Joana Sequeira e Sara Capela são jovens, mas empreendedoras. A amizade de longa data foi o ‘cimento’ do novo projeto: uma marca de bijuteria, que aposta no desig minimalista, na produção feita em Portugal e na atenção aos materiais. Estes são os argumentos com que a Lavanda Jewels se apresenta no mercado nacional, com a sua primeira coleção a apostar na  “representação da energia e na envolvência da positividade com a lei da atração e do universo”.

São peças de prata esterlina 925, banhadas com ródio branco ou ouro amarelo 24k. A coleção inclui colares, pendentes, anéis e brincos.

Para Joana e Sara,esta não é a primeira aventura no universo da moda. No verão de 2019 criaram a sua primeira marca em conjunto, a JUJUCA, uma marca de roupa de banho e roupa confortável, produzida em Portugal. 

1. Depois da Jujuca, surge a Lavanda. Como se deu esta ‘passagem’ da área do swimwear para o universo da bijuteria?

Sempre tivemos o sonho de ter uma marca de joalharia. A lavanda surgiu em 2017/2018, mas com peças importadas. Depois tomamos a decisão de deixar a marca em stand by porque o caminho que queríamos era o de ter design próprio e fabrico em Portugal. Foram alguns anos de procura e estudo, até que chegamos ao nosso ourives. Por fim, no final de 2021 conseguimos lançar a Lavanda totalmente fabricada em Portugal e desenhada por nós! (Perfeito!)

2. Num mercado atualmente tão dinâmico, o que distingue a vossa marca das restantes?

Nós queremos criar uma ligação com os nossos clientes. A Lavanda passa uma mensagem em todas as peças. Não queremos apenas lançar um pendente ou uns brincos elegantes e giros, mas sim algo que tenha uma história e que inspire todos os dias quem usar as nossas peças. Esta primeira coleção retrata muito aquilo em que nós acreditamos, as energias e o universo.

3. Assumem a marca como tendo uma “produção honesta e consciente”. De que forma este pressuposto é colocado na prática?

Como dissemos inicialmente, a marca teve uma mudança com foco nessa premissa. Todas as pessoas envolvidas na marca Lavanda trabalham em Portugal com éticas de trabalho e de direitos que são um pilar fundamental na nossa conduta e que fazem parte da marca.

4. Quais foram as principais inspirações durante o processo criativo?

Desde a nossa adolescência que acreditamos muito nas energias, na lei da atração assim como no universo e tudo aquilo que rodeia este tema. Mudou a nossa forma de pensar e estar na vida, por isso quisemos que a nossa primeira coleção refletisse tudo isso para que esteja sempre connosco e com quem escolhe a Lavanda.

5. Quem desenha as vossas peças?

Somos nós as duas que desenhamos as peças.

6. Como descrevem a vossa coleção em três palavras?

Inspiradora, iluminada e conectada.

7. Alguma peça de eleição?

A da Joana é o pendente da proteção e da Sara o pendente do universo.

8. Quais os best sellers da marca?

O pendente da proteção, assim como as peças da Luz têm saído muito!

9. Onde podemos encontrar as peças da Lavanda Jewels?

De momento apenas online no nosso site, www.lavanda-jewels.com, mas estamos a trabalhar para que brevemente possam encontrar nas joalharias espalhadas pelo país.

10. Torna-se mais difícil lançar um novo projeto em plena pandemia? Quais os principais obstáculos com que se debateram?

Apenas no que toca à falta de matéria-prima, as entregas estão muito lentas e os valores dispararam imenso.

11. Podiam ser homens a criar e a estar à frente desta marca ou esta marca tem uma essência/conceito que só podia ser transmitida por mulheres?

A nossa marca tem a essência/conceito de duas pessoas que se conhecem há anos e que juntas criam algo cheio de energia e positividade. Mulheres ou homens, tanto faz. O que importa é a energia que é transmitida.

12. Quais são os planos para o futuro?

Vamos ter mais peças a sair e queremos passar a estar presentes em loja física!

Palavras-chave

Assine a ACTIVA e receba uma fabulosa OFERTA da LIERAC. ASSINE AQUI

Mais no portal