A Escócia está a dar passos largos o sentido de se tornar a primeira nação a garantir o acesso gratuito a produtos de higiene feminina.

Na passada terça-feira, dia 25 de fevereiro, o parlamento escocês aprovou um projeto de lei para disponibilizar tampões, pensos higiénicos e outros produtos sem custos. O plano foi aprovado na primeira etapa com 112 votos a favor, nenhum contra e um voto de abstenção.

“Muitas vezes, as meninas e mulheres são deixadas para trás no processo político,” disse Monica Lennon, a deputada responsável pelo projeto, citada pelo site da CNN. “Esta é uma oportunidade de colocá-las em primeiro lugar e e de fazer algo que é verdadeiramente inovador na igualdade de género.”

Nas suas declarações, Lennon não esqueceu a comunidade LGBTQ+, nomeadamente os transexuais e pessoas não-binárias, tendo acrescentado que o projeto de lei foi concebido para incluir todos aqueles que têm a menstruação.

Agora, o projeto de lei vai passar para a segunda etapa, na qual os membros do parlamento escocês podem propor emendas antes do parecer final na terceira e última etapa.

Este projeto de lei visa combater o estigma em torno da menstruação e o impacto que o ciclo tem na educação. “A menstruação é normal,” disse Lennon. “O acesso universal gratuito a tampões, pensos higiénicos e opções reutilizáveis também devia ser normal.”

De acordo com um inquérito de 2017, levado a cabo pela Plan International UK, uma em cada 10 raparigas britânicas já enfrentou dificuldades económicas para comprar produtos de higiene feminina. A investigação também concluiu que quase metade das participantes com idades entre os 14 e os 21 anos tem vergonha de ter o período, sendo que muitas delas já faltaram à escola por esta razão.

“Por algum motivo, os produtos para a menstruação são vistos por alguns como um luxo; um luxo pelo qual as mulheres devem pagar,” afirmou Alison Johnstone, um membro do parlamento, durante o debate. “Por que motivo estamos em 2020 e o papel higiénico é visto como uma necessidade mas os produtos menstruais não?”

A Escócia tem sido um país pioneiro no que diz respeito a disponibilizar este tipo de produtos de forma gratuita a várias faixas etárias. Em 2017, o país lançou um projeto-piloto que distribuía gratuitamente produtos de higiene íntima feminina às mulheres e adolescentes com dificuldades económicas. No ano seguinte, tornou-se uma das primeiras nações do mundo a fornecer produtos de higiene grátis em escolas, faculdades e universidades. 

Relacionados

Mais no portal

Beleza e Saúde

Experimentei um hidratante facial caseiro que só leva um ingrediente

E estou aqui para contar os resultados. Não se deixem enganar pela imagem - garanto que o creme não ficou branco, muito menos tão artístico.

Beleza e Saúde

Esta é a atividade física que nos deixa com mais fome

Estudo concluiu que pessoas que a praticam ingerem mais calorias.

Celebridades

Ariana Grande assume novo namorado

A artista partilhou fotografias bastante explícitas.

Moda

Parfois: a mala do verão a menos de 8 euros

Não há como não adorar os saldos.

Beleza e Saúde

Coronavírus: Casados há 53 anos, morreram de mãos dadas, no mesmo dia

Falamos de um casal do Texas, de 80 e 79 anos, internados por pouco mais de uma semana.

Beleza e Saúde

O mundo é um lugar estranho, portanto experimentei fazer Reiki — e acabei em lágrimas

Aqui, a cura faz-se pelas mãos e, mesmo sem toques, é impossível não nos sentirmos tocados por esta experiência libertadora.

Lifestyle

Livro da semana: "Uma Gaiola de Ouro", uma história que é um grito feminista

Um livro de Camilla Läckberg, publicado pela Suma de Letras.

Inspirações

10 inventoras negras que tornaram as nossas vidas bem mais fáceis

Sem o espírito de inovação e de empreendedorismo de cada uma destas mulheres, estas 10 invenções poderiam nunca ter existido.

Lifestyle

Vídeo viral mostra como picar um dente de alho em 10 segundos

Quer a cozinha seja ou não o seu forte, esta técnica promete facilitar o processo.

Lifestyle

4 dicas de poupança financeira para mulheres empreendedoras

No primeiro episódio da rubrica Finanças de A a Z, deixo algumas sugestões para criar um negócio e potenciar o seu crescimento.

Celebridades

Em tempos de pandemia, foi assim que Khloé Kardashian celebrou o aniversário

O evento teve direito a máscaras personalizadas - mas não só.

Inspirações

Normalizar corpos normais: o movimento que se tornou viral

Pessoas de todo o mundo têm partilhado imagens dos respetivos corpos, de modo a provar que é normal sermos diferentes.

€2,95 por edição 20% desconto  

Papel