Alexandria Ocasio-Cortez continua a ser uma lufada de ar fresco nos corredores do Senado dos Estados Unidos.

Recentemente, a congressista democrata respondeu a um colegas, o republicano Ted Yoho, que se sentiu no direito de insultá-la nos degraus do Capitólio. Um repórter do jornal “The Hill” ouviu a conversa e relatou que “Yoho disse a Ocasio-Cortez que ela era nojenta por sugerir que a pobreza e o desemprego estão a fazer disparar o crime na cidade de Nova Iorque, durante a pandemia do coronavírus”.

O empresário afirmou ainda que “ela devia estar louca”, ao que Alexandria respondeu:“Está a ser mal-educado”. De seguida, entrou no capitólio. Contudo, isso não terá impedido Yoho de continuar a expressar o desdém que sente pela jovem. Quando achou que AOC estava fora do campo de audição, alegadamente, descreveu-a como uma “cabra de m***a”.

A notícia tornou-se viral, o que levou Ted Yoho a pedir desculpa publicamente. Contudo, mais valia ter ficado em silêncio. O congressista não assumiu qualquer responsabilidade pelos seus atos e, para além disso, não mostrou estar arrependido ou sequer sentir remorsos pelas palavras que proferiu. Na verdade, a única coisa que fez foi dar uma oportunidade a Alexandria Ocasio-Cortez para brilhar ainda mais, desta feita com um discurso poderoso sobre a cultura sexista de “aceitar a violência e linguagem violenta contra as mulheres”.

“O Sr. Yoho mencionou que tem uma mulher e duas filhas”, afirmou. Eu sou dois anos mais nova do que a filha mais nova do Sr. Yoho. Eu também sou filha de alguém. Felizmente, o meu pai já não está vivo para ver como o Sr. Yoho tratou a filha dele”, continuou. “A minha mãe pôde assistir ao desrespeito do Sr. Yoho no chão desta Casa em relação a mim na televisão, e eu estou aqui hoje para mostrar aos meus pais que sou filha deles e que eles não me criaram para aceitar agressões de homens”.

O que podemos aprender com AOC? Em primeiro lugar, que o facto de alguém fazer um pedido de desculpas não significa que tenhamos de aceitá-lo. E mais: durante o processo, podemos (e devemos) fazer frente a quem nos destrata.

Bravo, Alexandria!

Palavras-chave

Assine a ACTIVA

Deixe-se inspirar, assine a ACTIVA, na sua versão em papel ou digital, a partir de €2,00 a edição. Saiba tudo aqui ASSINAR

Relacionados

Mulheres Inspiradoras

Valentina Sampaio é a primeira modelo transexual na capa da 'Sports Illustrated Swimsuit'

A brasileira de 23 anos foi nomeada rookie do ano pela publicação.

Mulheres Inspiradoras

Conheça o homem que nos quer passar mensagens poderosas através de... balões!

Cor, boas energias e balões. Uma forma original para trazer ânimo aos nossos dias.

Mulheres Inspiradoras

10 inventoras negras que tornaram as nossas vidas bem mais fáceis

Sem o espírito de inovação e de empreendedorismo de cada uma destas mulheres, estas 10 invenções poderiam nunca ter existido.

Mais no portal

Moda

Mafalda Carvalho mostra os desfiles (e as emoções) do último dia de Portugal Fashion

Veja tudo o que aconteceu na Alfândega do Porto.

Lifestyle

A Pizzaria Luzzo é uma das pérolas da Graça

Da comida ao ambiente, tudo é pensado para proporcionar refeições (e momentos) super agradáveis.

Lifestyle

Esta câmara trendy foi concebida para tirar selfies

Ela permite tirar, imprimir e partilhar fotografias em movimento. Um sonho para a Geração Z.

Beleza

5 cortes de cabelo clássicos que nunca saem de moda

Em equipa que ganha não se mexe.

Moda

Bailarinas: como usar estes sapatos clássicos de formas contemporâneas

Inspire-se nestas estrelas das redes sociais para adicionar estes sapatos versáteis e elegantes aos seus próximos visuais de outono.

Saúde

Cuidados a ter com a saúde íntima feminina quando as temperaturas descem

Eis as dicas de um ginecologista e obstetra dos hábitos a adotar nesta altura do ano.

Comportamento

Advogada elege as 5 razões mais comuns para o divórcio

Curiosamente, a traição não é uma delas.

Moda

Be The Change: tecidos reciclados e produção responsável com o selo de qualidade Tezenis

Uma coleção de ‘underwear’ bonita, sustentável e mais amiga do ambiente.

Diz Quem Sabe

Pele sensível e pele sensibilizada: entenda as diferenças

E saiba quais os cuidados a ter.

Saúde

Como os cuidados para bebés podem aliar-se à sustentabilidade

Opções para os pais que procuram produtos que causem o menor impacto possível no meio ambiente.

Diz Quem Sabe

A dor crónica não é um problema individual – é um problema de saúde pública

Um artigo de opinião assinado por um grupo de especialistas da Escola de Medicina da Universidade do Minho, a propósito do Dia Nacional da Luta Contra a Dor (15 de outubro).