_MG_6555.gif

Na parede onde o sofá encosta, fotografia de António Sampa, que também assina a tela ‘Childwood’, com carrocel, que se destaca na parede principal, ainda pontuada por várias gravuras de Patrícia Nazaré Barbosa. No chão, candeeiro em mármore, esculpido por Cristina Ataíde, ladeado por uma mesa de apoio D. José, com fotografias de família. Junto a esta mesa, na parede, conjunto de quatro pratos antigos, Fornasetti

Marta Fontes é mulher de vários interesses e ofícios. A profissão principal fá-la viajar, o que facilita a aquisição de diversas matérias-primas para as suas ‘joias’, que até podem ter a opulência visual que essa denominação implica apesar de o seu valor real não depender de metais preciosos, mas da cotação dada à imaginação e perícia de Marta. A não utilização de materiais nobres é um pressuposto das suas criações enobrecendo, ainda assim, cada pedacinho de renda ou tecido, de bordado ou lantejoula, de pérolas de fantasia ou fio de nylon com delicadeza e aprumo. A mãe muito contribuiu para este seu gosto de “brincar com as coisas”, passando-lhe o conhecimento dos tecidos, o prazer de os costurar e conciliar, incentivando-lhe a verve criativa e uma saudável extravagância. O jeito e diferenciação de Marta viriam a ser notados por ateliês de moda, como o Storytailors, do qual se tornou colaboradora. A decoração de interiores também consta do seu currículo, não só na formação académica como também pela participação em eventos como a Casa Decor (veja mais em martafontes.blogspot.com). Diz ter “uma verdadeira paixão por casas” e por tudo o que lhes vai dentro. Por isso mesmo, vibra com cada casa que habita. Esta fica perto de uma das ruas mais bonitas de Lisboa, a Rua da Academia das Ciências, num bairro onde Marta já vive há 13 anos, dos quais os últimos meses nesta casa, uma mudança determinada pelo nascimento do filho Martim, atualmente com nove meses. Com 120m², tem espaço suficiente para incorporar o ateliê onde executa bijutarias e acessórios e serve de gabinete de prova para potenciais compradoras. Aqui, a ambiência é de boudoir chique e feminino, com toques can-can. Há espartilhos, plumas, gargantilhas, máscaras venezianas, malas e muitos colares espalhados pelas paredes. O próprio guarda-fatos, herdado da avó Zé, lembra a época de Marie Antoinette, acentuado o caráter feminino e coquete do espaço. Marta gosta de criar ambientes temáticos e de materializar uma certa frivolidade feminina, que lhe dá muito gozo encenar. Chega a convidar amigas e fãs para lanches ou jantares com temas associados às suas coleções, com mesa posta em consonância. Na realidade, a área de exposição extravasa os limites do ateliê,  disseminando-se um pouco por toda a casa. Há colares expostos em espaldares de canapés e cadeiras, em molduras e cabides. Coexistem com peças de família e telas, assinadas pelo marido e artista plástico António Sampa, entre muitas outras obras de arte. Há mobiliário recuperado, outro de antiquário e também adquirido em lojas comuns. Tudo se mistura sem preconceitos e Marta orgulha-se da história e do rasto que carregam. Uma vez, reparou numa tela de Fátima Caiado numa revista de decoração. À noite, sonhou com as sensações provocadas pelo quadro. No dia seguinte, por casualidade, passa numa montra onde a tela está exposta. Sem hesitações, comprou, apesar de dispendiosa para as suas disponibilidades financeiras no momento. No final do mês, recebeu um extra no ordenado correspondente ao valor do quadro… “Há coisas que têm de acontecer”, diz, assumindo a sua faceta mística. Fala com carinho especial dos pratos Fornasetti, herdados da tia Titi, em tempos proprietária de um antiquário. “Sou fã de Piero Fornasetti, homem muito arrojado, que gosta de brincar com objetos do quotidiano.” Na mesma medida, elogia Bordallo Pinheiro e as suas faianças, das quais guarda alguns exemplares. Marta encarrega-se de personalizar os lustres, outra das vertentes do seu trabalho, referindo sempre a mãe, Maria da Conceição Fontes, como mentora, a quem deve a admiração pelo feminino.

Palavras-chave

Assine uma destas revistas e escolha um presente grátis. Estadas em hotéis, produtos de beleza e muitos outros. Aproveite. Assine aqui

Mais no portal

Beleza

Meghan remove a maquilhagem com estas toalhitas acessíveis

E amigas do ambiente - muito ao estilo da duquesa de Sussex.

Moda

Este vestido Zara não deixa ninguém indiferente

E é da cor do momento!

Moda

7 combinações de cores a experimentar em 2022

Inspire-se nestes "looks" que encontrámos nas redes sociais

É só uma sugestão

Contra: refeições deliciosas num espaço icónico em Lisboa

Localizado nas Docas de Santo Amaro, na capital, garante momentos saborosos à beira-rio.

Saúde

Covid-19: Mesmo com teste negativo, evite sair de casa se tem este sintoma

Parece ser bastante comum na variante Ómicron.

Comportamento

A explicação simples para não sentimos atração por parentes próximos

Como, por exemplo, irmãos ou primos.

Saúde

10 segredos simples para emagrecer rápido

Adote estes hábitos que aceleram o processo sem prejudicar a saúde.

Moda

Esta peça básica é a "cola" de todos os visuais de inverno

Provavelmente já a tem no guarda-roupa.

Comportamento

4 dicas práticas para aumentar a autoestima

De acordo com uma escritora, consultora e especialista na interseção de felicidade e tecnologia.

Comportamento

Diferenças comuns que podem colocar a sua relação em perigo

De acordo com uma psicóloga.

#VozActiva

Helena Isabel: "As pessoas podem ser bonitas de diferentes maneiras e em qualquer idade"

No #vozactiva deste mês, a protagonista de capa da nossa edição de fevereiro (nas bancas) fala da relação entre a beleza e a idade.

Comportamento

O tamanho não importa, mas há uma coisa que as mulheres valorizam bastante

De acordo com diferentes estudos sobre o assunto.