Nunca nenhum de nós imaginou este cenário, querer viajar e não poder, por razões de saúde pública global. Países com fronteiras fechadas, países com imposição de quarentena para a entrada no país, aviões estacionados e não no céu, tudo tão atípico tão ficção científica e ainda assim aqui estamos nós, malas arrumadas, passaportes guardados, cartões de crédito com plafon cheio, porque deixamos de ter destino de chegada. Continuamos na nossa partida

O número de turistas a nível mundial em 2020 vai descer cerca de 60-80% e neste momento 100% dos destinos mundiais tem restrições relativamente a viagens, de acordo com dados da Organização Mundial do Turismo. Estas restrições são as mais severas relacionadas com viagens internacionais da história e até agora nenhum país levantou restrições introduzidas em resposta à crise relacionada com a COVID-19.

Com estas decisões, o turismo mostrou o seu compromisso ao colocar as pessoas em primeiro lugar. Este setor também pode liderar o caminho para impulsionar a recuperação. Toda a informação sobre as restrições globais de viagens ajudará a apoiar a implementação oportuna e responsável de estratégias de saída, permitindo que os destinos facilitem ou eliminem as restrições de viagem quando for seguro fazê-lo.

Desde 30 de Janeiro, quando a OMS decretou a COVID-19 Emergência de Saúde Pública, que se têm registado alterações em 217 destinos em todo o mundo:

– 45% fecharam total ou parcialmente suas fronteiras para turistas

– 30% suspenderam voos internacionais total ou parcialmente

-18% proíbem a entrada de passageiros de países específicos de origem ou passageiros que transitaram por destinos específicos

– 7% estão a aplicar medidas diferentes, como quarentena ou auto-isolamento por 14 dias e medidas de visto.

O CDC tem um mapa interactivo que mostra as restrições de cada país que deixo aqui disponível , clicando no país que procura informação, aparecem números de casos associados ao COVID-19 desse país, quais as restrições vigentes, indicações como a quarentena e os cuidados a ter face ao vírus (nunca é demais repetir).

A transmissão contínua generalizada da doença respiratória causada pelo novo coronavírus continua a ocorrer globalmente. O CDC recomenda que os viajantes evitem todas as viagens internacionais não essenciais. As áreas afectadas podem ter um acesso limitado a cuidados de saúde adequados ou não equivalentes ao seu país de origem.

O seu regresso pode ficar comprometido com o encerramento de fronteiras, como já aconteceu em países da união europeia sem aviso prévio, por ex. assim como as companhias aéreas tem vindo a adaptar medidas de cancelamento ou de adiamento dos voos, consoante as indicações de cada governo.

Ainda assim, os aeroportos não estão totalmente fechados ou fora de serviço, os viajantes devem evitar o contato com pessoas aparentemente doentes e lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se sabão e água não estiverem prontamente disponíveis, use um desinfetante para as mãos à base de álcool que contenha pelo menos 70% de álcool.

O CDC também recomenda que todos os viajantes internacionais devam cumprir um período de isolamento e ficar em casa por 14 dias após retornar da viagem, monitorizar sua saúde com a medição regular da temperatura e praticar distanciamento social.

Em Portugal, além desta recomendação de isolamento, no caso de apresentar sintomas como a febre, tosse ou agravamento de tosse recorrente ligue para a linha SNS24 para poder ser encaminhado e seguido pelas autoridades de saúde da sua região.

Mais que nunca, a saúde do viajante deve ser uma consulta a fazer, não por obrigação para sua protecção, para nossa protecção. Deve estar acessível a todos os viajantes e devidamente estruturada a nível nacional, além de ser uma responsabilidade do viajante, de cada um de nós, por todos nós.

Encontra-me em:
Blogue

Facebook
Instagram: @saudeemviagem

Palavras-chave

Mais no portal

Comportamento

As nossas posições sexuais favoritas revelam muito sobre nós

Aquilo de que gostamos entre quatro paredes está intrinsecamente ligado ao tipo de pessoa que somos.

Moda

Estes vestidos da Mango são a cara do verão

Curtos ou longos, de cores mais discretas ou em tons mais arrojados, todos eles condizem na perfeição com a estação quente.

Moda

Os tons naturais e terracota vão dominar neste verão

Este shopping promete fazer as delícias das fãs de uma estética mais minimalista.

Lifestyle

No Spot by Fortaleza do Guincho, há pratos deliciosos e uma vista incrível para o mar

Uma sugestão agradável para aproveitar os dias de calor.

Beleza e Saúde

Diz quem sabe: Estratégias para manter o foco numa perda de peso

São 10 e prometem ajudar a manter aquilo que realmente importa em perspetiva

Beleza e Saúde

Ginásio fechado? Dê a volta à situação com este circuito de treino em casa

Mais um dia, mais um circuito de exercícios preparado por Susana Carromeu, personal trainer do CrossFit Cais.

Beleza e Saúde

"No-Makeup Makeup": Maquilhagem fácil e rápida para o dia-a-dia

Hoje estreia mais uma rubrica em Activa.pt. A Beauty Spot será um espaço destinado a tudo o que diz respeito ao mundo da beleza, com dicas simples e práticas que se adaptam à rotina de cada mulher.

Lifestyle

Fomos conhecer um hotel com selo Clean&Safe e isto é o que temos para lhe contar

O que mudou e o que permanece igual nos hotéis em Portugal? Fomos até Évora para tentar descobrir.

Moda

Eis a blusa capaz de dar um toque de classe a qualquer visual

À venda por quase metade do preço original.

Comportamento

Como ser feliz para sempre em apenas quatro passos

Neste artigo da rubrica Sucesso Pessoal e Profissional, falo sobre como podemos tomar as rédeas da nossa própria felicidade.

Comportamento

Assisti a "365 dias" e achei o filme muito problemático

Aqui estão os motivos.

Celebridades

As cenas bizarras que estão a intrigar os fãs de "Gossip Girl"

Quem se lembra da série protagonizada por Blake Lively e Leighton Meester?

€2,95 por edição 20% desconto  

Assine já!

Papel