activa

Perfil

Estilo de Vida

Adidas assinala o Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra a Mulher com iniciativa especial

O Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra a Mulher celebra-se anualmente no 25 de novembro para denunciar globalmente a violência contra as mulheres e exigir políticas em todos os países para a sua erradicação.

Cláudia Turpin

A cada dez minutos uma mulher é assassinada por um homem que é ou já foi seu companheiro. Dados como este justificam a existência de um dia que alerte a sociedade para os vários casos de violência contra as mulheres, nomeadamente sexual, física e psicológica, exigindo a todos os países políticas para a sua erradicação.

Em dezembro de 1999, a Assembleia Geral das Nações Unidas declarou, oficialmente, o 25 de novembro como o Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra a Mulher em homenagem ao legado deixado por três irmãs e ativistas dominicanas, Minerva, Patria e María Teresa Mirabal, assassinadas nessa data em 1960 por ordem do ditador Rafael Trujillo.

De lá para cá, a evolução tem sido lenta, em parte porque muitos dos casos não são reportados às autoridades competentes. Estima-se que 35% das mulheres em todo o mundo tenham vivido situações de violência doméstica ou sexual em algum momento das suas vidas (Nações Unidas, 2015); e 43% das mulheres na União Europeia sofreram alguma forma de violência psicológica por parte de um parceiro íntimo (Agência dos Direitos Fundamentais da União Europeia, 2014) .

Em Portugal, cerca de 80% das pessoas que reportam ser vítimas de violência doméstica eram mulheres (Relatório Anual de Segurança Interna, 2016) e dados divulgados pelo Observatório de Mulheres Assassinadas/ UMAR - União de Mulheres Alternativa e Resposta em 2016 indicam que 22 mulheres foram assassinadas no seio da sua família. São números que sublinham que esta continua a ser uma problemática que não deve ser ignorada.

Nesse sentido, a adidas Portugal associou-se ao Sheraton Cascais Resort para dar visibilidade ao tema, promovendo um fim de semana repleto de atividades, incluindo aulas, workshops e um debate focado nos diferentes tipos de crimes cometidos contra as mulheres. Esta ação contou com a participação de figuras públicas, atletas e influencers, cujas vozes podem ser um instrumento fundamental na luta pelos direitos femininos.

Veja alguns pontos altos deste fim de semana, no vídeo.

    newsletter

    Receba GRÁTIS no seu email as notícias que selecionamos para si!