“Tento consumir sempre com a consciência de que os recursos não são ilimitados e prefiro investir em peças melhores e duradouras. Acho que o caminho é por aí. A longo prazo custam muito menos do que peças de fast-fashion que se usariam apenas uns meses. Para mim, um bom investimento é por exemplo uma peça que vai chegar à geração seguinte, como o caso de um amigo meu que há dias me falava das caxemiras que herdou da mãe. Isso acho muito giro. Mas se estás a tentar tapar a tua vida com coisas, é porque algo falta, e não são essas coisas.”

As palavras são de Sónia Balacó, que na edição deste mês da ACTIVA, foi estrela de uma produção ao ar livre, na lindíssima Quinta da Ribafria, em Sintra. O making of fica aqui. A entrevista pode ler nas páginas da revista – e acredite, vale mesmo a pena.

Palavras-chave

Assine a ACTIVA e receba uma fabulosa OFERTA da LIERAC. ASSINE AQUI

Mais no portal