Diz-nos a experiência que os portugueses não têm o especial hábito de poupar, e quando as despesas apertam ou os imprevistos acontecem, normalmente procuram soluções milagrosas para dar a volta à situação. A experiência também nos diz que que a espera por milagres pode ser inglória e que normalmente corre mal.

Os subsídios, e neste caso particular o de férias, podem ser a solução para muitos problemas financeiros, basta saber como os usar e não cair em tentações. Ao longo deste artigo pretendemos partilhar algumas soluções para fazer render os subsídios de modo a ajudar nesta tarefa.

Contando que o ordenado médio bruto dos portugueses foi de 1276€ em 2019 (dados do INE) e se tivermos em consideração as duas pessoas que compõem o casal, o subsídio ronda os 2.000€. Um valor simpático para a criação de um fundo de emergência para fazer face a imprevistos ou despesas mais avultadas previstas ou para se iniciar um investimento. Seja qual for a opção, é fundamental fazer a escolha em consciência e cumprir com o plano definido.

Se a escolha recair sobre o investimento, saiba que existem diferentes opções desde as mais seguras e menos rentáveis, como os depósitos a prazo, até às aventureiras e com maior potencial de retorno, como as ações. No caso dos depósitos a prazo, as taxas de juro estão muito baixas neste momento pelo que a rentabilidade é praticamente nula, mas se escolher esta opção e não interromper o contrato já está a ganhar porque não está a gastar. Ainda sobre os depósitos a prazo, antes de escolher o banco deve fazer uma prospeção de mercado e escolher aquele que oferece a melhor taxa de juro para novos montantes e que não cobre comissões. Uma regra de ouro é verificar se a taxa de juro dos depósitos é superior à inflação, se não for e se o objetivo for exclusivamente fazer render o dinheiro, então esta opção não é para si.

Se gosta de jogar pelo seguro e o objetivo é começar a preparar a reforma, a nossa recomendação passa por um PPR. Um investimento com menos riscos e pouco rentável, mas que oferece a dupla vantagem de poupar e preparar o futuro para uma reforma mais tranquila do ponto de vista financeiro.

Do outro lado da balança, com maior risco e potencial de retorno encontram-se as ações. À medida que o risco aumenta devem aumentar também os conhecimentos de quem investe, principalmente quando este é um mundo novo.

Quem investe em ações deve distribuir o risco ou, como se costuma dizer, não apostar todas as fichas no mesmo cavalo. Deve escolher diferentes setores e empresas, de preferência sem correlação, para diminuir o risco. Assim, a probabilidade de todos os investimentos correrem mal, é menor. Para reduzir riscos, é recomendada a procura de um aconselhamento profissional. Neste caso, a regra de ouro é não investir em setores que não domina ou desconheça.

Caso seja daqueles que desconfia da boa vontade das instituições bancárias, pode sempre aproveitar esta folga financeira para saldar dívidas ou amortizar empréstimos que normalmente cobram juros elevados. Acabar com estas despesas mensais pode ser encarada como uma forma de poupança. Aproveite a oportunidade para ficar livre de dívidas e de juros indesejados, em vez de criar uma nova despesa mensal.

Mas, atenção, muitos portugueses estão a receber há já alguns anos parte dos subsídios em duodécimos, o que faz com que o bolo que se recebe no verão seja o equivalente a 50% do valor total. Se este é o seu caso, a nossa sugestão passa por guardar mensalmente o equivalente ao duodécimo como se este valor não existisse. Quando chegar a altura de investir, poupar ou amortizar, o bolo vai ser muito maior.

Palavras-chave

Relacionados

Lifestyle

Diz quem sabe: o perigo de desconfinar a carteira

Confira algumas dicas eficazes para ajudar a controlar os gastos mensais.

Lifestyle

Diz quem sabe: este caso real prova que é possível poupar no crédito habitação

Saiba como, através destas dicas.

Lifestyle

Diz quem sabe: saiba como é possível alcançar o sucesso financeiro

Situações de crise fazem-nos repensar as nossas atitudes e a relação com o dinheiro não é exceção.

Mais no portal

Lifestyle

FISHFISH SUSHI: o melhor do Japão à mesa, com vista para o mar

Ainda não comeu o melhor sushi da cidade até conhecer este novo "hotspot" na Baía dos Golfinhos.

Moda

Sienna Miller rendida a calças de verão da Mango

Leves e fluidas, estas calças são um must-have na estação quente.

Lifestyle

Confirma-se: É possível passar férias em família com segurança e sem medo

Numa altura em que só pensamos em ir para fora cá dentro, decidi fazer uma escapadinha e rumar até Sagres.

Comportamento

5 hábitos que transformam sonhos em objetivos

Neste artigo da rubrica Sucesso Pessoal e Profissional, partilho algumas táticas para passar do sonho à ação, convertendo-o em objetivo.

Beleza e Saúde

#ActivaEmCasa. O treino da semana do CrossFit Cais

Mais uma segunda-feira, mais um circuito de exercícios preparado pela personal trainer Susana Carromeu.

Beleza e Saúde

O guia para encontrar o batom nude perfeito!

Na rubrica Beauty Spot desta semana, deixo alguns conselhos para que procurar este produto não seja uma grande dor de cabeça.

Beleza e Saúde

Qual a quantidade adequada de fruta para quem quer emagrecer?

Confira a explicação de uma nutricionista.

Beleza e Saúde

Especialistas revelam os 3 hábitos essenciais para fortalecer o sistema imunitário

E ainda partilham alguns truques que usam para os seguir e evitar ficar doentes.

Comportamento

13 tipos de orgasmos que as mulheres podem ter

Em honra do Dia Nacional do Orgasmo, que se assinala a 31 de julho, exploramos este aspeto tão importante da sexualidade feminina.

Moda

5 truques de styling para disfarçar a zona da barriga

No episódio de hoje da rubrica Imagem de Sucesso, deixo algumas dicas para que se sinta confiante com qualquer visual.

Beleza e Saúde

La Mer Blue Heart. Pelos oceanos, com amor

No evento de apresentação de mais uma edição limitada Blue Heart Crème de la Mer, a marca reforçou o compromisso de proteger os mares.

Inspirações

Conheça Becki, a blogger que mostrou que o tamanho das calças vale zero

A mulher comprou três pares de jeans de marcas diferentes e ficou em choque quando se apercebeu que o tamanho 40 da Zara é mais pequeno que um 36 da ASOS.

€2,95 por edição 20% desconto  

Assine já!

Papel