Ashley Graham

Nos últimos anos o movimento “body positive“, ou positivismo corporal, promove a ideia de que devemos estar orgulhosas do corpo que temos, independente de padrões estéticos. Nomes como Ashley Graham e Demi Lovato saíram em defesa de corpos reais e fazem questão de mostrar nas redes sociais todas as características que já foram consideradas pela sociedade como imperfeições.

Mas nem todas conseguem ter tanto orgulho e amor próprio. E há um novo movimento que acha que está tudo bem em não se amar o tempo inteiro! O “body neutrality” defende que, para aceitarmos o nosso corpo, o ideal é pensar no que ele faz e não na sua aparência. Assim, ao invés de pensar que tem pernas maiores do que o padrão imposto pela sociedade ou “feias”, pode pensar em todas as experiências que as suas pernas podem proporcionar para si.

View this post on Instagram

Once upon a time I lost a significant chunk of weight. It was a mixture of working way too many hours at a job where I was active & not eating enough. ⁣ ⁣ I was never really fat to begin. I look back at photos of myself and I’m shocked to see how ‘normal’ I was. Growing up all the years leading up to it I felt like I was carrying the amount of weight I’m carrying now when I was actually a fraction of this current body. When you grow up looking at all these media sources full of extremely skinny, smooth women you can’t help but feel like you’re not ‘normal’. ⁣ ⁣ So when I lost all this weight I felt so normal. When other people started to notice and compliment my new size I felt noticed. When I got to wear a new work uniform in a much smaller size I felt accomplished. But this happiness I was feeling was just covering what was really happening to a girl who really needed to be offered a meal and given a hug. ⁣ ⁣ Being skinny was a band-aid coping mechanism to avoid my anxiety and depression. ⁣ ⁣ It’s taken me over a year of saying fuck you to diet culture to really understand that. ⁣ ⁣ Because the reality is that skinny girl had to run from a job she loved where she was being emotionally and sexually abused. That girl was almost constantly stressed about money for a few years and it was taking a mental toll on her. That girl spent a lot of time feeling lonely even though she knew she had friends. That girl lived hours away from her family but could almost never make it home to visit them. ⁣ ⁣ The reality is that girl needed some therapy, not weight loss. But the weight loss was easier and more acceptable, so she clung to it. Weight loss is such a common goal that no one really thought to question it. ⁣ ⁣ I won’t doubt that exercise can help many people greatly – but we need to understand that being skinny is not the answer to eternal happiness for all. ⁣ ⁣ Allowing normal bodies to be normal bodies and normalizing therapy? Those are two ways we could help create real happiness.

A post shared by A S H L E I G H (@beingthismama) on

O termo surgiu na internet em 2015 e tornou-se popular depois que virou o nome de um curso ministrado num retiro de bem-estar em Vermont, nos Estados Unidos da América. Mas aos poucos o “body neutrality” ganha as redes sociais com fotografias de mulheres inspiradas pelas mensagens de motivação.

Os defensores do movimento afirmam que o “body neutrality” é mais benéfico para a saúde mental. Pessoas com distúrbios alimentares ou distúrbio dismórfico do corpo podem ter mais dificuldade com o lema “ame a si mesmo” do que com o caminho de aceitação através do proposto pela “neutralidade”. O mesmo pode acontecer com pessoas que simplesmente não se sentem bonitas mas ainda assim podem se sentir bem com o seu corpo.

Palavras-chave

Tempos difíceis exigem a melhor informação

Tempos difíceis exigem a melhor informação É por isso que a Trust in News decidiu oferecer um pack mensal de revistas digitais a um preço simbólico: €9,90 por 9 revistas: VISÃO, VISÃO História, VISÃO Júnior, VISÃO Saúde, Jornal de Letras, Exame, Courrier Internacional,  ACTIVA e Exame Informática. Para ler no seu smartphone, tablet ou computador, facilmente e em sua casa. Está garantida uma boa leitura para toda a família! #euleioemcasa Saiba mais

Relacionados

Mais no portal

Moda

Steve Madden e Winnie Harlow juntos numa coleção de fazer perder a cabeça

A marca de acessórios juntou-se à famosa modelo internacional para criar uma coleção de sandálias arrojada e cheia de cor.

Inspirações

Quem é Ella Jones? Conheça a nova presidente da Câmara de uma cidade americana marcada pelo racismo

Ella Jones será a primeira pessoa negra a liderar Ferguson, uma cidade que se tornou símbolo de protestos antirracismo em 2014, após a morte de um jovem de 18 anos pela polícia.

Beleza e Saúde

7 coisas que deve desinfetar em casa para evitar ficar doente

Numa altura em que estamos mais conscientes para a importância de higienizar tudo aquilo em que tocamos e o que nos rodeia, saiba por onde deve começar dentro de casa.

Beleza e Saúde

Médicos explicam os riscos de ir à praia durante a pandemia

Embora possa parecer seguro, esta atividade requer alguns cuidados.

Celebridades

Cantor de "Dream Street" morre aos 34 anos

Chris Trousdale foi mais uma das vítimas da Covid-19.

Moda

4 tendências de calçado da Mango que queremos já

Reunimos algumas propostas da marca espanhola para quem já está a preparar o regresso ao trabalho.

Celebridades

Esta celebridade acabou de se assumir bissexual

Após se saber, recentemente, que o namoro que vivia há cerca de três anos tinha chegado ao fim.

Beleza e Saúde

Faça este exercício para melhorar a sua vida sexual

Hilaria Baldwin partilhou a demonstração de um exercício simples, que pode ser feito em qualquer lugar e tem benefícios para a vida sexual.

Moda

O vestido que pode levar ao próximo evento especial custa menos de 16 euros

Simplicidade e elegância: os elementos-chave para arrasar.

Lifestyle

As viseiras divertidas que as crianças não se vão importar de usar

Tem a opção 'Pirata' e 'Unicórnio', entre outras.

Inspirações

Paulo Pascoal: "Temos de deixar de ver os negros como 'os outros'"

Falámos com o ator Paulo Pascoal sobre o significado do assassinato de George Floyd, nos Estados Unidos, e o impacto que este teve (e continua a ter) em todo o mundo.

Celebridades

Seth Rogen perdeu a paciência com aqueles que afirmam "todas as vidas importam"

No âmbito do movimento "Black Lives Matter".

€2,95 por edição 20% desconto  

Papel