a dados de utilizadores do Meta

Programadores na China e Rússia tiveram acesso a dados de utilizadores do Meta

Internet: 11 dicas a seguir

Internet: 11 dicas a seguir

Análise ao funcional aspirador vertical Trueclean W10 Pro

Análise ao funcional aspirador vertical Trueclean W10 Pro

Inteligência Artificial escreve série inspirada em Seinfeld. Está suspensa por piada transfóbica

Inteligência Artificial escreve série inspirada em Seinfeld. Está suspensa por piada transfóbica

Cartazes de apelo ao voto

Cartazes de apelo ao voto

Vicaima antecipa as principais tendências para 2023

Vicaima antecipa as principais tendências para 2023

Número de casas à venda em Portugal cai para mínimos de 15 anos

Número de casas à venda em Portugal cai para mínimos de 15 anos

Lisboa começa a produzir unicórnios a partir de… hoje

Lisboa começa a produzir unicórnios a partir de… hoje

Não contem comigo!

Não contem comigo!

Exame Informática TV 801: Tesla Model S Plaid , Galaxy S23 e Sonos One

Exame Informática TV 801: Tesla Model S Plaid , Galaxy S23 e Sonos One

Defesa do homem preso por posse de droga, que, afinal, era açúcar em pó, exige afastamento de juiz e procuradora do processo

Defesa do homem preso por posse de droga, que, afinal, era açúcar em pó, exige afastamento de juiz e procuradora do processo

Meghan e Harry separados!

Meghan e Harry separados!

Downloads cósmicos

Downloads cósmicos

Arte nas paredes? 20 pósteres para ter em casa

Arte nas paredes? 20 pósteres para ter em casa

Letizia recupera vestido verde de estampado 'paisley' pela sexta vez

Letizia recupera vestido verde de estampado 'paisley' pela sexta vez

Casa de Sezim: Paraíso romântico em Guimarães

Casa de Sezim: Paraíso romântico em Guimarães

Como ser realmente feliz: as dicas de um investigador que faz parte do maior estudo sobre felicidade humana alguma vez realizado

Como ser realmente feliz: as dicas de um investigador que faz parte do maior estudo sobre felicidade humana alguma vez realizado

Um passeio na floresta de W. B. Yeats

Um passeio na floresta de W. B. Yeats

Em “Sangue Oculto”: Teresa e Carolina trazem Beni de volta a casa

Em “Sangue Oculto”: Teresa e Carolina trazem Beni de volta a casa

A coleção vibrante primavera-verão 2023 de Alexis Mabille desfila em Paris

A coleção vibrante primavera-verão 2023 de Alexis Mabille desfila em Paris

Volt Live: Qual o aumento na conta da luz quando se carrega um carro elétrico em casa

Volt Live: Qual o aumento na conta da luz quando se carrega um carro elétrico em casa

Governo admite problemas na operação da Transtejo/Soflusa mas diz estar a resolver questão

Governo admite problemas na operação da Transtejo/Soflusa mas diz estar a resolver questão

Exposição prolongada a poluição do ar associada a maior probabilidade de depressão e ansiedade

Exposição prolongada a poluição do ar associada a maior probabilidade de depressão e ansiedade

Livros: 7 novidades e um passatempo

Livros: 7 novidades e um passatempo

Saiba como participar no casting para os novos “Morangos com Açúcar”

Saiba como participar no casting para os novos “Morangos com Açúcar”

Ben Affleck torna-se 'viral' nas redes sociais após mostrar-se aborrecido durante toda a cerimónia dos Grammy Awards

Ben Affleck torna-se 'viral' nas redes sociais após mostrar-se aborrecido durante toda a cerimónia dos Grammy Awards

Chapéus há muitos. Estes 20 são bons para o sol de inverno

Chapéus há muitos. Estes 20 são bons para o sol de inverno

Teletrabalho vai ser alargado a pais com filhos com doença oncológica

Teletrabalho vai ser alargado a pais com filhos com doença oncológica

Leveza visual: objetos puros

Leveza visual: objetos puros

Tesla Model S Plaid em teste: Mostrar quem manda

Tesla Model S Plaid em teste: Mostrar quem manda

Sofá e pufe Loop, é mesmo divertido sentar

Sofá e pufe Loop, é mesmo divertido sentar

Granado perfuma o Chiado

Granado perfuma o Chiado

Que Brasil é esse?, questiona Jonathas de Andrade em

Que Brasil é esse?, questiona Jonathas de Andrade em "Olho-Faísca", no MAAT

Maison Sisley, em Lisboa: A arte do bem-estar

Maison Sisley, em Lisboa: A arte do bem-estar

Governo estuda benefícios para empresas que desincentivem uso de transporte individual

Governo estuda benefícios para empresas que desincentivem uso de transporte individual

Paixão pela tauromaquia leva Victoria Federica de Marichalar a receber prémio:

Paixão pela tauromaquia leva Victoria Federica de Marichalar a receber prémio: "É uma bonita herança que recebi da minha família"

Portugal em EXAME: Venha discutir a economia, a 16 de Fevereiro

Portugal em EXAME: Venha discutir a economia, a 16 de Fevereiro

Andreia Vale já está em casa com o filho:

Andreia Vale já está em casa com o filho: "Ainda bem que estive no melhor sítio, com a melhor ajuda que podia ter tido"

O look de luxo da princesa Amália nas Caraíbas

O look de luxo da princesa Amália nas Caraíbas

Energia eólica no mar da Figueira da Foz pode criar mais de sete mil empregos

Energia eólica no mar da Figueira da Foz pode criar mais de sete mil empregos