105942712.jpg

Desde que a palavra crise se instalou nas nossas vidas como um fantasma bolorento, cada vez nos sobra mais mês no fim do dinheiro. Se é verdade que, na maioria dos casos, não podemos aumentar as receitas – os aumentos são quase utópicos e trabalhos extra são difíceis de arranjar e conciliar -, teremos que reduzir as despesas.

Não é o Orçamento-Geral do Estado, mas aplica as mesmas regras. Seguem-se algumas dicas e ideias úteis para todos. Se somar as pequenas quantias em casa, nos transportes e créditos, o total poupado vai, certamente, surpreendê-la!


TRANSPORTES

Preços de combustíveis

Mantenha-se actualizada. Já existem páginas de internet feitas com o contributo dos condutores/consumidores portugueses com a lista das gasolineiras mais baratas do País, divididas por distrito. É o caso do Mais Gasolina – http://www.maisgasolina.com/ -, onde pode encontrar o posto de abastecimento mais próximo e a actualização permanente dos preços dos combustíveis.

Aproveite os descontos. Alguns super e hipermercados dão vales de desconto para o combustível mediante o valor das compras. Junte os vales e use-os quando abastecer.

Ao volante por menos dinheiro

É o que propõe a Carris com o Mob Carsharing, um serviço de rent-a-car bastante mais barato, que se destina a condutores que façam uso ocasional do carro em Lisboa, em percursos curtos. Por isso, se o seu conta-quilómetros não ultrapassa os 15 mil km por ano, esta solução pode ajudá-la a poupar até quatro mil euros anuais em manutenção, combustível, seguros e outras despesas. Os 12 carros para já disponíveis podem ser levantados e deixados em seis parques espalhados pela cidade. Saiba mais sobre preços e condições de adesão em www.mobcarsharing.pt.

Vá à boleia, dê boleia

Organize-se em grupos de pessoas que morem ou trabalhem na mesma zona e estabeleçam um esquema de boleias em que cada um dos colegas leve o carro ou partilhe as despesas. Chama-se a este sistema carpooling. Em Portugal, existem comunidades organizadas na internet, como os sites http://www.deboleia.com/ e do http://www.carpool.com.pt/. O primeiro é mais vocacionado para viagens ocasionais de longo curso; o segundo, percursos diários de casa para o trabalho e vice-versa. É sempre mais seguro viajar com pessoas que conhece, mas não custa tentar.

Troque o ‘rodinhas’ pelo passe social

O seu orçamento para deslocações diárias de casa para o trabalho pode baixar para metade ou até dois terços do que gasta em combustível. E já que tem de passar mais tempo em transportes, aproveite-o para pôr a leitura em dia ou ouvir a sua música preferida.

Poupe com uma condução económica

Se ainda não está convencida dos benefícios dos transportes públicos e acredita que é impensável viver sem carro, faça uma condução com menos gastos associados.
• Poupe o acelerador e reduza a velocidade para ver os seus consumos baixar.
• Verifique a pressão dos pneus a ‘frio’ (antes de ter andado 3km com o carro). Usar pneus com menos atrito de rolamento reduz o consumo de combustível em cerca de 5%.
• Evite travagens a fundo.
• Modere a utilização do ar condicionado e economize até 20% de combustível.
• Viaje leve: cada 50kg de carga a mais aumenta o seu consumo de combustível entre 1% e 3%.
• Evite instalar barras e bagagem no tejadilho ou suportes para bicicleta. Quanto maior o atrito aerodinâmico, mais o automóvel consome.

EM CASA

Substitua as lâmpadas incandescentes

Uma lâmpada fluorescente compacta – as economizadoras – consome 80% menos energia do que uma lâmpada incandescente normal. Têm um período médio de vida de 15 mil horas, 15 vezes mais do que as tradicionais. Por ano pode poupar €6 por cada lâmpada economizadora, segundo a EDP. Utilize-as sobretudo nas áreas mais frequentadas da casa, onde as luzes possam ficar acesas mais de quatro horas por dia.

Torneiras e máquinas com nível de eficácia hídrica

A partir deste ano, as torneiras e máquinas de lavar loiça e roupa já contêm informação sobre a eficiência hídrica, tal como os electrodomésticos com os rótulos de eficiência energética. Esteja atenta.

Água – Gota a gota se faz a poupança

Cada português desperdiça, em média, 50 litros de água por dia, segundo estimativas da Quercus. Para uma família de Lisboa, os encargos com o desperdício chegam aos €6 mensais; no Porto, esse valor ultrapassa os €11. Algumas medidas podem fazer a diferença:
• Reduza o tempo do duche para dois ou três minutos. Ligar a água, desligá-la, ensaboar-se e voltar a ligá-la para se enxaguar é o ideal.
• Cada descarga de autoclismo gasta entre 10 e 15 litros de água. Reduza a descarga colocando uma garrafa cheia de areia no depósito.
• Não lave a loiça com água corrente. Deixe de molho os recipientes mais sujos para a lavagem ser mais fácil.

Desligue a televisão, não a deixe em standby. Faça o mesmo com o computador, aparelhagem e DVD. Segundo a EDP, esta medida pode poupar-lhe uma média de €37 por ano na factura.

Melhore o isolamento térmico da sua casa

Os equipamentos de climatização representam uma das maiores fatias em gastos de energia nas nossas casas. Mas se investir no isolamento térmico, a conta de electricidade pode descer consideravelmente, defende a EDP.
• Isolando o sótão de uma moradia média de três pisos pode poupar €345 em cada Inverno.
• Tecto e paredes isoladas economizam até 30%.
• Instalar vidros duplos reduz esta fatia em 10%; se calafetar portas e janelas, poupa mais 5%. No Inverno, deixe o sol entrar e aquecer a casa, levantando os estores e abrindo cortinados.
• Se já tem equipamento de climatização, baixe um grau ao que o termóstato costuma marcar.

Durante as tarefas domésticas

Com um pouco de organização poupa bastante dinheiro.
• Lave a roupa a 40º, poupa 46% de energia. Use a carga completa.
• Quando usar a máquina de lavar loiça, faça-o com a carga máxima e num programa ‘eco’. Este limita a temperatura da água e de secagem a 50º/55º, bem como o consumo de água, poupando-lhe 25% de energia. Limpe bem os filtros.
• Desligue o ferro de engomar 5 minutos antes de acabar de passar a roupa.
• Desligue o forno 10 minutos antes do final do tempo de cozedura recomendada.
• Descongele o congelador quando a camada de gelo for igual ou superior a 5 milímetros. Quando ultrapassa esta medida, os consumos aumentam 30%.

Já baixou o spread do seu crédito à habitação? Faça-o de novo!

Muitos bancos praticam spreads abaixo dos 0,5%. Se o seu está cima de 1%, renegocie-o. Antes de pedir que revejam o spread, peça simulações de transferências de crédito a outros bancos e apresente-as.
• Desde Setembro de 2008 que os bancos não podem cobrar comissões de revisão de spread. Mas alguns continuam a fazê-lo. Como a nova legislação proíbe a cobrança de taxas pela ‘análise’ dos casos, estas instituições dizem que esta já era gratuita, cobrava-se era a ‘alteração’ efectiva. Cuidado!

Quantos cartões de crédito tem?

Limite-se a um: dá jeito quando viaja, e as taxas pagas por compras e levantamentos no estrangeiro são menores do que num cartão VISA Electron. Não se esqueça que, apesar da primeira anuidade ser oferecida, as restantes são pagas – os preços começam nos €25, o valor que economiza por ano e por cartão. Opte por pagar as despesas feitas com ele logo de uma vez, ou no mínimo de prestações possíveis para diminuir os juros pagos por ele. E siga a regra de ouro: não o use para pagar bens que já não existem quando chegar a conta do cartão de crédito.

Imagem

COMPRAS

Dê uma oportunidade aos artigos em segunda mão

Cadeias como Cash´Land ou Cash Converters (ex.: Alfragide, tel.: 21 418 11 61) têm lojas espalhadas pelo País, onde pode comprar, mas também vender, artigos em segunda mão, como electrodomésticos, artigos de electrónica ou instrumentos musicais. Da roupa de bebé aos artigos para surfistas, encontra sites na internet onde pode comprar mais barato (como no miau.pt ou em www.kidtokid.pt).

Leve o almoço para o trabalho; tome o pequeno-almoço em casa. Medida de poupança importante e tantas vezes descurada. Continuará a ter de comprar comida, mas poupará até €100 por mês.

No supermercado

• Não vá com fome ou terá tendência para trazer mais comida do que a que realmente precisa.
• Faça uma lista de compras, não saia de casa sem ela e limite-se aos itens.
• Experimente os produtos brancos; em muitos casos, a qualidade não fica nada a dever aos de marca e a poupança pode ir dos 30 aos 50%.
• Não compre algo que não precisa mesmo, tentada pelas fantásticas ‘promoções’.
• Produtos frescos, como fruta, legumes, carne e peixe, podem sair-lhe mais barato no comércio tradicional.
• Não faça compras no dia de pagamento; é mais fácil sentir-se tentada a pensar que tem mais dinheiro do que na realidade tem.

Compre e venda livros escolares com desconto

Chama-se ‘Clube dos Livros’, e serve para vender, comprar e trocar manuais escolares. As reduções podem ir até aos 70% – recebe 20% do valor de capa se vender e descontam-lhe 50% se comprar. Uma vez que o tempo de vida dos livros de escola vai até aos seis anos, esta pode ser uma ideia útil para a maioria das famílias.

O valor dos livros são dedutíveis no IRS. Basta registar-se no site www.clubedoslivros.pt. Para mais informações, consulte este site ou o tel.: 21 469 18 92.

Palavras-chave

Relacionados

Lifestyle

Chegaram os portáteis low cost

Depois das viagens de avião e dos hotéis, eis que o conceito de low cost chega aos computadores.

Lifestyle

Os melhores investimentos da sua vida

Aplique bem o seu dinheiro. Seleccionámos as apostas mais inteligentes e seguras para si. Porque para que possa progredir é preciso pensar a longo prazo na saúde, na carreira e na sua independência

Mais no portal

Moda

10 artigos da Zara que vão arrasar em qualquer destino de férias

Estes visuais prontos a usar prometem fazer furor nos seus dias de descanso.

Comportamento

Como lidar com a frustração sexual?

Existem várias causas para a insatisfação com a vida íntima, que pode afetar a qualidade de vida em geral.

Moda

Saiba como fazer uma mala de férias sem complicações

No episódio de hoje da rubrica Imagem de Sucesso, deixo algumas dicas para escolher os derradeiros essenciais de viagem.

Moda

Encontrámos as Havaianas perfeitas para dar brilho ao verão

Se é fã da famosa marca brasileira e gosta de dar um toque de brilho a tudo o que faz, vai delirar com esta novidade.

Lifestyle

6 dicas para viajar de carro tranquilamente com crianças

"Estou com fome! Quanto chegamos? Preciso de fazer xixi!" Viajar com crianças durante um longo período de tempo pode ser um verdadeiro pesadelo.

Beleza e Saúde

Afinal, o que é uma "depressão de baixo grau"?

Recentemente, Michelle Obama fez um desabafo sobre a sua saúde mental. Entenda o que se passa com a antiga Primeira-dama dos Estados Unidos.

Celebridades

Michelle Obama admite que sofre de uma "depressão de baixo grau"

A pandemia aliada a todo o clima de tensão que se vive nos Estados Unidos afetou a saúde mental da antiga Primeira-dama do país.

Celebridades

Daisy Coleman, de documentário da Netflix sobre abuso sexual, morre aos 23 anos

O caso da jovem, que se tornou uma defensora das vítimas de violação, é retratado numa série documental do serviço de streaming.

Lifestyle

Estes podem ser os motivos para continuarmos a ver filmes para adolescentes

Sim, tenho mais de 30 anos e por vezes vejo (e revejo) filmes com histórias para adolescentes. Mas sei que não sou a única!

Celebridades

O interior do frigorífico de Selena Gomez revela muito sobre a cantora

A estrela norte-americana mostrou o que armazena neste eletrodoméstico, bem como no congelador.

Beleza e Saúde

5 produtos de skincare que testei há um ano e agora fazem parte da minha rotina

O mais barato custa menos de 3 euros.

Moda

Criei 5 visuais diferentes com uma peça de roupa que todas temos no roupeiro

Por vezes - e falo por experiência própria -, só precisamos de um pouco de originalidade para não nos cansarmos daquilo que vestimos.

€2,95 por edição 20% desconto  

Assine já!

Papel