iStock-1017215986.jpg

Maglara

Decisões Financeiras ou Comportamentais?

A disponibilidade de dinheiro é relevante na hora de tomar decisões de consumo, mas os problemas financeiros têm sobretudo origem em decisões comportamentais. Isto acontece porque vivemos rodeados de estímulos ao consumo e de acesso fácil ao dinheiro. Mesmo que não tenhamos no imediato o dinheiro necessário para fazer determinada compra, parece que há sempre alguma campanha de “regresso às aulas” com condições de financiamento imperdíveis… Mas serão mesmo? Mesmo que estejamos a falar, por exemplo, de um crédito sem juros, será que tivemos a noção de que acabámos de assumir uma nova responsabilidade financeira, que nos vai acompanhar ao longo de vários meses?

Os bancos sabem as nossas necessidades… e aproveitam-se delas!

A ideia que o “banco ajudou-me a concretizar algo que sempre sonhei” é uma ideia que tem de ser combatida. Por muito que as campanhas dos bancos apelem à concretização dos sonhos, na verdade a satisfação pela compra acontece no imediato, mas desaparece rapidamente, podendo até tornar-se amarga quando começarmos a somar todas as prestações assumidas. A comunicação das campanhas de “regresso às aulas” potencia escolhas de consumo pouco ponderadas. E eles sabem disso!

Os filhos não mandam nos pais!

É uma verdade tão óbvia que às vezes parece que nos esquecemos dela: Os adultos é que devem educar as crianças! E educar é exigente. não é possível dizer sim a tudo, por isso é essencial ajudar as crianças a perceberem os limites do que é essencial e do que é supérfluo. Para uma criança tudo vai ser essencial, mas compete aos adultos aproveitar oportunidades como esta altura do “regresso às aulas” para ajudar a que elas percebam a importância de uma escolha.

A estratégia ganhadora

Mas então, qual a estratégia ganhadora para viver este tempo sem stress e sem descontrolo financeiro? Chamamos-lhe a estratégia AAA (triplo A): Aceitar – Arquitetar – Avaliar.

A primeira etapa da nossa estratégia é interiorizar que o critério da minha vida financeira sou eu e não os outros. Ou seja, é imprescindível conhecer a nossa realidade financeira e ACEITAR tal como ela é. Não são os outros (vizinhos, amigos dos filhos, pais da escola, etc) que vão estabelecer os nossos limites.

Tendo cumprido o passo do “aceitar”, então a nossa estratégia passa por ARQUITETAR um plano financeiro para esta fase. Esse plano tem de começar pelo cálculo das receitas e só depois é que vai deter-se na parte das despesas. Quando estamos a contabilizar as receitas não podemos fazer arredondamentos. Se no final de agosto recebi 875,70€ não posso dizer que recebi 900€. Com a construção de um orçamento específico para o mês do “regresso às aulas” vamos ter a garantia que sendo fiel a ele não vamos ser surpreendidos com “buracos nas contas” ou com novos compromissos bancário difíceis de cumprir.

Por fim, uma estratégia só é eficaz se for AVALIADA. A avaliação do que fizemos bem e do que poderíamos ter feito melhor é uma parte essencial para estarmos melhor preparados nos próximos anos. O investimento de tempo que fizemos este ano para viver o período do “regresso às aulas” sem stress e dores de cabeça será muito menor nos anos seguintes se tivermos cumprido com este último passo da estratégia do triplo A!

Bom regresso às aulas!

Já nas bancas!

Assine a ACTIVA por 6 meses a partir de 10 euros Assine já

Relacionados

Lifestyle

Diz quem sabe: Dicas práticas para resistir aos impulsos

Pode parecer muito difícil poupar dinheiro porque as despesas são muitas e variadas. Queremos esticar o dinheiro até ao fim do mês mas parece impossível. Neste artigo vamos mostrar-lhe como pode esticar o dinheiro se resistir aos impulsos do consumo.

Beleza e Saúde

Diz quem sabe: Qual o interesse das algas marinhas na alimentação humana

A nossa especialista explica.

Mais no portal

Moda

Victoria's Secret vendida a fundo de investimento por quantia milionária

A Victoria's Secret voltará a ser uma empresa privada, com capital fechado.

Inspirações

Quem é a Carolina Deslandes? A cantora responde

Na #VozActiva deste mês.

Celebridades

Tudo o que Meghan vai poder voltar a usar ao deixar a casa real britânica

Unhas coloridas, vestidos curtos ou sandálias abertas são algumas das opções.

Celebridades

"O maior arrependimento da minha vida": é assim que Ben Affleck descreve o seu divórcio com Jennifer Garner

Jennifer Garner e Ben Affleck estão separados desde 2015.

Moda

Letizia usa capa oversize da Zara que é um must-have da estação

A rainha esteve presente na sede da UNICEF em Madrid.

Comportamento

Voz ACTIVA Podcast: Margarida Vieitez e Patrícia Matos revelam-nos o lado menos conhecido de 24 personalidades nacionais

As autoras do livro 'Sucesso Emocional' entrevistaram 24 personalidades para tentar compreender como gerem as emoções.

Celebridades

Aos 16 anos, Millie Bobby Brown faz desabafo sobre hipersexualização

A atriz de "Stranger Things" diz-se frustrada pelo tratamento que recebe da imprensa.

Moda

Meghan Markle e os seus sapatos feitos a partir de garrafas de água

Meghan tem privilegiado o uso de marcas de moda mais sustentáveis.

Moda

Disney lança coleção de vestidos de noiva inspirados nas princesas

É a primeira vez que a Disney faz uma parceria com a marca de vestidos Allure Bridal.

Celebridades

Nova Miss Alemanha tem 35 anos, é empresária e mãe

Leonie Charlotte von Hase foi a grande vencedora desta edição do concurso, que pretende acabar com os estereótipos.

Beleza e Saúde

Esta é a receita caseira perfeita (e deliciosa) para os lábios secos

Só vai precisar de três ingredientes!

Celebridades

Namorada de Al Pacino termina relação e diz que o ator é "velho" e "mesquinho"

Meital Dohan é 39 anos mais nova que Al Pacino.

Assine a ACTIVA por 6 meses a partir de 10 euros

Já nas bancas!

Assine já