Estreou no dia de Natal e desde então tem estado no topo de conteúdos mais vistos na Netflix. Não só em Portugal, mas mesmo a nível mundial. Bridgerton é uma série de Shonda Rhimes (sim, a autora de Anatomia de Gray e Scandal, entre outros) e inspirada nos livros de Julia Quinn. autora que fez sucesso com romances passados na Regência Britânica. 

Muito ao estilo do que os fãs de Julia Quinn estão habituados, Bridgerton conta histórias da classe alta britânica do século XIX, explora as regras e conveções, é baseada em intrigas e tem como propósito final a procura do amor verdadeiro. Ingredientes que fazem sucesso e que estão a cativar o público da plataforma de streaming

Mas como uma série com este tipo de conteúdo pode estar a gerar tanta discussão na internet? Pela forma como abordou a representatividade.

No elenco de Bridgerton, é possível ver que os atores escolhidos não correspondem ao esterótipo que se podia esperar para um conteúdo histórico. Diferentes tons de pele e de formas de corpo surgem no ecrã, não estando propriamente ligados à posição de poder em que estão inseridos.

Nos fóruns e redes sociais, muitos internautas revelam confusão quanto a este aspeto. Há quem afirme ter gostado da história mas ter estranhado ver tantos atores negros em papéis de maior poder social da época. Destaque para a rainha Charlotte, interpretada por Golda Rosheuvel ou para o duque  Simon Basset, interpretado por Regé-Jean Page

Mas será que esta representação é assim tão incorreta? Tudo indica que, afinal, não. Segundo Shonda Rhimes, a sociedade britânica sempre teve presença de pessoas de todas as cores e origens. O motivo para termos a ideia de que existiam maioritariamente caucasianos passa-se pelo facto de ter sido tal o que passou para a História. Afinal, a própria rainha Charlotte, que se casou com George III, tinha ascendência africana. Assim, a argumentista e produtora não vê qual o problema de ter eleito um elenco diversificado.

Entre quem viu a série, muitos não ficaram agradados pela forma como as relações eram retratadas. Acusações de machismo e toxicidade foram as críticas mais fortes. Reconhece-se que se trata de uma história do passado, mas muitos internautas preferiam ver situações tão criticas a nao serem romantizadas. 

Mas as críticas também vão noutro sentido. Entre os internautas, muitos estranharam que alguns momentos de festa fossem acompanhados por versão clássicas de temas bem atuais. Temas de Billie Eilish, Dua Lipa, Taylor Swift e Ariana Grande foram alguns dos que serviram de inspiração para estas situações, remetendo para o nosso tempo e tornando as danças algo mais ousadas do que seria de esperar. 

O que está a gerar consenso? O guarda-roupa, fotografia, cenários e toda a estética da série. 

Brigderton está a levantar a discussão, mas isso só faz com que a curiosidade à volta da série aumente e que temas relevantes sejam trazidos para cima da mesa. E só a falar sobre os assuntos é que podemos evoluir. Certo?

Palavras-chave

Mais no portal

Beleza e Saúde

COVID-19: usar duas máscaras protege-nos mais?

Algumas pessoas adotaram este método. Mas será que é necessário?

Lifestyle

Assine 9 revistas por apenas €9,90 por mês e garanta boa informação, em sua casa

Beleza e Saúde

Esperam-se menos nascimentos em 2021

Entenda o motivo.

Imagem de Sucesso

O fator essencial para construir uma Imagem de Sucesso em 2021

No novo episódio da rubrica Imagem de Sucesso, explico-vos como podem comunicar de forma assertiva através da vossa imagem e, assim, conquistar objetivos no novo ano.

Comportamento

Este truque curioso pode aliviar o stress durante o confinamento

Só precisa de um telemóvel ou computador - e deixá-lo fazer magia.

Moda

A psicologia por trás das cores românticas que vão estar em alta na primavera

Não só explicamos a origem da popularidade, como deixamos algumas sugestões de visuais para os dias mais quentes.

Beleza e Saúde

Pode haver uma inesperada cura para a acne

Pelo menos, para um dos tipos do problema. Saiba qual.

Moda

Revelado o próximo nome da alta-costura que irá colaborar com a H&M

Todos os anos, a gigante sueca lança uma coleção de edição limitada, que é fruto da colaboração com um estilista ou marca de renome.

Beleza e Saúde

3 acessórios para o cabelo que as mulheres nórdicas adoram

Estas sugestões são perfeitas para ter sempre no nécessaire e transformam qualquer visual num instante.

Beleza e Saúde

Saiba como manter um estilo de vida saudável em regime de teletrabalho

Aqui ficam seis sugestões para continuar a cuidar da sua saúde física e mental no novo confinamento.

15 Perguntas A...

Tânia Ribas de Oliveira: "O meu estilo é casual, confortável e descontraído"

Lançámos questionários com 15 perguntas a várias celebridades sobre temas como, por exemplo, estilo pessoal e rotinas de beleza. A apresentadora da RTP foi a primeira a aceitar o desafio.