179693002.jpg

Getty Images/Wavebreak Media

Há quem goste de muita coisa, de pouca, e de nada. Mas no Facebook gostamos principalmente que gostem de nós: e há 10 anos que somos, quase todos, em maior ou menor grau, viciados em ‘likes’. 
“Somos todos humanos e gostamos de receber atenção”, reconhece Andrew Keen, autor do livro ‘Digital Vertigo’ (Vertigem Digital). “As redes sociais são a cocaína da era digital e estamos todos viciados”, alerta Keen, que admite ser ele próprio dependente.
A palavra vício não é só uma maneira de dizer: um estudo da Universidade de Harvard mostra por que é que não conseguimos desapegar-nos do nosso ‘quintal’ e de dizer ao mundo que almoçámos esparguete com almôndegas. Para o cérebro, contar aos outros qualquer coisa sobre nós é altamente aditivo. Ou seja, dá-nos uma poderosa sensação de prazer, que aumenta conforme o tamanho da audiência. 
Isto também explica certos comportamentos estranhos, como os ladrões que postam fotos de si próprios durante o próprio ato de roubar, por exemplo, ou os adolescentes que matam e depois dizem ‘foi fantástico aparecer na CNN’. 
Ou seja, o que nos atrai não é o Facebook ele próprio: é a quantidade de oportunidades para a autopromoção que oferece, e aquilo que pode fazer aumentar a nossa autoestima: sim, há quem esteja melhor do que nós, mas também há quem esteja pior. 
“Podemos postar o que estamos a pensar, fotos nossas, dar a nossa opinião, exibir a opinião dos outros”, resume o psicólogo Hudson Brewer, da Universidade do Massachusetts Medical School, na secção ‘Vícios e recuperação’ do jornal ‘Huffington Post’. “Junte-se à receita um pouco de reforço intermitente (nunca sabemos quando virá o próximo ‘like’, que é aliás o mesmo esquema dos casinos) e temos uma fórmula imbatível.”

Podem destruir-nos… ou animar-nos a vida
Mas o que é que um simples ‘like’ pode fazer de nós? Ao que parece, seres vazios: “Muita gente não sabe estar só”, nota a psicóloga Clara Soares. “A certa altura, tornamo-nos tão públicos que não resta mais nada para partilhar, não temos nada dentro de nós que não seja uma montra, pronto a consumir. A certa altura, estamos constantemente a fazer encenações e nem sabemos bem do quê.”
A cultura dos ‘likes’ corresponde em espelho à nossa adoração por ‘reality shows’: “E depois vê-se como é que as pessoas descompensam quando saem”, nota Clara. “O síndroma do ecrã é muito descompensador, porque fora do olhar dos outros não sobra nada. Vive-se do espelho. Vive-se da adrenalina que dá, e quando a ‘droga’ acaba vem a ressaca.” 
Ou seja, estou a pôr aquilo que sou fora de mim? “Claro. Está a compensar com o olhar do outro aquilo que não sabe se está lá, como um bebé que precisa do olhar da mãe para saber quem é. O mundo funciona como a mãe, e quando o mundo retira o olhar, não somos nada, e a situação deixa de ser sustentável.”
Portanto, ficar viciado em ‘likes’ pode ser um problema. Mas atire a primeira pedra quem nunca ficou mais animada e se sentiu melhor graças a um simples ‘like’… 


Ficamos mais ou menos sós no Facebook?
As duas coisas, conforme o usamos. Ou seja: há estudos que provam as duas coisas: que o Facebook nos pode tornar mais solitários (se só andamos por lá como um fantasma a cuscar as vidas dos outros e a sentirmo-nos mal por comparação) e menos (se andamos a comentar, a partilhar, a conversar e a fazer novas amizades). Portanto, usem o Facebook… para se tornarem  mais felizes. 

Na ACTIVA apresentamos-lhe mulheres e ideias inspiradoras nas mais diversas áreas. Acompanhe-nos, deixe-se inspirar e leia já esta revista. ASSINE AQUI

Relacionados

Mais no portal

Mais Notícias

Sony WH-1000XM5: Teste aos melhores auscultadores de sempre na supressão de ruído

Sony WH-1000XM5: Teste aos melhores auscultadores de sempre na supressão de ruído

Os Cadernos da Minha Vida: mergulhar no processo criativo de Joana Vasconcelos

Os Cadernos da Minha Vida: mergulhar no processo criativo de Joana Vasconcelos

Apple deverá anunciar mais de dez produtos novos ainda em 2022

Apple deverá anunciar mais de dez produtos novos ainda em 2022

EDP antecipa para 2040 a redução em mais de 90% de emissões na cadeia de valor

EDP antecipa para 2040 a redução em mais de 90% de emissões na cadeia de valor

Raquel André: Uma Língua Portuguesa afiada

Raquel André: Uma Língua Portuguesa afiada

Motos elétricas Silence chegam (oficialmente) a Portugal

Motos elétricas Silence chegam (oficialmente) a Portugal

Como saber se ele está mesmo apaixonado por si?

Como saber se ele está mesmo apaixonado por si?

Oeiras EcoRally: vitória para a dupla espanhola Eneko Conde e Lukas Sergnese

Oeiras EcoRally: vitória para a dupla espanhola Eneko Conde e Lukas Sergnese

Guia prático para preparar o seu jardim (ou varanda!) para o verão

Guia prático para preparar o seu jardim (ou varanda!) para o verão

Maria Cerqueira Gomes faz sucesso com visual verde a que chama

Maria Cerqueira Gomes faz sucesso com visual verde a que chama "manjerico"

As figuras da PRIMA 16

As figuras da PRIMA 16

A história do Ballett Gulbenkian

A história do Ballett Gulbenkian

Motos elétricas Silence chegam (oficialmente) a Portugal

Motos elétricas Silence chegam (oficialmente) a Portugal

Lisboa depois dos turistas

Lisboa depois dos turistas

18 erros de Português frequentes e que mancham a sua imagem

18 erros de Português frequentes e que mancham a sua imagem

Namorada de longa data de Tom Mann morre na manhã do casamento

Namorada de longa data de Tom Mann morre na manhã do casamento

Oceanos: Marcelo faz balanço positivo do primeiro dia e diz que tema

Oceanos: Marcelo faz balanço positivo do primeiro dia e diz que tema "já não é só conversa"

Marcelo Rebelo de Sousa dança e canta no Rock in Rio

Marcelo Rebelo de Sousa dança e canta no Rock in Rio

Ecossintonia: quatro atrizes juntas na atitude sustentável

Ecossintonia: quatro atrizes juntas na atitude sustentável

O que é um Plano de Parto e porque não é igual a um Plano de Voo

O que é um Plano de Parto e porque não é igual a um Plano de Voo

Ana Garcia Martins defende Anitta depois de críticas:

Ana Garcia Martins defende Anitta depois de críticas: "Foi a única data a esgotar esta edição do RiR"

Oeiras EcoRally arranca sexta-feira com a participação da Exame Informática

Oeiras EcoRally arranca sexta-feira com a participação da Exame Informática

“A inovação pode ser o motor da recuperação pós-pandemia”, defende António Campinos, Presidente do Instituto Europeu de Patentes

“A inovação pode ser o motor da recuperação pós-pandemia”, defende António Campinos, Presidente do Instituto Europeu de Patentes

Frederico e Mary da Dinamarca tomam decisão que afeta o futuro dos filhos

Frederico e Mary da Dinamarca tomam decisão que afeta o futuro dos filhos

Margarida Corceiro sobre papel em

Margarida Corceiro sobre papel em "Quero É Viver": "Maior desafio até agora"

Letizia recupera vestido de couro para presidir a entrega de prémios de sustentabilidade

Letizia recupera vestido de couro para presidir a entrega de prémios de sustentabilidade

Casa Dentro: uma viagem pela Arquitetura de Interiores com Cristina Santos e Silva

Casa Dentro: uma viagem pela Arquitetura de Interiores com Cristina Santos e Silva

Boxes para correr apps em televisores mais antigos

Boxes para correr apps em televisores mais antigos

Como os visuais de Jill Biden e Letizia passaram mensagens

Como os visuais de Jill Biden e Letizia passaram mensagens

Sugestões confortáveis para aproveitar os dias de sol

Sugestões confortáveis para aproveitar os dias de sol

Respostas aos problemas com os oceanos devem envolver países, empresas e pessoas

Respostas aos problemas com os oceanos devem envolver países, empresas e pessoas

Klara Castanho: a atriz de 21 anos que foi abusada, engravidou, deu o filho para adoção e viu-se obrigada a contar a sua história

Klara Castanho: a atriz de 21 anos que foi abusada, engravidou, deu o filho para adoção e viu-se obrigada a contar a sua história

Luciana Abreu surge em visual deslumbrante:

Luciana Abreu surge em visual deslumbrante: "Hoje é aquele dia!"