459616462.jpg

Mark Wilson

O raspanete, via facebook, foi tão exagerado que a autora pediu desculpa e se demitiu. 
Não deixo, no entanto, de lhe dar um pouco de razão, pelo menos quanto à escolha das toilettes para a ocasião: mini saias, ténis e peúgos à vista estão muito bem para ir para o liceu, mas não tanto quando se é a filha do Presidente numa cerimónia onde o pai está de fato escuro (se se tratasse de, por exemplo, um evento descontraído de caridade ao ar livre, o caso mudaria de figura). Mesmo que a dita cerimónia seja um pouco tola e envolva a remota possibilidade de o perú amnistiado fugir em direcção ao por do sol para celebrar a sua liberdade, obrigando quem está a correr atrás dele…dever que Sasha e Malia dificilmente cumpririam, já que se recusaram a fazer uma festinha ao bicharoco. 

Ainda que o protocolo não seja rígido, haveria opções menos passíveis de gerar críticas escusadas e muito por onde escolher para duas raparigas bonitas que aliás, têm na mãe um bom exemplo.

Não sei se quem faz a assessoria da família do Senhor Presidente se esqueceu de tomar conta desse detalhe ou se Malia e Sasha levam muito a sério o seu papel de adolescentes rebeldes (ou vou de botifarras ou não ponho os pés nessa seca, escolham!) mas com certos privilégios vêm certos deveres, que incluem determinada roupa para certa situação e não fazer as caretas que nos dá na gana.

O que me leva a isso dos fretes: quem de pequeno e depois por ossos do ofício ou obrigação social tenha sido sujeito (a) a ocasiões do género, sabe do que falo: 

– Estar de pé 45 minutos em cima de uns saltos altos enterrados numa alcatifa (a dor!!!) à espera que um figurão acabe um longuíssimo (e repetitivo) discurso, prova provada que não, não conseguimos disparar raios laser mortíferos com os olhos por muito que tentemos;

 – Uma hora sob o sol ardente aguardando que fulano ou beltrano enterre a cápsula do tempo ou lance a primeira pedra de um edifício público qualquer (quem tornou opcional o uso de chapéu para certos eventos devia arder no inferno)…

–  Esperar horas para começar a trincar qualquer coisa, quase em estado de inanição (peso nos ombros e no estômago, tonturas) porque o convidado de honra nunca mais se despacha, e outras tantas para sair da dita mesa. E manter o sorriso e a tranquilidade o tempo todo, senão os pais dizem-nos das boas quando chegarmos a casa, que isto de pequenino… (regra de sobrevivência para adultas e  mães que por remoto acaso sujeitem os filhos a isto: uma goma, um amendoim salgado, rebuçado ou bolachita disfarça-se em qualquer clutch e engole-se no micro segundo que perdemos no corredor para a casa de banho com a desculpa “vou retocar-me antes de começarmos”);

– Ouvir conversas intermináveis e secantes (geralmente, de alguém que tenta engraxar alguém que nos acompanha) com ar de Mona Lisa, tentando não adormecer ou transportando-se mentalmente para um lugar feliz.

– Tentar dirigir uma conversa ou entrevista com alguém que tenha esse tipo de discurso e faça por prolongar ad aeternum o que já foi dito ou pior, arrastar o suplício mostrando-nos a sua colecção de medalhas. Não.

E isto só para mencionar algumas secas obrigatórias, que é de rigueur e boa educação suportar com graciosidade – ou impassibilidade.

 Depois há aquelas que são mais delicadas, porque tocam no ponto “a nossa liberdade termina onde começa a dos outros”.

É que volta e meia, há alguém que tem falta de noção suficiente, ou que se acha importante o suficiente para acrescentar farpas escusadas, como intrometer-se no almoço de alguém para falar (interminavelmente) de coisas que lhe interessam e não largar a presa por mais caretas que se faça (em ocasiões assim, legitima-se o uso de certas caretas discretas “para dentro”, de apertar os punhos sob a mesa, de aumentar ligeiramente a distância física a ver se a pessoa percebe ou vá, de fazer um ligeiríssimo ar de enfado. Algumas vítimas serão firmes o suficiente para convidar o importuno a marcar uma reunião a hora apropriada, num delicado mas categórico “desampare a loja”, mas são poucas!).

 Porém revirar os olhos, fazer trejeitos de desprezo ou dar risinhos, como Sasha e Malia, isso já ultrapassa um bocadinho o aceitável, pelo menos quando se está no lugar de maior destaque com câmaras apontadas à cara para, literalmente, todo o Mundo ver.

 Palavra que compreendo a vontade de fazer cara de frete, mas não compreendo que a tenham feito… 

Relacionados

Mais no portal

Mais Notícias

A Cervejaria Trindade, em Lisboa, está melhor do que nunca

A Cervejaria Trindade, em Lisboa, está melhor do que nunca

Casa Dentro: Não perca, dia 6 de outubro, a conversa com Vítor Sobral

Casa Dentro: Não perca, dia 6 de outubro, a conversa com Vítor Sobral

Época mais crítica de incêndios termina hoje com quase 110 mil hectares queimados e 4 mortos

Época mais crítica de incêndios termina hoje com quase 110 mil hectares queimados e 4 mortos

Segurança rodoviária: carro autónomo vs supercondutor virtual

Segurança rodoviária: carro autónomo vs supercondutor virtual

Quem gostou de ler os livros mais votados nos últimos 'Miúdos a Votos', pode gostar destes...

Quem gostou de ler os livros mais votados nos últimos 'Miúdos a Votos', pode gostar destes...

João Mota: O temor do ator na hora do regresso

João Mota: O temor do ator na hora do regresso

Polestar 2 em teste:

Polestar 2 em teste: "OK Google, o que achas deste carro?"

Primeiras palavras da mãe de Iñigo Onieva sobre o fim do noivado do filho

Primeiras palavras da mãe de Iñigo Onieva sobre o fim do noivado do filho

Do planeta imaginário para a terra real

Do planeta imaginário para a terra real

A PRIMA gosta dos pratos da Casa Davolta, dos novos modelos Hunter e do regresso do Chefs on Fire

A PRIMA gosta dos pratos da Casa Davolta, dos novos modelos Hunter e do regresso do Chefs on Fire

Na Caras Decoração, outubro chega com design e muito bem-estar

Na Caras Decoração, outubro chega com design e muito bem-estar

Duarte Gomes rendido à filha

Duarte Gomes rendido à filha

O que são os fictossexuais?

O que são os fictossexuais?

A ousada coleção primavera-verão 2023 da Balmain apresentada na Semana da Moda de Paris

A ousada coleção primavera-verão 2023 da Balmain apresentada na Semana da Moda de Paris

Há festa!

Há festa!

Jerónimo apela à mobilização dos pensionistas para exigir mais ao Governo

Jerónimo apela à mobilização dos pensionistas para exigir mais ao Governo

Investigação: O cerco ao juiz Ivo Rosa

Investigação: O cerco ao juiz Ivo Rosa

Com visuais sofisticados, família real da Suécia marca presença na abertura do Parlamento

Com visuais sofisticados, família real da Suécia marca presença na abertura do Parlamento

Sapatos transparentes de Letizia dão toque sofisticado ao seu visual

Sapatos transparentes de Letizia dão toque sofisticado ao seu visual

As primeiras declarações do príncipe Joaquim depois de a rainha Margarida ter retirados os títulos aos seus quatro filhos

As primeiras declarações do príncipe Joaquim depois de a rainha Margarida ter retirados os títulos aos seus quatro filhos

Portugal com 19.703 casos e 41 mortes associadas à covid-19 entre 20 e 26 de setembro

Portugal com 19.703 casos e 41 mortes associadas à covid-19 entre 20 e 26 de setembro

Em Lisboa, a Rua Poiais de São Bento é um caldeirão de criatividade

Em Lisboa, a Rua Poiais de São Bento é um caldeirão de criatividade

SUV elétrico Polestar 3 é lançado a 12 de outubro

SUV elétrico Polestar 3 é lançado a 12 de outubro

Covid-19: Mortalidade e internamentos estáveis, infeções com tendência crescente - relatório

Covid-19: Mortalidade e internamentos estáveis, infeções com tendência crescente - relatório

Cinco coisas que tem de saber sobre o regresso do Jamaica e do Tokyo

Cinco coisas que tem de saber sobre o regresso do Jamaica e do Tokyo

Segurança rodoviária: carro autónomo vs supercondutor virtual

Segurança rodoviária: carro autónomo vs supercondutor virtual

Indigène, um espumante para tantas ocasiões

Indigène, um espumante para tantas ocasiões

As figuras da PRIMA 17

As figuras da PRIMA 17

Vanessa Martins arrasa em Paris

Vanessa Martins arrasa em Paris

"Agricultor": Tatiana revela sexo do bebé

Máscaras mantém-se obrigatórias em lares e hospitais e acaba isolamento para infetados

Máscaras mantém-se obrigatórias em lares e hospitais e acaba isolamento para infetados

Análise ao ultraportátil HP Dragonfly G3

Análise ao ultraportátil HP Dragonfly G3

A um passo do abismo!

A um passo do abismo!

Ambientalistas alertam que janela para limitar aumento da temperatura está a fechar-se

Ambientalistas alertam que janela para limitar aumento da temperatura está a fechar-se

À procura de humanos para relação séria (e eficiente)

À procura de humanos para relação séria (e eficiente)

Ler a VISÃO Júnior na escola: campanha especial de assinaturas 2022-23

Ler a VISÃO Júnior na escola: campanha especial de assinaturas 2022-23

Pó

Agora é oficial: Google encerra Stadia

Agora é oficial: Google encerra Stadia

20 peças para um regresso ao escritório em estilo

20 peças para um regresso ao escritório em estilo

Famosos portugueses assistem ao desfile Benetton primavera-verão 2023 em Milão

Famosos portugueses assistem ao desfile Benetton primavera-verão 2023 em Milão

Coleção outono/inverno H&M para a casa

Coleção outono/inverno H&M para a casa

“Acreditamos muito nisto. Acreditamos que o próximo ano será um ano de explosão”

“Acreditamos muito nisto. Acreditamos que o próximo ano será um ano de explosão”