The way we touch | Ibau! (Friday, May 21, 2021)

IBAU! significa “sim” ou “vamos lá”, expressão comum da zona das fundadoras Daniela, Flávia e Raquel – Pombal – e que surgiu por duas paixões comuns a todas: cozinha e preservação do meio ambiente. A marca está focada na produção de refeições pré-cozinhadas e ultracongeladas, de base 100% vegetal, mostrando como este tipo de regime alimentar pode ser prático, simples e delicioso.

Quisemos saber mais sobre este projeto e estivemos à conversa com as três sócias que explicaram os motivos na origem do seu nascimento, os príncipios que o norteiam e os projetos para o futuro.

1. Como nasceu a IBAU!? E porquê a escolha deste nome? 
A expressão “IBAU”, tão comum na nossa zona – Pombal – para dizer “sim” ou “vamos lá”, para nós é a forma certa de encararmos o caminho sustentável que queremos percorrer, daí fazer todo o sentido ser este o mote do nome da marca. E foi em plena pandemia que nos deparamos com uma lacuna existente no mercado, a falta de opções de refeições congeladas de base vegetal. Aliámos o nosso interesse e experiência pela cozinha para dar cor ao projeto “IBAU! – Caminho Sustentável”, desenvolvendo uma linha completa de refeições congeladas saudáveis e de base vegetal. Que é composta por sete referências: 2 opções de snacks, 4 refeições completas e uma sobremesa de forma a agradar a todos lá em casa.

2. Qual é a vossa formação base e como chegaram até aqui? 

Somos 3 pessoas com backgrounds muito diferentes, formando uma equipa multidisciplicar para deixar o nosso marco na sustentabilidade e consciencialização ambiental. A Daniela é formada em Psicologia Social e Organizacional, a Flávia em Engenharia e Gestão Industrial e a Raquel em Engenharia Alimentar. Nenhuma das três tem experiência na área dos congelados, mas todas têm a paixão pela sustentabilidade e por quererem fazer algo diferenciador para com o nosso Planeta.

 3. As vossas refeições são 100% de proteína vegetal. O veganismo é também uma opção na vossa vida pessoal? 

Sim, todas nós temos consciência do impacto que a indústria alimentar representa para a insustentabilidade que atravessamos nos dias de hoje. É incrível como a alimentação, aquele hábito tão rotineiro e mecânico no nosso dia-a-dia, pode impactar tanto o Planeta e é tão simples de o ajudarmos com as nossas escolhas.   

 
4. São três sócias, mas como gerem as diferentes tarefas/funções exigidas por este negócio? 

Dividimos as funções de acordo com o background de cada uma. No entanto, independentemente da tarefa apoiomo-nos muito. Sempre que uma de nós tem alguma dificuldade proativamente tentantos encontrar soluções de forma ajudar. Todos os dias aprendemos algo novo, o que torna o projeto ainda mais motivador e desafiante. Estamos constantemente a evoluirmos enquanto profissionais.

 
5. Sentem que há alguma mais-valia num trio apenas de mulheres? 

Foi uma mera coincidência, no entanto encontramo-nos todas alinhadas com a visão que queremos manter para a IBAU!.

 
6. Têm várias refeições disponíveis, mas quais são as best-sellers? 

Atualmente já nos encontramos em aproximadamente 50 pontos de venda desde Barcelos a Setúbal, e podemos dizer que existe um consenso quando falamos no nosso “Gratinado do Mar”. É sem dúvida aquele congelado capaz de convencer até os mais cétitos em relação às refeições de base vegetal.  O  nosso top 3 de vendas são: 1ª Gratinado do Mar, em 2º Lascada à Portuguesa e em 3º os nossos Rissóis.

 
7. As preocupações ambientais estão bem vincadas na base deste projeto. Reduzir o consumo de carne é um passo inevitável para combater o aquecimento global? 

Sem dúvida, achamos que é um facto mais do que estabelecido que o consumo de produtos de origem animal é responsável pela emissão de mais de um 1/3 de todos os gases emitidos nocivos para o Planeta por atividade humana. Se todos reduzirmos este consumo e optarmos por escolhas de base vegetal, uma ação tão simples, permite-nos viver um pouco mais em equilíbrio com o Planeta.

 
8. Mas há também a questão das embalagens e do transporte. Nestas áreas, como tentam minimizar a ‘pegada’ dos vossos produtos? 

Em relação às embalagens, optámos por uma opção em cartão – estas são certificadas pela FSC que asseguram que os produtos provêm de florestas bem geridas que oferecem benefícios ambientais, sociais e económicos – sendo a solução mais amiga do ambiente tendo em conta as opções existentes no mercado com a finalidade de ir ao forno e ao microondas. No entanto, e de forma a reduzirmos a nossa pegada de carbono, temos uma parceria com a Associação Zero, em que plantam árvores autóctones nas zonas em que ocorreram incêndio. Escolhemos esta Associação, pois dado que somos do distrito de Leiria, e como as nossas matas foram totalmente assassinadas nos últimos anos, este projeto para nós diz-nos muito


9. Neste momento, os vossos pontos de venda são essencialmente na zona litoral e em centros urbanos. Este é um consumidor mais desperto para este tipo de opções? 

Não necessariamente, até porque recebemos muitos contactos de lojas com interesse em colocar os nossos produtos, bem como o consumidor final envia-nos mensagens a solicitar pontos de venda próximos. No entanto, estamos atualmente a trabalhar apenas com um único distribuidor que ainda não tem rota para as restantes zonas do país. Mas é algo que ambicionamos bastante, de forma a fazer chegar o nosso produto a todas as mesas em Portugal.

 
10. Quais são os planos para o futuro? 

Já estamos a trabalhar nesse sentido, queremos lançar novas referências no início do próximo ano, dentro da ótica de refeições pré-cozinhadas semelhantes aos nossos best-sellers. Para além disso, estamos também a planear começar a exportar os nossos produtos já no próximo ano. Temos muitos planos e vontade de tornar a IBAU! como referência nas refeições de base vegetal. Derivado ao feedback que temos tido, sentimos que os nossos congelados vêem desmistificar o mito que a comida de base vegetal não tem sabor – é possível sim desfrutar de uma saborosa refeição caseira congelada.

Palavras-chave

Assine a ACTIVA

Deixe-se inspirar, assine a ACTIVA, na sua versão em papel ou digital, a partir de €2,00 a edição. Saiba tudo aqui ASSINAR

Mais no portal

Comportamento

Porque é que os humanos fazem sexo? Estudo descobre 237 razões

De acordo com os autores, os resultados refutaram muitos estereótipos de género.

Moda

11 formas de usar blazers com calças de ganga neste outono

Inspire-se nestes visuais de influencers.

Activa Brand Studio

Estes são os visuais de Catarina Gouveia perfeitos para estarmos em casa... e fora!

Nas Bancas

A ACTIVA de novembro, com Eunice Muñoz na capa, já nas bancas!

Uma edição especial, que dá a conhecer a história de vida e as histórias do teatro da atriz.

Lifestyle

Sim, é possível fazer uma granola na frigideira

Opte pela versão caseira deste pequeno almoço apreciado por muitos, sem ter de recorrer ao forno. Simples e mais que saboroso!

Lifestyle

A felicidade é já aqui!

Uma escapadinha em família a menos de 30 minutos de Lisboa

Comportamento

As palavras gregas para amor incluem 7 tipos que podemos experienciar

Saiba quais são e no que consiste cada um deles.

Moda

Sweaters e saias: a fórmula mais simples e elegante para os meses de outono/inverno

Inspire-se nesta combinação elegante de peças para o dia a dia.

Comportamento

Saiba o que gemer (ou não) durante o sexo diz sobre si

Porque será que algumas pessoas são mais barulhentas que outras? Descubra a explicação para esta e outras questões e saiba como pode alterar a sua 'performance'.

Mulheres Inspiradoras

Alemã cria anticoncecional masculino inovador

Que funciona através de ultrassom.

Comportamento

Traição emocional: o que é e como saber se está a acontecer no seu relacionamento

Uma especialista explica quando é que amizades com terceiros podem ser ameaçadoras para uma relação amorosa.

Saúde

Afinal, o descafeinado é ou não saudável?

Entenda o processo de eliminação da cafeína e o respetivo nível de segurança.