@sarashakeel

O plano de vacinação nacional poderá, sem dúvida, desempenhar um papel crucial na preservação de vidas humanas nos perfis de maior risco, na salvaguarda do sistema de saúde e na contenção da pandemia, mas não será uma ilusão ter a expectativa de que este instrumento possa ser eficaz na retoma da Economia, da vida social e do Turismo, em particular, já durante o decorrer do novo ano?

Com efeito, a complexidade e morosidade do processo só deverá permitir a conclusão das duas primeiras fases da vacinação (2,7 milhões de pessoas de perfis de risco vacinadas) num prazo realista de cerca de nove meses (a um ritmo médio de 10 mil vacinas/dia), e a última remessa de vacinas só está prevista para o 1º trimestre de 2022, pelo que mais de metade da população portuguesa, provavelmente, não estará ainda vacinada nem imunizada no final de 2021.

E esta perspetiva não será, com certeza, exclusivo nacional, replicando-se de forma similar por todo o mundo, nomeadamente nos principais países emissores de turistas para Portugal.

Para o avassalador impacto no Turismo e na Hotelaria acresce que não há “vacina” eficaz para as empresas, sendo cada vez mais evidente que as sucessivas “doses” que têm vindo a ser injetadas no setor só permitiram protelar a insolvência de algumas e a permanência em coma da generalidade das outras, pressagiando-se a morte súbita de quase todas ao longo dos próximos meses e originando níveis de desemprego galopantes.

A incógnita sobre a duração da imunidade conferida pela vacina, sobre os efeitos secundários ainda não devidamente avaliados, a necessidade de repetição da vacinação e a ocorrência das mais que prováveis mutações do vírus complementam o lote das más notícias que o Turismo vai ter de encarar em 2021.

Da miragem do Turismo Interno como panaceia, que já se havia esfumado no decorrer deste ano, já ninguém falará em 2021, até porque poucos portugueses vão querer incluir esta rubrica no seu orçamento pessoal em ano de tamanha incerteza…

Mas, e se por um momento excluirmos estas variáveis que não controlamos? E assumirmos que…

  • Em Portugal e nos seus principais mercados turísticos, os planos de vacinação aceleram e ultrapassam as expectativas;
  • Teremos os familiares idosos e os principais grupos de risco efetivamente imunizados até ao verão;
  • As restrições internas e entre países aliviam a ponto de consolidar a confiança de quem viaja e de quem recebe;
  • Os eventos internacionais se voltam a realizar, promovendo a circulação de milhares de participantes;
  • A oferta turística do País se consolida em áreas temáticas e de experiência diferenciadoras;
  • Os agentes de toda a cadeia de valor do Turismo envolvem-se decididamente em processos colaborativos, que aumentam a qualidade da oferta e da experiência do cliente;
  • O Turismo de Portugal incentiva a procura interna e de proximidade (Portugal e Espanha) e a diáspora, através de processos e ações promocionais verdadeiramente eficazes;
  • Num quadro de acérrima concorrência internacional pelos Turistas, as Entidades regionais e municipais responsáveis pela promoção turística articulam-se e cooperam para garantir a maior eficácia do investimento público;
  • As CCDR e organismos responsáveis pela avaliação e aplicação dos fundos estruturais decidem sobre os projetos apresentados sem delongas e reembolsam as empresas antes de estas falirem;
  • Enfim, e entre muitos outros “se”, que teremos em maio um sol magnífico que nos convida a sair, a mergulhar no mar, a fortalecer o corpo e o espírito e a dopar-nos com endorfinas que aumentam os nossos agastados níveis de felicidade…

Então, no meio de toda a incerteza há uma dúvida que não temos: é que as pessoas estão saturadas do isolamento, carentes de viajar, de conviver, de sair… E que se fizermos hoje o nosso papel cívico na prevenção, se o plano de vacinação for um sucesso permitindo a contenção da pandemia e o alívio das restrições, e se o setor confirmar a resiliência que sempre o caracterizou, então vai haver de novo Turismo em Portugal já no verão de 2021!

Ou como dizia Aristóteles, a esperança é o sonho do homem acordado…

Vai correr tudo bem?

Palavras-chave

Relacionados

Lifestyle

"Conforto" é a palavra de ordem para a decoração de interiores em 2021

Um artigo de opinião de Cristiane Carvalho, designer de interiores, com dicas para quem pretende remodelar a casa no novo ano.

Diz Quem Sabe

As calosidades podem ser prevenidas. Saiba como

Um artigo de opinião de Francisco Oliveira Freitas, podologista responsável pelo Centro de Podologia de Famalicão.

Diz Quem Sabe

Não há melhor remédio do que dormir (naturalmente) bem

Um artigo de opinião de Margarida Mendes, neuropsicóloga na Clínica de Santo António do Grupo Lusíadas Saúde

Mais no portal

Beleza e Saúde

COVID-19: usar duas máscaras protege-nos mais?

Algumas pessoas adotaram este método. Mas será que é necessário?

Lifestyle

Assine 9 revistas por apenas €9,90 por mês e garanta boa informação, em sua casa

Beleza e Saúde

Esperam-se menos nascimentos em 2021

Entenda o motivo.

Imagem de Sucesso

O fator essencial para construir uma Imagem de Sucesso em 2021

No novo episódio da rubrica Imagem de Sucesso, explico-vos como podem comunicar de forma assertiva através da vossa imagem e, assim, conquistar objetivos no novo ano.

Comportamento

Este truque curioso pode aliviar o stress durante o confinamento

Só precisa de um telemóvel ou computador - e deixá-lo fazer magia.

Moda

A psicologia por trás das cores românticas que vão estar em alta na primavera

Não só explicamos a origem da popularidade, como deixamos algumas sugestões de visuais para os dias mais quentes.

Beleza e Saúde

Pode haver uma inesperada cura para a acne

Pelo menos, para um dos tipos do problema. Saiba qual.

Moda

Revelado o próximo nome da alta-costura que irá colaborar com a H&M

Todos os anos, a gigante sueca lança uma coleção de edição limitada, que é fruto da colaboração com um estilista ou marca de renome.

Beleza e Saúde

3 acessórios para o cabelo que as mulheres nórdicas adoram

Estas sugestões são perfeitas para ter sempre no nécessaire e transformam qualquer visual num instante.

Beleza e Saúde

Saiba como manter um estilo de vida saudável em regime de teletrabalho

Aqui ficam seis sugestões para continuar a cuidar da sua saúde física e mental no novo confinamento.

15 Perguntas A...

Tânia Ribas de Oliveira: "O meu estilo é casual, confortável e descontraído"

Lançámos questionários com 15 perguntas a várias celebridades sobre temas como, por exemplo, estilo pessoal e rotinas de beleza. A apresentadora da RTP foi a primeira a aceitar o desafio.