@amor_a_guine_bissau

Cada país está a fazer o que pode para combater o coronavírus, à medida das suas possibilidades. No caso da Guiné-Bissau, a luta é marcada pelas dificuldades.

No primeiro de uma série de artigos sobre como se vive a quarentena fora de Portugal, a ACTIVA falou com Rufino Mendes, diretor financeiro numa organização humanitária. Num cenário de estado de emergência – decretado até 26 de abril e com alta probabilidade de vir a ser prolongado – o jovem, de 27 anos, explica que o mais difícil é fazer com que as pessoas respeitem as restrições em vigor.

Além de estar a atravessar um período de crise política, esta é considerada uma das nações mais pobres do mundo, na qual comércio informal predomina. “Uma grande parte da população não tem um salário mensal e vive das vendas diárias”, ou seja, os agentes que atuam nesse contexto, na sua maioria mulheres, sofrem um impacto direto. “O medo de passar fome e de não ter dinheiro para o dia seguinte fez com que a adesão ao distanciamento social fosse lenta,” explica.

Leia a entrevista, na íntegra, abaixo. 

@guine.bissau

Que medidas de distanciamento social estão em vigor na Guiné-Bissau? 
Basicamente, consistem em restrições no horário de circulação. Numa fase inicial, para a compra de bens essenciais, foi estipulado entre as 7H e as 11H. Mas, a partir de 20 de abril, foi alargado até ao meio-dia. Ainda não é obrigatório usar máscaras e as pessoas devem manter um metro de distância umas das outras.

Consideras que tem sido feito um bom trabalho no combate ao surto pandémico?
A Guiné-Bissau tem um sistema de saúde precário e, dentro das suas limitações, penso que os agentes de saúde têm dado o seu máximo. Ainda não começaram a fazer a distribuição de máscaras e de luvas, mas têm distribuído lixívia e baldes de água pela capital [Bissau]. Além disso, vão começar a entregar materiais de limpeza no interior do país.

Como é que os guineenses estão a encarar a situação? 
Até agora, há pessoas que não acreditam na existência da COVID-19. Dizem que, apesar de haver 53 casos confirmados, ainda não há provas. Portanto, associam o relatório de situação a uma manipulação política, cujo objetivo será angariar fundos internacionais para o governo. Mas, de um modo geral, há um espírito de união e de esperança.

“EU E A MINHA FAMÍLIA ESTAMOS A SENTIR O IMPACTO DA QUARENTENA. MAS PODEMOS ESTAR GRATOS, PORQUE A SITUAÇÃO NÃO PREJUDICOU OS NOSSOS SALÁRIOS E CONTINUAMOS A TER COMIDA.”

No teu caso, é possível estar em regime de teletrabalho?
Sim, mas não tem sido o caso. Devido à minha função, as medidas não são tão restritas. Tenho ido ao escritório cerca de três ou quatro vezes por semana. 
Quanto às nossas atividades profissionais, estão a ser afetadas.  Nós trabalhamos no ramo de segurança de armas e munições militares, e está tudo parado.

Como é ter de sair de casa em tempos de quarentena?
Só saio por motivos profissionais e tenho notado que muitas pessoas não cumprem o distanciamento social.  Os mercados e os bancos continuam completamente cheios. A restrição da circulação entre as 7H e as 12H não me parece ser a medida ideal, porque causa aglomerações de pessoas, que é o oposto daquilo que se pretende.

Neste momento, do que sentes mais falta?
Sinto falta de ter liberdade. O ser humano é um ‘animal social’ e, portanto, tenho saudades das interações com outras pessoas e das gargalhadas com amigos.

Que lição estás a aprender com o isolamento?
Só há duas coisas que realmente têm o valor: a saúde e o tempo. Basta termos isso. Tudo o resto são coisas fabricadas e podemos correr atrás delas.

Palavras-chave

Assine a ACTIVA e receba mais 6 meses grátis. Garanta uma boa leitura durante as suas férias e relaxe. Conheça todas as opções e não perca esta oportunidade. ASSINE AQUI

Relacionados

Mais no portal

Mais Notícias

Sabe o que é a arte da contemplação? Aprenda, porque ajuda a sentir-se melhor e a ser mais criativo

Sabe o que é a arte da contemplação? Aprenda, porque ajuda a sentir-se melhor e a ser mais criativo

Vendas de smartphone na Europa recuam 11%

Vendas de smartphone na Europa recuam 11%

Zero apela à participação em consulta pública sobre voos noturnos em Lisboa

Zero apela à participação em consulta pública sobre voos noturnos em Lisboa

O 'look' colorido e impactante de Letizia

O 'look' colorido e impactante de Letizia

Cristina Ferreira admite:

Cristina Ferreira admite: "Isto para alguns pode ser pouco mas para mim é subir a montanha"

De malas feitas

De malas feitas

Conduzimos o Nissan Ariya em Estocolmo

Conduzimos o Nissan Ariya em Estocolmo

Huawei Watch GT3 Pro: relógio inteligente com estilo clássico

Huawei Watch GT3 Pro: relógio inteligente com estilo clássico

Ganha uma consola Nintendo Switch

Ganha uma consola Nintendo Switch

Seca: Câmara de Tondela suspende regas em

Seca: Câmara de Tondela suspende regas em "pequenos espaços" públicos

Asus ROG Phone 6 Pro, o smartphone mais poderoso que já testamos

Asus ROG Phone 6 Pro, o smartphone mais poderoso que já testamos

Agenda para pais e filhos: agosto é tempo de diversão

Agenda para pais e filhos: agosto é tempo de diversão

JL 1349

JL 1349

Vila Real, Bragança e Guarda sob aviso amarelo devido ao calor

Vila Real, Bragança e Guarda sob aviso amarelo devido ao calor

6 ideias para fazer este fim de semana, em Lisboa

6 ideias para fazer este fim de semana, em Lisboa

O 'look' colorido e impactante de Letizia

O 'look' colorido e impactante de Letizia

Nos sapatos de Rita Pereira. Crónica de Joana Marques

Nos sapatos de Rita Pereira. Crónica de Joana Marques

"Dias de Sol": sugestões de decoração para aproveitar o verão ao ar livre

Os 'truques' que os animais usam para se arrefecerem no verão

Os 'truques' que os animais usam para se arrefecerem no verão

Cinco (bons) filmes em cartaz para ver esta semana

Cinco (bons) filmes em cartaz para ver esta semana

Era uma vez uma maravilhosa preta da Guiné

Era uma vez uma maravilhosa preta da Guiné

Na primeira pessoa:

Na primeira pessoa: "Durante os primeiros dias de internamento, fartei-me de chorar. Tinha medo do que pudesse vir da Monkeypox"

As figuras da PRIMA 17

As figuras da PRIMA 17

Ana Guiomar “Não tenho o objetivo de casar e ter filhos”

Ana Guiomar “Não tenho o objetivo de casar e ter filhos”

Vítimas de raio na ilha Terceira estáveis e outros com alta hospitalar

Vítimas de raio na ilha Terceira estáveis e outros com alta hospitalar

Esculturas metálicas recolhem plástico nas praias fluviais de Vila de Rei

Esculturas metálicas recolhem plástico nas praias fluviais de Vila de Rei

Exame 460 - Agosto de 2022

Exame 460 - Agosto de 2022

Ricardo Salsa conquistou o coração de Inês Castel-Branco

Ricardo Salsa conquistou o coração de Inês Castel-Branco

Cata Vassalo e Rita Patrocínio juntas em coleção de joalharia sobre a amizade

Cata Vassalo e Rita Patrocínio juntas em coleção de joalharia sobre a amizade

CARAS Decoração de agosto: casas inspiradoras

CARAS Decoração de agosto: casas inspiradoras

O

O "tubarão do imobiliário" na capa de Agosto da EXAME

Vinhos rosés: Bons em qualquer época do ano

Vinhos rosés: Bons em qualquer época do ano

Eduardo Carpinteiro e João Serôdio vencem terceira etapa do Campeonato de Portugal de Novas Energias

Eduardo Carpinteiro e João Serôdio vencem terceira etapa do Campeonato de Portugal de Novas Energias

JL 1348

JL 1348

Raquel André: Uma Língua Portuguesa afiada

Raquel André: Uma Língua Portuguesa afiada

Festival Sudoeste regressa no próximo ano de 09 a 12 de agosto

Festival Sudoeste regressa no próximo ano de 09 a 12 de agosto

Espanha: proibido regular o ar condicionado para menos de 27 graus

Espanha: proibido regular o ar condicionado para menos de 27 graus

Princesa Charlotte com 'look' marinheiro

Princesa Charlotte com 'look' marinheiro

Helene Svedin mostra-se em excelente forma física

Helene Svedin mostra-se em excelente forma física

Cristina Ferreira e Rita Pereira apostam no mesmo estilo de vestido para as férias

Cristina Ferreira e Rita Pereira apostam no mesmo estilo de vestido para as férias

O 'look' de Letizia no festival de cinema de Maiorca

O 'look' de Letizia no festival de cinema de Maiorca

Transformação Digital: Uma evolução sensata

Transformação Digital: Uma evolução sensata