A frase que surge na capa de Vox, livro de Christina Dalcher publicado pela TopSeller, incomoda. “E se cada mulher só tivesse direito a 100 palavras por dia?” Uma ideia que perturba e que deixa desde logo perceber que esta história vai incomodar. 

Christina Dalcher faz-nos pensar e temer, ao mesmo tempo que lança o aviso para estarmos atentos e não permitirmos que um retrocesso na nossa sociedade. É que a autora apresenta uma sociedade em que os primeiros sinais de mudança foram ignorados pela maior parte da população, sendo que a ameaça apenas se tornou real quando já era impossível contorná-la. Através da protagonista desta história, Jean, somos levados a entender o que uma mulher educada e com alto estatuto social sentiu quando a sua voz lhe foi tirada. 

Jean passa de um extremo para o outro. A mulher que conciliava família e carreira passou a ser relegada para um papel submisso em que não é valorizada. É fácil entender a revolta contra o marido e a linha ténue que existe entre amor e ódio. A relação diferente que tem com os dois filhos também faz sentido. Compreende-sei o desprezo sentido pelas mulheres que se entregaram completamente a esta condição e o ressentimento por não ter tido a coragem de ter lutado mais pelos seus direitos. Se esta vivência perturbada, é ainda mais chocante perceber como as mulheres são capazes de prejudicar as suas congénres.

Ao longo desta narrativa, somos levados por situações diferentes que vão culminar num momento crucial. O facto de haver sempre algo a acontecer faz com que a leitura seja rápida e feita com vontade. Fiquei mais impressionada pela forma como a protagonista nos dava a conhecer a sua experiência nesta sociedade do que com a história de amor que acaba por se desenrolar.

Vox é um livro pertinente hoje e sempre. Tem uma mensagem que deve ser sempre recordada, mesmo quando damos por garantido que estamos numa situação de igualdade. 

Sinopse:

Estados Unidos da América. Um país orgulhoso de ser a pátria da liberdade e que faz disso bandeira. É por isso que tantas mulheres, como a Dra. Jean McClellan, nunca acreditaram que essas liberdades lhes pudessem ser retiradas. Nem as palavras dos políticos nem os avisos dos críticos as preparavam para isso. Pensavam: «Não. Isso aqui não pode acontecer.»

Mas aconteceu. Os americanos foram às urnas e escolheram um demagogo. Um homem que, à frente do governo, decretou que as mulheres não podem dizer mais do que 100 palavras por dia. Até as crianças. Até a filha de Jean, Sonia. Cada palavra a mais é recompensada com um choque elétrico, cortesia de uma pulseira obrigatória.

E isto é apenas o início.

Palavras-chave

Relacionados

Mais no portal

Diz Quem Sabe

Se os brinquedos dos seus filhos falassem, o que diriam?

"Ter muitos brinquedos não é mau. Mas ter muitos brinquedos disponíveis de uma só vez poderá provocar excesso de estimulação e superexcitação". Um artigo de opinião assinado pela coach infantil e parental Sara Nunes.

Comportamento

As mulheres perdem três horas de sono por noite por causa dos parceiros

De acordo com um estudo britânico, que analisou dois mil casais, essas horas equivalem a 45 dias por ano.

Ora Bem

Ora bem: vamos falar de bem-estar?

Conheça a nova rubrica dedicada ao mundo do lifestyle.

Celebridades

Kate quebrou 'regra de moda' e é bem capaz de ter lançado uma tendência

A duquesa usou um visual considerado fora de época e provou que, no que diz respeito a moda, as regras foram feitas para serem quebradas.

Lifestyle

O vídeo viral que mostra uma mensagem enviada por engano no primeiro enconto

Jovem denunciou o comentário ofensivo que recebeu por parte do rapaz que estaria a conhecer.

Nas Bancas

Conheça Cristina Mota Capitão e Rosário Sommer: as fundadoras da Generosa

Uma marca de plantas e acessórios que tornam a vida mais feliz - ou, nas palavras das próprias, oferece felicidade envasada.

Moda

Estes acessórios estão a dar a volta à cabeça de muitas noivas portuguesas

Literalmente! Conheça a nova coleção de Cata Vassalo e deixe-se inspirar para o seu grande dia.

Saúde

As 7 previsões de Bill Gates para o mundo pós-pandemia

Confira o que o empresário que previu a atual situação tem a dizer acerca do futuro.

Lifestyle

Caril de Legumes e Caju: a receita perfeita para um jantar especial

Uma receita de Joana Roque.

Finanças de A a Z

Cartão de crédito: amigo ou inimigo? Saiba a resposta

O novo episódio da rubrica Finanças de A a Z fala sobre a relação que temos com os cartões de crédito, que nem sempre é saudável.

Moda

H&M junta-se à Lee para uma coleção de denim com muita identidade

A pensar num ambiente mais sustentável, surgem peças intemporais e outras que são assumidamente tendência.

Celebridades

Paris Hilton submete-se a tratamento de fertilidade para ser mãe

A cantora encontra-se numa relação com Carter Reum.