D.R.

Eis a questão que todos gostaríamos de ver respondida: estar em quarentena com a cara metade tem de ser sinónimo de maior frequência de relações sexuais? Ora, como poderá imaginar, a resposta a esta questão é bastante pessoal. O que não significa que não haja um padrão.

A Vice Austrália decidiu falar com alguns casais e perceber se o tempo passado em casa os tem afetado de formas diferentes, se sentem mais (ou menos) desejo pelo outro e se as relações sexuais se alteraram, de alguma forma. Dois deles foram bastante explícitos a mostrar que não poderiam estar mais satisfeitos:

Letti, 24 anos, e Colby, 22

Estamos definitivamente a ter mais sexo. Acho que é por não estarmos tão desgastados com o trabalho. Também creio que a completa falta de compromissos sociais nos faz passar mais tempo a relaxar na cama, o que é um convite para a diversão. O sexo que temos tido é mais íntimo e mais intenso também, o que é ótimo para qualquer relação“, afirma Letti.

Quando o isolamento começou, estávamos a ter relações duas vezes por dia. Agora, diminuímos para dia sim, dia não, o que é mais frequente do que o nosso normal. Tem tido um efeito muito positivo na nossa intimidade porque temos respondido muito bem às necessidades um do outro durante a crise“, acrescenta Colby.

Michelle 29, Lazlo 46

Definitivamente, temos tido mais tempo para os tão necessários ‘pequenos-almoços na cama’ e ‘siestas’ da tarde. É bom que a intimidade esteja a acontecer de forma mais natural e orgânica, quando apetece a ambos e a qualquer altura do dia“, refere Lazlo.

Diria que estamos a ter melhor sexo, com mais liberdade e uma energia natural. Antes, estávamos demasiado ocupados para experimentar coisas novas. Mas agora descobrimos um novo significado para essa expressão“, diz Michelle.

Mas nem sempre é este o cenário.

Afinal, quão comum é o aumento da frequência das relações sexuais nesta altura?

Ora, em primeiro lugar, a resposta a esta questão depende dos hábitos pessoais de cada um, de questões como o número de filhos, a exigência do trabalho – mesmo em casa -, ou até a fase que o casal atravessa. E uma pesquisa recente explicou, de forma clara, o fenómeno do aumento da excitação e desejo durante a quarentena – bem como o da diminuição deste.

Verifica-se uma maior percentagem de pessoas que dizem masturbar-se mais agora, bem como ter mais sexo. Mas também há uma maior percentagem de pessoas que dizem não estar a ter qualquer comportamento sexual. E o aumento, neste último caso, é muito maior“, explica à Vox o investigador Justin Lehmiller, do Kinsey Institute, onde atualmente se conduz um estudo que procura perceber como a pandemia está a afetar as relações sexuais.

O especialista acrescenta ainda que isto sucede porque, quando enfrentamos a possibilidade da própria morte, temos tendência a mudar atitudes como forma de lidar com essa ameaça.

Algo que estamos a ver nos dados é que as pessoas estão a incluir mais atividades sexuais online que, provavelmente, nunca tinham feito antes, como forma de realização sexual e também conexão com outras pessoas“, diz.

Por fim, Lehmiller explicou que as pessoas com maior tendência a verificar um aumento do desejo sexual são as que têm uma imagem corporal positiva, que se sentem bem no próprio corpo. Agora, resta-nos esperar pelo final do estudo para analisar os dados concretos e entender o modo como passar mais tempo com o parceiro afeta cada casal, a nível sexual.

Palavras-chave

Mais no portal

Beleza

De que é feita a beleza?

Cláudia Semedo, Fernanda Velez, Mafalda Sena, três caras que representam a diversidade feminina e as causas que defendem fizeram com que fossem escolhidas para representar a Lancôme em Portugal. Mas o que é que as torna tão bonitas? Fomos saber quais os seus segredos de beleza.  As respostas pode encontrá-las na edição de julho da ACTIVA, já nas bancas, e no nosso vídeo de bastidores.

Lifestyle

Os anos 70 estão de volta à decoração de interiores

Inspire-se nestes detalhes.

Comportamento

Este é dos fatores mais importantes para o sucesso no trabalho

E não se trata de ser apaixonado pelo que faz.

Saúde

É possível apanhar um escaldão à sombra?

Confira a explicação de um médico.

Celebridades

Ex-namorada de Miley Cyrus está grávida

Kaitlynn Carter espera o primeiro filho aos 32 anos.

Celebridades

Kim Kardashian pensou em deixar Kris Humphries sozinho no altar

Os dois casaram-se em 2011, mas não sem antes a socialite enfrentar várias dúvidas.

Moda

A Parfois tem os mules de que precisamos

Em ráfia e com uma corrente a dar um apontamento original.

Beleza

Sabe como usar um Gua Sha?

Incorpore este produto na sua rotina de beleza.

Saúde

Cientistas revelam 4 factos que podem transformar a gravidez

De acordo com diferentes estudos.

Saúde

11 alimentos ricos em vitamina D

Apesar de o sol ser a melhor forma de a obtermos, há alguns alimentos que podem ajudar.

Celebridades

Alex Rodriguez perdeu a esperança de se reconciliar com Jennifer Lopez

O atleta perece já ter aceite o fim da relação.