Facebook Walt Gordy III.jpg

Walter Gordy (esq) e Mark Tolson (dir)

Facebook Walt Gordy III

Walter Gordy, de 37 anos, e Mark Tolson, de 36, nunca tiveram irmãos e foram criados pelas respetivas mães, que os tiveram através de inseminação artificial. Conhecem-se há mais de 12 anos, mas foi apenas após um diagnóstico de cancro, há cerca de cinco, que descobriram que havia algo mais que uma amizade a uni-los.

Durante o programa televisivo Today, Tolson foi direto ao assunto: “Trinta e cinco anos depois, descobri que tinha um irmão, o que, para mim, é algo maravilhoso“. E Gordy, que teve o diagnóstico maligno, acrescentou, “No fim, tudo o que eu passei valeu a pena, por saber que tinha uma bênção

Após descobrir um nódulo no pescoço, Walter foi diagnosticado com linfoma. “Foi devastador porque sempre fui saudável. Nunca tinha tido mais que uma gripe“, disse. Nove meses depois, e após se submeter a tratamentos, foi declarado livre de cancro. E ainda teve direito a uma enorme surpresa.

Facebook Walt Gordy III   2.jpg

Walter e Mark com as respetivas mães

Facebook Walt Gordy III

Ora bem, após superar a doença, o jovem quis investigar se estaria em risco de outros problemas de saúde, pelo que fez testes genéticos, através do serviço 23andMe, que inicialmente, não mostraram correspondências de ADN da parte do pai. Tolson, por sua vez, procurava saber mais acerca da família, depois do nascimento do filho, e também se submeteu a testes genéticos. No site do serviço, os resultados foram chocantes. “Cliquei numa parte que dizia ‘Parentes de ADN'”. E apareceu o nome Walter Gordon III. E eu disse ‘Mãe, eu conheço-o‘”, lembrou.

Rapidamente descobriram que as mães de ambos tinham tido o mesmo dador de esperma. Tolson ligou de imediato ao amigo, que mal podia acreditar no que ouvia. “O cancro foi a melhor coisa que me aconteceu, porque tive uma bênção no final. Acredito que podemos olhar para qualquer pessoa que tenha cancro e procurar algo bom, no final”, diz, agora, Gordy.

Veja, em seguida, a história e entrevista dos irmãos e respetivas mães.

Assine a ACTIVA

Deixe-se inspirar, assine a ACTIVA, na sua versão em papel ou digital, a partir de €2,00 a edição. Saiba tudo aqui ASSINAR

Relacionados

Mais no portal

Moda

Mafalda Carvalho mostra os desfiles (e as emoções) do último dia de Portugal Fashion

Veja tudo o que aconteceu na Alfândega do Porto.

Lifestyle

A Pizzaria Luzzo é uma das pérolas da Graça

Da comida ao ambiente, tudo é pensado para proporcionar refeições (e momentos) super agradáveis.

Lifestyle

Esta câmara trendy foi concebida para tirar selfies

Ela permite tirar, imprimir e partilhar fotografias em movimento. Um sonho para a Geração Z.

Beleza

5 cortes de cabelo clássicos que nunca saem de moda

Em equipa que ganha não se mexe.

Moda

Bailarinas: como usar estes sapatos clássicos de formas contemporâneas

Inspire-se nestas estrelas das redes sociais para adicionar estes sapatos versáteis e elegantes aos seus próximos visuais de outono.

Saúde

Cuidados a ter com a saúde íntima feminina quando as temperaturas descem

Eis as dicas de um ginecologista e obstetra dos hábitos a adotar nesta altura do ano.

Comportamento

Advogada elege as 5 razões mais comuns para o divórcio

Curiosamente, a traição não é uma delas.

Moda

Be The Change: tecidos reciclados e produção responsável com o selo de qualidade Tezenis

Uma coleção de ‘underwear’ bonita, sustentável e mais amiga do ambiente.

Diz Quem Sabe

Pele sensível e pele sensibilizada: entenda as diferenças

E saiba quais os cuidados a ter.

Saúde

Como os cuidados para bebés podem aliar-se à sustentabilidade

Opções para os pais que procuram produtos que causem o menor impacto possível no meio ambiente.

Saúde

A dor crónica não é um problema individual – é um problema de saúde pública

Um artigo de opinião assinado por um grupo de especialistas da Escola de Medicina da Universidade do Minho, a propósito do Dia Nacional da Luta Contra a Dor (15 de outubro).