iStock_000016035552_Large.jpg


Comprar certos básicos ou fantasias nas cadeias  high street não só é divertido como  tem vantagens até para quem prefere e pode investir em peças de designer: desconstrói um look demasiado certinho,nouveau riche ou previsível e contribui para o tão cobiçado “effortless style” das Kates e Caras deste mundo.

E por fim, como já foi dito, há certas coisas simples ou passageiras em que não vale mesmo a pena esbanjar. A chave está no equilíbrio e no smart shopping.

   Porém, para tirar partido das Zaras e H&M da vida, há que fugir de 7 transgressões:

1- Tentação 

É normal (principalmente em época de saldos) entrar numa Zara (à procura do vestidinho que estava no lookbook) ou na Primark (para comprar aqueles tops básicos 100% algodão ou calças de Yoga ao preço da chuva) e ficar tentada com as peças coloridas e baratíssimas no expositor ao lado. Afinal, que mal tem gastar uns trocos insignificantes?

O remédio é respirar fundo e ver a composição na etiqueta. Se o material for fraco, faz mal sim senhor: essa peça nunca vai ter o ar certo e lá porque foi barata, não tem de o gritar aos quatro ventos, além de ocupar espaço precioso no guarda roupa. Se for razoável, experimente – pode tratar-se de um achado. Mas pense que quando dá por si gastou cem euros. Se visitar três lojas e fizer o mesmo, aí tem o preço de uns sapatos de qualidade. 

2- Edições especiais

Ainda guardo com muito carinho algumas peças das primeiras edições de designer convidado da H&M: eram lindas, bem executadas e tínhamos a sensação de estar a comprar um pouco de magia por meia dúzia de tostões. Depois o fenómeno banalizou-se; não deixou de ser interessante mas os preços subiram e a qualidade desceu. Duzentos euros por uma peça de fast fashion não é carne nem é peixe, não importa a assinatura: o material e a execução não se comparam. Por pouco mais, nem que seja em outlet ou saldo, pode comprar algo realmente luxuoso, de qualidade superior… com a vantagem de não ver trinta pessoas com a mesma peça e de não passar pela tortura das filas e empurrões, que são a antítese do luxo. Se é fast fashion é para ser baratinho, ponto final.

3 – Calçado e marroquinaria

Este é sempre o aspecto que geralmente compensa um investimento maior e o calcanhar de Aquiles nestas marcas. Mind you, há coisas compensadoras em pele na Zara a nível de sapatos (para não falar nas lojas mais mid-range da Inditex, Uterqüe e Massimo Dutti) e calçado de festa em cetim aceitável em sítios como a Parfois ou a Mary Paz (sejamos honestas: sapatos de cetim são sempre frágeis. De Zara a Prada, desde que o molde seja estável, não há uma diferença abismal dos mais exclusivos para os mais modestos). Mas também há muitos sapatos pesados, mal desenhados ou de material inferior em algumas cadeias, para não falar nas carteiras. Modere-se o entusiasmo (faça as contas ao que poderia comprar se investe com muita frequência em pares a cinquenta euros) e não aceite nada que pareça duvidoso só porque é engraçadinho.


4- Vigilância 

Acompanhar a par e passo (e fazer wishlists…e partilhá-las no blog ou redes sociais…) cada novidade dos lookbooks destas marcas pode ser mau para a ansiedade, para o guarda roupa e para a carteira. Primeiro, porque o barato sai caro: como foi dito atrás, os meios empregues em frequentes compras “acessíveis” ao preço de colecção podiam ser canalizados para aquisições que vai usar para sempre. A partir de certa altura da vida, convém ter algumas coisas de melhor qualidade no armário. É um sinal de maturidade de estilo, além de saber bem usar algo mais exclusivo uma vez por outra. Segundo, porque é impossível (e desnecessário) acompanhar o ritmo dos constantes lançamentos. Vai haver sempre alguma coisa que lhe parece mais interessante do que aquelas que já comprou. Para contornar isso, é bom prestar atenção apenas ao tipo de peças que colecciona (pessoalmente não resisto a um sheath dress bonito, seja de que marca for) ou de que realmente precisa. Outra dica é, se algo lhe interessar, experimentar logo: por vezes é uma desilusão.

Relacionados

Lifestyle

Crónica: Receita vitoriana para ter filhos lindos

Uma coisa que quem visita aqui o Imperatrix com alguma regularidade sabe é que isto é um sítio à moda antiga onde se subscrevem algumas ideias...bom, de outro tempo, porque o que é doce nunca amargou e as coisas não são necessariamente melhores só porque são novidade.

Comportamento

Crónica: Vamos lá falar de brinquedos, meninas e senhoras, que isto é sério

Porque estamos quase no Natal mas parece que os brinquedos e os desenhos animados se tornaram de repente uma coisa muito séria no que concerne à discussão (quase sempre disparatada) dos papéis de género, senti que tinha de vos falar disto.

Comportamento

Crónica: 25 coisas que uma mulher apaixonada sabe (mesmo quando não está tudo bem)

Nesta vida há três tipos de amor romântico...

Lifestyle

Crónica: A bela Arlene Dahl...e os seus conselhos para mulheres poderosas

                   "Blondes may have more fun, but redheads never have regrets." Arlene Dahl

Lifestyle

Crónica: As filhas do Obaminha, ou isto dos fretes

As filhas adolescentes do Presidente dos EUA foram severamente criticadaspor uma funcionária do Partido Republicano pelas  suas expressões (embaraçadas? de tédio) e fatiotas durante o ritual, salvo seja, da "amnistia do peru".

Lifestyle

Crónica: 10 perguntas que as mulheres precisam de parar de fazer sobre os homens

Lifestyle

Você é uma desorganizada crónica?

Então, bem-vinda ao clube. Ter mais ordem nas nossas vidas não é coisa que se consiga do dia para a noite, sobretudo para quem toda a vida sofreu deste problema. Mas a mudança é possível, aos poucos e com ideias simples, mas que fazem toda a diferença.

Comportamento

Crónica: Amizades com o sexo oposto, verdade ou mito?

Recentemente, as redes sociais deram voz a uma série de "correntes de pensamento" politicamente incorrectas que tentam rumar contra a maré no que respeita aos papéis sociais de género, dizendo (de forma hiperbólica, bem humorada, para tomar com o devido grão de sal e bom senso) verdades que nem toda a gente quer ouvir, porque vão completamente contra o status quo idealista e pseudo fofinho que grassa por aí. 

Comportamento

Crónica: É por ideias destas que o cavalheirismo anda quase defunto

Ao passar os olhos pelos feeds do costume, dei com  mais um texto parvo - e este, por ser pouco fundamentado e superficial, é mesmo completamente parvo - a dizer que sim senhora, as mulheres devem tomar a iniciativa e dar todos os pontapés de saída para começar uma relação. 

Celebridades

Crónica (a propósito de Clooney e Amal): Eu cá sempre desconfiei de casórios espectaculosos

E quem diz casórios diz manifestações peganhentas, grandes declarações de amor em público ou nas redes sociais a dizer aquilo que se deve guardar para a intimidade. 

Mais no portal

Beleza e Saúde

COVID-19: usar duas máscaras protege-nos mais?

Algumas pessoas adotaram este método. Mas será que é necessário?

Lifestyle

Assine 9 revistas por apenas €9,90 por mês e garanta boa informação, em sua casa

Beleza e Saúde

Esperam-se menos nascimentos em 2021

Entenda o motivo.

Imagem de Sucesso

O fator essencial para construir uma Imagem de Sucesso em 2021

No novo episódio da rubrica Imagem de Sucesso, explico-vos como podem comunicar de forma assertiva através da vossa imagem e, assim, conquistar objetivos no novo ano.

Comportamento

Este truque curioso pode aliviar o stress durante o confinamento

Só precisa de um telemóvel ou computador - e deixá-lo fazer magia.

Moda

A psicologia por trás das cores românticas que vão estar em alta na primavera

Não só explicamos a origem da popularidade, como deixamos algumas sugestões de visuais para os dias mais quentes.

Beleza e Saúde

Pode haver uma inesperada cura para a acne

Pelo menos, para um dos tipos do problema. Saiba qual.

Moda

Revelado o próximo nome da alta-costura que irá colaborar com a H&M

Todos os anos, a gigante sueca lança uma coleção de edição limitada, que é fruto da colaboração com um estilista ou marca de renome.

Beleza e Saúde

3 acessórios para o cabelo que as mulheres nórdicas adoram

Estas sugestões são perfeitas para ter sempre no nécessaire e transformam qualquer visual num instante.

Beleza e Saúde

Saiba como manter um estilo de vida saudável em regime de teletrabalho

Aqui ficam seis sugestões para continuar a cuidar da sua saúde física e mental no novo confinamento.

15 Perguntas A...

Tânia Ribas de Oliveira: "O meu estilo é casual, confortável e descontraído"

Lançámos questionários com 15 perguntas a várias celebridades sobre temas como, por exemplo, estilo pessoal e rotinas de beleza. A apresentadora da RTP foi a primeira a aceitar o desafio.