Clara Não é natural do Porto e tem-se celebrizado como ilustradora, artista, designer e tantas outras coisas. Através de ilustrações infantis e palavras impactantes, diz as verdades de uma forma muito crua e real, e essa é a sua principal imagem de marca. No fundo, a Clara é uma ativista pela igualdade de género e que aborda temáticas bastante sensíveis através da arte. A artista vai publicando os seus trabalhos na página de instagram e os temas são o feminismo, a violação, a violência no namoro, a homossexualidade, entre outros. A Clara acredita que a sua missão é dizer o que a maioria das pessoas tem medo de dizer.

Recentemente, Clara Não associou-se ao projeto ‘São Valentim Que Nos Perdoe’, uma iniciativa que pretende chamar a atenção dos portugueses para a violência no namoro e alertar para a crescente legitimação das relações abusivas entre os jovens.

Os mais recentes estudos indicam 58% dos jovens já sofreram de violência no namoro e 67% considera esta situação normal. Assim, o projeto ao qual a Clara Não se junta, reinventou os tradicionais Lenços dos Namorados e apresentou-os como os Lenços dos Ex-Namorados. À ACTIVA falou um bocadinho sobre o desafio deste projeto e mensagem que quis passar.

– Fale-nos um bocadinho sobre o desafio que lhe foi proposto pela FOX Life a propósito da campanha ‘São Valentim Que Nos Perdoe’.

O desafio que a Fox Life me propôs consistiu em usar o poder comunicativo da ilustração e de uma frase forte, para passar a mensagem de que “onde há violência não pode haver romantismo”, subvertendo o conceito dos lenços dos namorados. Atente-se que esta subversão não se resumiu somente à forte presença da ilustração do tema da violência, mas também se manifestou no uso de tecido preto, e não branco, para a elaboração dos lenços.

Desta forma, ilustrei o lenço, agora dos “ex-namorados”, primeiro em marcador e posteriormente com edição digital. A imagem resultante, com a indicação das cores, foi depois bordada pelas senhoras da associação A Avó Veio Trabalhar. Assim, acrescentamos mais uma camada de importância à iniciativa, porque não só tratamos o problema da violência no namoro, como o fazemos intergeracionalmente.

Como os lenços dos namorados são objetos muito presentes na memória coletiva portuguesa, foi um óptimo meio para fazer chegar a mensagem. Fiquei muito feliz com esta iniciativa, e ainda mais feliz por se falar ativamente sobre um problema que afectou ou afecta mais de metade dos jovens em Portugal.

– Em que é que se inspirou para a criação do desenho que foi bordado no lenço?

Este lenço é a junção de várias preocupações. Surgiu de relatos a que tive acesso. Muitas das pessoas que me abordam sobre o assunto (mais de 80% das pessoas que me seguem são mulheres), desabafando comigo pessoalmente ou por mensagem, contam-me como o/a namorado/a ou ex-namorado/a é, ou era, violento/a com elas, mas depois elas como resposta tinham feito ou dito algo que as fazia sentirem-se culpadas. Para além deste padrão de histórias, recebo outras, que também vão de encontro ao problema da auto-culpabilização, que correm nesta linha de pensamento: “Ele foi violento comigo, mas eu até percebo porque …” Assim, foquei-me no problema da auto-culpabilização das vítimas. Tendo em conta que a maior parte das vítimas tem sentimentos de afecto pela pessoa abusadora, tendem a arranjar desculpas para perdoar os comportamentos abusivos. Por conseguinte, as pessoas continuam numa relação que as magoa, numa relação que passa a ter como base desculpas, dor, e muitas vezes medo, em vez de amor, carinho, confiança e respeito mútuos. Desta forma, escolhi ilustrar as frases “Ele/Ela foi violento/a comigo, mas eu mereci./ Não, não mereceste.” 

– O que é que conseguiu retirar desta experiência e o que é que conseguiu alcançar com esta campanha?

Esta experiência fez-me estar ainda mais atenta às pessoas que me rodeiam, às mensagens que recebo, aos testemunhos a que temos acesso. Percebi que o problema é ainda maior do que eu achava. A conversa promovida pela Fox Life na Fnac do Colombo em que participei foi um óptimo arranque para a campanha, com Inês Lopes Gonçalves, o Diogo Faro, Daniel Cotrim (APAV) e Eduardo Sá, moderada por Paulo Farinha.

 A solução do problema da violência no namoro passa pela sensibilização das pessoas, desde criança, para que consigamos evitar e identificar comportamentos abusivos. Esta campanha contribuiu para isso mesmo, alertando a população em geral para a urgência de mostrar que o ciúme, a obsessão e a possessividade não são normais, não são românticos, nem parte de uma relação saudável. Consegui com esta campanha, em conjunto com a Fox Life, Fnac e os convidados, alertar a população em geral para este problema, e espero que contagie mais acções que abordem esta questão.

No âmbito da iniciativa foram realizadas 20 peças únicas com frases inéditas, bordadas à mão pela Associação a Avó Veio Trabalhar e que contam com a participação da artista portuense.

Palavras-chave

Já nas bancas!

Assine a ACTIVA por 6 meses a partir de 10 euros Assine já

Mais no portal

Moda

Victoria's Secret vendida a fundo de investimento por quantia milionária

A Victoria's Secret voltará a ser uma empresa privada, com capital fechado.

Inspirações

Quem é a Carolina Deslandes? A cantora responde

Na #VozActiva deste mês.

Celebridades

Tudo o que Meghan vai poder voltar a usar ao deixar a casa real britânica

Unhas coloridas, vestidos curtos ou sandálias abertas são algumas das opções.

Celebridades

"O maior arrependimento da minha vida": é assim que Ben Affleck descreve o seu divórcio com Jennifer Garner

Jennifer Garner e Ben Affleck estão separados desde 2015.

Moda

Letizia usa capa oversize da Zara que é um must-have da estação

A rainha esteve presente na sede da UNICEF em Madrid.

Comportamento

Voz ACTIVA Podcast: Margarida Vieitez e Patrícia Matos revelam-nos o lado menos conhecido de 24 personalidades nacionais

As autoras do livro 'Sucesso Emocional' entrevistaram 24 personalidades para tentar compreender como gerem as emoções.

Celebridades

Aos 16 anos, Millie Bobby Brown faz desabafo sobre hipersexualização

A atriz de "Stranger Things" diz-se frustrada pelo tratamento que recebe da imprensa.

Moda

Meghan Markle e os seus sapatos feitos a partir de garrafas de água

Meghan tem privilegiado o uso de marcas de moda mais sustentáveis.

Moda

Disney lança coleção de vestidos de noiva inspirados nas princesas

É a primeira vez que a Disney faz uma parceria com a marca de vestidos Allure Bridal.

Celebridades

Nova Miss Alemanha tem 35 anos, é empresária e mãe

Leonie Charlotte von Hase foi a grande vencedora desta edição do concurso, que pretende acabar com os estereótipos.

Beleza e Saúde

Esta é a receita caseira perfeita (e deliciosa) para os lábios secos

Só vai precisar de três ingredientes!

Celebridades

Namorada de Al Pacino termina relação e diz que o ator é "velho" e "mesquinho"

Meital Dohan é 39 anos mais nova que Al Pacino.

Assine a ACTIVA por 6 meses a partir de 10 euros

Já nas bancas!

Assine já