126326428.jpg

Christopher Polk

1. Curso de Jedi

O verdadeiro nome do curso é ‘As Técnicas Psicológicas Envolvidas na Formação de Um Cavaleiro Jedi’, ensina-se na Univ. de Belfast, e é um curso que servirá enormemente  para toda a vida e fará feliz quem sempre quis ser Jedi. Que a força esteja com vocês, porque com este curso não vos será muito fácil arranjar emprego.

2. A Ciência de Harry Potter

Quem chegou à conclusão de que afinal não nasceu para Jedi, pode sempre ser bruxo. Ou enfim, um bruxo-cientista. Toda a gente sabe que os unicórnios não existem (a não ser talvez os unicórnios) mas este curso aborda fenómenos como o quidditch ou as vassouras voadoras do ponto de vista científico. Na Univ. de Frostberg

3. A Filosofia dos Simpsons

Ora bem, para quem não for muito de Harry Potter mas adorar Homer Simpson, este curso explica-lhe tudo o que Marge ainda não conseguiu explicar. Pelo menos quando a mamã vos vier dizer ‘Desliga a televisão e vai fazer os trabalhos’, podemos finalmente responder ‘Eu estou a fazer os trabalhos’. Na Univ. de Berkeley.

4. Ciberfeminismo

Quando descobrirem o que é, por favor informem. Agradecidos. Podem dirigir-se à Univ. de Cornell.

5. Estudo dos Elfos

Na Islândia (como não podia deixar de ser) existe toda uma escola dedicada ao estudo dos ‘elfos e outras criaturas invisíveis’. Chama-se Alfaskadinn. E depois serve para quê? Mistério…

6. Sexo, Tapetes, Sal e carvão

Para quê um curso chato só sobre uma coisa, imaginemos, medicina ou economia ou elfos. Quem quer medicina quando podemos ter sexo, tapetes, e como era o resto? A ligação entre o sexo e os tapetes ainda se percebe, mas onde é que o sal e o carvão entrarão na história? (Em Cornell)

7. Sexo Extraterrestre

Ah, finalmente uma coisa que vale a pena estudar. Se bem que o tema também não seja lá muito explícito. Como levar um marciano para a cama e conseguir chegar a vias de facto com um venusiano, ou como levar às estrelas a pessoa da nossa vida? De qualquer das formas, sempre deve ser mais interessante que direito fiscal. Esperemos é que não nos obriguem a ver o ‘E.T’, que uma pessoa não está psicologicamente preparada. Ah, onde: na Univ. de Rochester.

8. Curso de Socialaite

Pronto, o nome é ‘Lady Gaga e a Sociologia das Celebridades’ (Carolina do Sul) e até deve ser bem interessante, assim uma mistura de ciberfeminismo, elfos, e sexo com ETs. Mas o professor é um fã incondicional da diva, o que não augura nada de bom.

9. Interação com Robots

E se tudo o resto falhar (tapetes, ETs e carvão) teremos sempre os robots… Enfim, não é que o curso seja claro acerca disso, porque aqui se promete apenas ‘interação’, o que pode dizer tudo e nada, por isso eu se fosse a vocês não ia com muitas esperanças para o MIT.

10. Zombies na Cultura Popular

Ora cá está. Temos sempre um plano C. Claro que aqui não se promete nada. Nem chegar perto, nem interagir, nem sexo com, nada senão o estudo da criatura nas suas variadas (des)encarnações. Mesmo assim, continua a ser melhor do que economia (na Univ. de Columbia, Chicago)

11. Encontrar um Amor Verdadeiro

Bem, a verdade é que o verdadeiro nome do curso é ‘Encontrar um par com quem valha a pena sair’, mas nós somos uns românticos (e a tradução era muito comprida) e já chutámos a bola para a frente. Este curso sim, é verdadeiramente útil na vida, principalmente se tirado antes dos ETs, robots e zombies. Na Univ. de Sioux Falls.

12. A Arte do Desfalque

Outro curso verdadeiramente útil nos dias que correm, principalmente para bancários que queiram prevenir-se (bancário prevenido vale por dois). Ensina-se na China, e espera-se que os estudantes saibam distinguir entre ficção e realidade.

13. Curso Bíblico para o Lar e a Família

Achavam que os bons costumes estavam mortinhos da silva? Pois não estão. Meninas casadoiras que queiram seguir a Bíblia à risca, aqui têm todo um guia para melhor servirem o vosso marido. Para os maridos é que não há nada previsto, uma vez que o curso é exclusivamente feminino. (Southwestern Baptist Theological Seminary)

14. O Falo

Quem se sentir pouco informado sobre o assunto, pode acorrer ao curso do Occidental Colleg, desde Freud às feministas. Pensando melhor, até deve ser interessante. Mas como é que a pessoa se intitula a partir da altura em que tiver o, digamos, canudo? “Ai o teu filho formou-se?’, ‘Formou-se’, e é o quê? ‘É falólogo’.

15. Musicologia Gay

Podemos falar em literatura gay, mas será que podemos falar em música gay (é favor não fazer piadolas com a frase)? Pelos vistos sim. Na UCLA.

16. Construção de Cestos Subaquáticos

É isso mesmo. A pessoa, pronto, mergulha, e em estando debaixo de água, faz cestos. Não perguntem porquê, nem para quê, e muito menos como. Também não vamos fazer a piadola da educação a ir por água abaixo. Pronto, já fizemos. Mas o curso existe mesmo. Na Univ. de Reed. Vamos fazer um abaixo-assinado para trazê-lo a Portugal.

Palavras-chave

Assine a ACTIVA e receba uma fabulosa OFERTA da LIERAC. ASSINE AQUI

Mais no portal