Anda a trabalhar demais?

Quando não se pode tirar o peso dos ombros, a solução é encontrar estratégias para aprender a trabalhar melhor.

1. Abra o jogo – Trabalho tem limites. Se já tem mais peso do que consegue carregar, converse com quem quer que seja que esteja a sobrecarregá-la e ponha os pontos nos is. Às vezes, sofrer em silêncio como as nossas avozinhas nos ensinaram não compensa. Não quer dizer que entre na sala do chefe, bata com os punhos na mesa e ameace processar a empresa e mudar-se amanhã para a concorrência com preciosos segredos no bolso. Mas em vez de ficar a andar de um lado para o outro a coçar a cabeça e a pensar quem é que há-de ir passear a Boneca ao parque e buscar a Mariazinha à escola, estabeleça logo realistamente aquilo que pode e não pode fazer.



2. Faça uma lista do que é prioritário – Isto é daquelas coisas que se aconselha sempre e que ninguém faz, o que é uma pena, porque ajuda de facto a pôr a cabeça em ordem. Em vez de andar a correr de umas coisas para as outras a fumar imensos cigarros e a pensar que na próxima reencarnação quer ser monge budista, concentre-se: comece e acabe cada coisa. Não temos cem braços como a centopeia.





3. Fuja dos melgas – Aquela amiga que vem pôr os cotovelos na sua secretária e falar-lhe do Zé que não dá nada para as crianças, e da outra que insiste em mostrar-lhe as fotos das férias para ver como o Nuninho cresceu, ou da passa a vida a pedir ajuda porque ainda não aprendeu a ligar o computador… Há quem lide bem com as interrupções, mas se acha que lhe perturbam o trabalho, estabeleça uma ‘pausa para a fofoca’, por exemplo. Explique que tem imensa coisa entre mãos, mas que às 11 vai tomar um cafezinho.





4. Obedeça ao seu ritmo – Se o seu ritmo é deitar-se na rede e não fazer nenhum o dia todo (enfim, é o ritmo de quase todos nós, ou seria, se nos deixassem…), a coisa pode ser complicada, mas toda a gente tem a noção de quando é que trabalha melhor: há as cotovias, que se levantam cedo e às 9 e meia estão no seu auge criativo, os mochos, que às 4 da tarde ainda se perguntam quem são e o que estão a fazer ali, e também há os girassóis, que seguem o ritmo do sol e estão no seu melhor ao meio-dia. Claro que a maioria dos horários não se compadece com biorritmos pessoais, mas saber quando é que trabalha melhor ajuda-a a canalizar as tarefas mais complicadas para a altura em que pode lidar com elas mais facilmente, deixando as rotineiras para quando está mais cansada.





5. Fique fria – Não, não quer dizer ligar o ar condicionado no máximo. Mantenha a calma e o bom humor. É pedir muito? Em vez de pensar que tem uma data de coisas desgraçadas para fazer, não pense. Faça. Quanto mais depressa deitar mãos à obra, mais depressa ficará livre dela. Não desperdice energia a lamuriar-se que tem muita coisa para fazer. E não deixe que o trabalho potencie aquilo que você tem de pior. Pense que é gira, engraçada, e competente, em vez de passar o tempo a franzir as sobrancelhas e pensar que aquelas ****** que estão ali a olhar para ontem é que deviam estar no seu lugar a ver o que é bom para a tosse.





6. Faça pausas – Não necessariamente para comer. Às vezes, pode ser só uma pausa para ir à janela olhar para os carros, espreguiçar-se, fechar os olhos e pensar no amor da sua vida mesmo que o amor da sua vida seja o Bobi que está neste momento em casa da sua mãe a roer um osso de plástico feliz da vida. O nosso corpo não está programado para trabalhar continuamente e precisa de intervalos para recarregar baterias. Pode trabalhar durante horas seguidas, mas que lhe interessam as horas que passa em frente ao computador, se não lhe sai nada…Também ajuda beber um copo de água fresca, uma bebida vitaminada ou um chá quente para descontrair. Mas atenção, bebida vitaminada não é um refrigerante e também não é um sumo cheio de açúcar.





7. Aprenda coisas novas – Se calhar, há formas de fazer as coisas mais rapidamente se as fizer de outra maneira. Peça conselhos, aprenda técnicas novas, investigue se não há uma forma mais rápida de trabalhar (não, pôr outra pessoa a fazer o seu trabalho não conta). Às vezes, há novas tecnologias muito fáceis de aprender e novos hábitos que só não usamos por preguiça ou por medo.





8. Atire bolinhas ao cesto dos papéis – Ou traga um daqueles alvos para atirar setinhas. Claro que convém não o pendurar naquele corredor onde passa toda a gente, ou arrisca-se a furar um olho a alguém. Mas são excelentes formas de aliviar o stresse.





9. Vá à ginástica – O quê, com tudo o que falta fazer? A verdade é que se trabalha melhor depois de gastar todas as energias e descansar a cabeça… Se está num daqueles dias em que nem sequer pode respirar, que tal ir à ginástica, dar uns pulos e voltar?





10. Faça a sesta – Se andar aos pulos não a descansa nada e só a faz mais stressada, uma ideia é meter-se dentro do seu carro e… fazer uma sesta. Claro que convém que o carro esteja estacionado na rua e não a correr na auto-estrada, não é… Mas é uma ideia que ninguém aproveita, quando se poderia facilmente tirar uma refrescante sesta de 15 minutos à hora de almoço sem ninguém dar por nada. Convém é levar despertador, para não se estender a pensar que vai fazer uma sesta refrescante e acordar no dia seguinte às 11 da manhã. Dormir no autocarro é que não é lá muito boa ideia, (embora seja às vezes praticamente irresistível). Geralmente acaba-se, ou cheia de galos na cabeça de tanto dar com ela no vidro, ou a ressonar no ombro do vizinho do lado (que ainda por cima não costuma ser alto, giro e com vontade de fazer novos amigos), ou em Cascais quando se quer sair em Paço d’Arcos.





11. Não perca o pé – Quer dizer, não use o trabalho como desculpa para resvalar para hábitos que só vão perturbá-la mais. Esqueça a cafeína, os cigarros e o açúcar: só vão acelerar o seu metabolismo e impedir que o organismo absorva os nutrientes de que precisa para funcionar no seu melhor (além de todas as estatísticas de cancro do pulmão de que nem vamos falar). Sabia que cada cigarro consome uns 20 mg de vitamina C, e que o organismo precisa, no mínimo dos mínimos, de 60mg diários? Portanto, esses 60 mg, em três cigarros, já eram… Se quer continuar com os cigarros, pelo menos aumente a dose de vitaminas.





12. Cuidado com os calmantes e os estimulantes – Se toma um estimulante para trabalhar, depois tem de tomar um calmante para dormir e depois outra vez um estimulante para andar desperta, já viu o ciclo vicioso em que está enredada? Mais vale ficar uma noite sem dormir e depois recuperar o ritmo, e entretanto ir equilibrando o seu estilo de vida: tomar um banho quente e um chá ao deitar, conseguir desligar do chefe que lhe fez uma cena e dos trinta relatórios que tem para acabar.





13. Não deixe de namorar – “Ó querido hoje não posso porque tenho imensa coisa para acabar”. Já repetiu esta frase quantas vezes esta semana? Nem é que um belo dia chegue a casa e encontre um cabelo loiro na camisa do querido, como ameaçavam as nossas avós, é que não é nada bom para ninguém adiar por tempos infindos aquilo que de facto nos dá prazer. Basicamente, o combustível principal do ser humano é o mimo, e se não recebemos a nossa dose diária, corremos o risco de ninguém nos aturar. Quanto mais frustrada se está, mais stressada fica. Por mais trabalho que tenha em mãos, separe dois dias por semana para ir à ginástica, namorar, visitar amigos, passear as crianças, ver estrelas ou fazer ponto-cruz com a avó. Convém é não ser tudo na mesma noite.





14. Descanse – Você está estoirada mas os amigos insistem para ir sair? Às vezes, mais vale ficar em casa no sofá a comer pizza e a ver a telenovela… Separe um fim-de-semana para mimar os amigos.





15. Não habitue mal – Bons hábitos criam-se desde o início. Se desde o primeiro dia em que se sentou à secretária habituou os outros a pensarem em si como na super-mulher, é cada vez mais complicado desabituá-los. Se entrou às 9 e saiu às 9 todos os dias da sua vida, agora arrisca-se a ouvir: “Já te vais embora? Arranjaste namorado, amante ou cão?” mal soam as 7. Mesmo assim, não desista. Diga que comprou um caniche e que não gosta de o ter sozinho em casa a destruir os chapéus da avó.





16. Peça ajuda – Para que é que há-de fazer tudo sozinha? Se há outras pessoas à volta e não estão igualmente sobrecarregadas, distribua trabalho. Claro que se foi o seu chefe a delegar-lhe as tarefas, fale com ele e pergunte-lhe se pode passar uma ou outra à Carla e ao Rui que estão mais folgados. Claro que não é pôr os outros a fazer aquilo que tem de fazer, mas às vezes há pessoas que estão ali para ajudar e nós nem reparamos…. Não há coisa nenhuma? Então olhe, respire fundo e meta mãos à obra, mesmo sozinha.





17. Defenda os seus direitos – Se faz tudo muito caladinha sem protestar, pode ser que lhe estejam a dar mais do que consegue fazer sem que ninguém a não ser você dê por isso… Se estão mesmo a abusar, zangue-se.





18. Ouça música – Não vale a pena submeter os outros à sua paixão pelos Pixies, ou à sua paixão por quem quer que seja, mesmo música ambiente daquela com harpas e violinos. Ninguém lhe garante que os outros também gostam de harpas e violinos. Mas um leitor de CDs com auscultadores é um dos melhores investimentos para quem não tem de andar sempre a levantar-se. Ponha a sua música preferida a tocar, e até parece que está de férias…





19. Seja simpática – O nosso humor influencia o do resto do mundo: não contribua para a nuvem negra. É que além do buraco do ozono também existe o buraco da simpatia, que ainda é maior… Se, de cada vez que alguém se aproximar de si, levar com umas sobrancelhas cerradas, olhos que deitam faíscas e um ar geral de tempestade, acha que os outros vão ficar sensibilizados com os seus dramas, perceber que você está cheia de trabalho e decidir enchê-la de mimo? Errado. O resto do mundo não está naturalmente orientado para a compreensão de dramas alheios. Vão devolver-lhe os raios e trovões em dose tripla e depois fugir de si a dizer que é incrível como há gente com auras tão negras. Se lhe deu de repente uma vontade irreprimível de sair por aí à cacetada ao resto do mundo, feche os olhos e respire fundo. Ou vá buscar o tal alvo das setinhas. Ou repita muitas vezes o mantra: “Vai passar, vai passar, vai passar.”





20. Faça planos de férias – Mas ainda agora veio de férias…? Não faz mal. Faça na mesma, para as férias de Natal, para o próximo Verão ou para o próximo fim-de- semana. Há imensas escapadinhas que se podem fazer em dois dias, e de qualquer maneira, sonhar ainda é das diversões mais baratas que existem

Trabalha de mais se…



– Não tem tempo para a família, os amigos e os filhos.



– Não tem tempo para ir ao cinema, passear ou ver a telenovela.



– Não consegue deixar de pensar no trabalho mesmo quando está em casa.



– Tem insónias ou dorme como se não fosse acordar nunca mais.



– Quando olha para a sua vida na semana passada, só consegue ver-se a trabalhar.



– Sonha várias vezes em desaparecer da sua vida normal e aparecer noutro sítio.



– De repente, não consegue lembrar-se do nome da sua tia que lhe deu aquela jarra verde no Natal.



– Só lhe apetece comer coisas doces e calóricas, como compensação.



– Acha que o mundo está todo contra si.



– Zanga-se por coisas insignificantes.





Palavras-chave

Assine a ACTIVA e receba mais 6 meses grátis. Garanta uma boa leitura durante as suas férias e relaxe. Conheça todas as opções e não perca esta oportunidade. ASSINE AQUI

Relacionados

Mais no portal

Mais Notícias

O festival de Almada e os 30 anos de Vila do Conde

O festival de Almada e os 30 anos de Vila do Conde

Ecossintonia: quatro atrizes juntas na atitude sustentável

Ecossintonia: quatro atrizes juntas na atitude sustentável

Sugestões confortáveis para aproveitar os dias de sol

Sugestões confortáveis para aproveitar os dias de sol

A incrível inteligência dos porcos

A incrível inteligência dos porcos

Fui ao Rock in Rio pela primeira vez e é isto que tenho a dizer

Fui ao Rock in Rio pela primeira vez e é isto que tenho a dizer

Oceana Basílio esclarece se está solteira

Oceana Basílio esclarece se está solteira

Tendência: este verão as saias querem-se mini

Tendência: este verão as saias querem-se mini

JL 1350

JL 1350

H.amo: uma nova forma de decoração da sua mesa inspirada nos padrões portugueses

H.amo: uma nova forma de decoração da sua mesa inspirada nos padrões portugueses

Ashley Park elege “look” elegante e sensual

Ashley Park elege “look” elegante e sensual

Filipa Nascimento diz adeus a

Filipa Nascimento diz adeus a "Mel": "Despeço-me deste papel intenso para abraçar o papel da minha vida"

Maria João Bastos com visual inspirado nos anos 50

Maria João Bastos com visual inspirado nos anos 50

Sete invenções que prometem ajudar a salvar o planeta – pelo mar

Sete invenções que prometem ajudar a salvar o planeta – pelo mar

Polícia Judiciária faz buscas na Câmara de Cascais

Polícia Judiciária faz buscas na Câmara de Cascais

Tudo o que precisa saber sobre o ponto G masculino

Tudo o que precisa saber sobre o ponto G masculino

Raquel André: Uma Língua Portuguesa afiada

Raquel André: Uma Língua Portuguesa afiada

E-Redes sobre postos de carregamento: estamos prontos para responder em qualquer parte do país

E-Redes sobre postos de carregamento: estamos prontos para responder em qualquer parte do país

Quanto custa o visual

Quanto custa o visual "black swan" de Maria Cerqueira Gomes na gala de "Uma Canção Para Ti"

Teste em vídeo ao DS 9 E-Tense

Teste em vídeo ao DS 9 E-Tense

Os Cadernos da Minha Vida: mergulhar no processo criativo de Joana Vasconcelos

Os Cadernos da Minha Vida: mergulhar no processo criativo de Joana Vasconcelos

LG Gram em testes: Desafiar os sentidos

LG Gram em testes: Desafiar os sentidos

E-Redes sobre postos de carregamento: estamos prontos para responder em qualquer parte do país

E-Redes sobre postos de carregamento: estamos prontos para responder em qualquer parte do país

Hyundai mostra Ioniq 6… e o design surpreende

Hyundai mostra Ioniq 6… e o design surpreende

Cerca de 500 pessoas iniciaram Marcha Azul pelo Clima em Lisboa

Cerca de 500 pessoas iniciaram Marcha Azul pelo Clima em Lisboa

Ana Sofia Martins aposta no conforto

Ana Sofia Martins aposta no conforto

O que se sabe, até agora, sobre o caso das 46 pessoas encontradas mortas num camião no Texas

O que se sabe, até agora, sobre o caso das 46 pessoas encontradas mortas num camião no Texas

Alexa Prize: Sistema de conversação criado por alunos da FCT Nova distinguido pela Amazon

Alexa Prize: Sistema de conversação criado por alunos da FCT Nova distinguido pela Amazon

Já se sabe o que levou Travis Barker de urgência ao hospital

Já se sabe o que levou Travis Barker de urgência ao hospital

Casa Dentro: Não perca, dia 7 de julho, a entrevista a Madalena Abecasis

Casa Dentro: Não perca, dia 7 de julho, a entrevista a Madalena Abecasis

Aeroporto: Ambientalistas consideram anúncio governamental ilegal e inaceitável

Aeroporto: Ambientalistas consideram anúncio governamental ilegal e inaceitável

Catarina Gouveia celebra 1 mês de Esperança com imagens ternurentas da bebé

Catarina Gouveia celebra 1 mês de Esperança com imagens ternurentas da bebé

Estas novas sandálias Havaianas estão a ser um verdadeiro sucesso

Estas novas sandálias Havaianas estão a ser um verdadeiro sucesso

Filho de Ben Affleck bate com carro de luxo aos 10 anos

Filho de Ben Affleck bate com carro de luxo aos 10 anos