@mirigbd

A leitura é um hábito enriquecedor que traz uma série de benefícios e aprimora diversas habilidades, sendo que uma delas é a criatividade. Afinal de contas, independentemente do género escolhido, transporta-nos para outra realidade. Para além disso, desenvolve o pensamento crítico e a capacidade analítica, ajuda a exprimir melhor as ideias e melhora a escrita. Estas são apenas algumas das vantagens mais conhecidas, mas existem muitas outras comprovadas pela ciência: 

Amplia conhecimentos

Famosamente, Dr. Seuss: “Quanto mais leres, mais coisas conhecerás. Quanto mais aprenderes, a mais sítios irás”. Mergulhar num bom livro abre todo um novo mundo de conhecimento em tenra idade. A exposição ao vocabulário através da leitura (particularmente da leitura de livros infantis) não só leva a melhores resultados nestas avaliações em particular, como também a melhores desempenhos nos testes em geral. Além disso, habilidades de leitura mais fortes no início da vida podem ser preditores de maior inteligência mais tarde.

Exercita o cérebro

Ler com regularidade está para a manutenção de certas capacidades cognitivas como o jogging está para as melhorias no sistema cardiovascular. Ou seja, este hábito melhora o funcionamento do cérebro ao dar-lhe um bom treino. Com o avançar da idade, a memória é uma das faculdades que tende a ficar mais fraca. Mas ler pode ajudar a no sentido de abrandar o processo, mantendo o cérebro ágil e forte por mais tempo, diz um artigo publicado na revista científica “Neurology”. Já o “The Huffington Post” relata que exercitar o cérebro frequentemente é capaz de diminuir o declínio mental em 32%.

Gera empatia

Ficar perdido numa boa leitura pode facilitar as relações interpessoais. A ficção literária, particularmente, tem o poder de ajudar os leitores a perceberem aquilo que os outros sentem. Isto porque descreve as emoções das outras pessoas, indica uma investigação publicada na revista “Science”. “Compreender os estados mentais dos outros é uma habilidade crucial que permite as complexas relações sociais que caracterizam a sociedade humana”, afirmam os investigadores David Comer Kidd e Emanuele Castano sobre os resultados da pesquisa que coordenaram.

Pode ajudar a combater o Alzheimer

Ler põe o cérebro a trabalhar, o que é bom. Aqueles que exercitam o cérebro através da leitura, de jogos de xadrez ou de fazer puzzles têm uma probabilidade 2,5 vezes menor de desenvolver a doença de Alzheimer do que aqueles que preferem dedicar-se a atividades menos estimulantes para ocupar os tempos livres.

Ajuda a relaxar

Mais um motivo para se agarrar aos livros: um estudo sugere que ler pode ajudar no sentido de aliviar o stress. A pesquisa de 2009, conduzida por investigadores da Universidade de Sussex, indica que este hábito pode reduzir o stress na ordem dos 68%. “Não importa qual é o livro que lê. Ao perder-se num livro envolvente, poderá escapar das preocupações e stresses do mundo quotidiano e passar a explorar o domínio da imaginação do autor”, explicou o neuropsicólogo David Lewis ao The Telegraph”.

Palavras-chave

Relacionados

Finanças de A a Z

Gosta muito de ler? Aqui ficam três formas de poupar na compra de livros

O novo episódio da rubrica Finanças A a Z deixa algumas sugestões para que este excelente hábito não saia caro.

Lifestyle

Esta novidade promete facilitar a vida dos leitores ávidos que estão confinados em casa

Ler alimenta-lhe a alma? Já pode encomendar livros numa conhecida plataforma de entrega de refeições e alimentos online.

É só uma sugestão

Falar de livros: Reaprender a viver no luto é o mote de "O Que Contamos ao Vento"

Um livro de Laura Imai Messina, publicado pela Suma de Letras.

Mais no portal

Beauty Spot

As melhores técnicas e produtos para fazer sardas falsas

A rubrica Beauty Spot desta semana é dedicada a esta tendência divertida, que combina na perfeição com visuais mais naturais de maquilhagem.

É só uma sugestão

Falar de Livros: "D.A.D. - Desempregado, Artista, Dona de Casa" é um retrato humorista da vida de um pai

Um livro de Alexandre Esgaio publicado pela Suma de Letras.

Moda

Olivia Wilde elege sobretudo acessível para se proteger do frio em Londres

Não sabíamos que precisávamos de um sobretudo azul... até vermos um dos visuais mais recentes da atriz.

Comportamento

3 formas de manter a conta bancária emocional do seu relacionamento com saldo positivo

Este conceito está diretamente relacionado com a forma como os casais gerem discussões de conflito.

#ActivaEmCasa

Braços e pernas: cinco exercícios para maior definição muscular

Aqui fica mais um circuito de treino completamente gratuito, preparado e exemplificado por Susana Carromeu, coach do CrossFit Cais.

Beleza

Cabelo: Os produtos que temos de experimentar

Conhece as novidades mais recentes? Para fortalecer, dar brilhou ou obter o styling perfeito.

Moda

Inspire-se no que há de novo nestas marcas de moda populares

A nova estação traz muitas novidades e estas marcas dão o mote para o que vamos querer usar nos dias quentes.

Exclusivo
Beleza

Bárbara Corby: "Considero que a beleza vem de dentro"

A influencer é o novo rosto da Vichy em Portugal, depois de ter sido embaixadora digita da marca durante algum tempo. Em conversa com a ACTIVA falou sobre o novo papel e a a relação que tem com o mundo da beleza.

Imagem de Sucesso

Como usar o cinto para modernizar looks e valorizar a silhueta

Quer seja fino, grosso, de metal ou de couro, o cinto pode ser um grande aliado para no que toca ao styling.

Mulheres Inspiradoras

Joana Pessoa: um novo fado

É fadista desde os 15 anos, mas isso está longe de resumir a sua vida. Estivemos à conversa sobre escolhas, caminhos, filhos, divórcio, destino, amor, velhice, para voltarmos ao fado e fecharmos o círculo. Levei-lhe quase quatro horas de vida. É o que dá conversar com uma das mulheres mais interessantes que já entrevistei.

Comportamento

Existem quatro tipos de vinculação num relacionamento - saiba qual é o seu

Este tipo de apego é construído na infância e pode acabar por ter repercussões na vida adulta.