activa

Perfil

Estilo de Vida

Um em quatro estafetas admite que já comeu refeições de clientes antes da entrega

A conclusão é (mais ou menos) chocante. Entenda porquê.

Activa.pt

MarioGuti

Se gosta de ter as suas refeições à distância de um clique, saiba que a conveniência pode sair bem mais cara do que imagina.

De acordo com um novo estudo conduzido pela US Foods, um serviço de distribuição de comida, um em cada quatro estafetas admite que já comeu refeições de clientes antes de fazer a entrega.

A empresa inquiriu 1518 estadunidenses adultos, com idades entre os 18 e os 77 anos, que usam este tipo de apps para um trabalho sobre aquilo que os clientes querem num serviço de entregas. Além disso, analiou ainda as respostas de 497 estadunidenses adultos, cuja média de idades é 30 anos, que já foram funcionários deste tipo de negócio.

A conclusão mais chocante: vinte e oito por cento dos estafetas admite que já tirou comida de uma encomenda que ia entregar. A informação é perturbadora, mas não surpreende os consumidores nos Estados Unidos. Isto porque 21% deles afirma que já tinha suspeitado deste cenário. Nesse sentido, 85% pretende que os restaurantes passem a usar outro tipo de embalagens, nas quais os sinais de adulteração sejam óbvios, para combater o problema.

Apesar da descoberta, o inquérito conclui também que o americano comum tem, pelo menos, duas aplicações de entrega de comida instaladas no seu smartphone e usa-as três vezes por mês.

    newsletter

    Receba GRÁTIS no seu email as notícias que selecionamos para si!