Brené Brown

Sou fã assumida de Ted Talks. Para mim, a melhor forma de aprender é a ouvir as experiências e aprendizagens de outras pessoas. Afinal, só falamos com 100% de certezas acerca de algo quando o vivemos de perto ou sobretudo, na primeira pessoa.

Não me lembro bem como é que a minha pesquisa se cruzou com o vídeo de que vos vou falar. Mas não terá sido difícil, até porque conta com mais de 48,5 milhões de visualizações. A protagonista? Brené Brown, professora, autora, investigadora e uma fenomenal contadora de histórias.

A conferência chama-se “O poder da vulnerabilidade” e a forma como Brown a conduz faz com que aqueles 20 minutos pareçam voar. No meu caso, fiquei “agarrada” desde o início. “As relações são aquilo que dá propósito e significado às nossas vidas“, diz. E pronto, estou a ouvir e não tenciono parar.

Sendo eu uma pessoa “de pessoas”, para quem a família e os amigos são o essencial, esta frase foi música para os meus ouvidos. A autora continua e diz que, cerca de seis semanas após ter começado a estudar as relações, deparou-se com algo que as destruía totalmente, de uma forma que nunca tinha visto.

Sem entender totalmente do que se tratava, decidiu afastar-se e dedicar-se por completo a perceber aquilo a que estava a assistir. Chegou à conclusão de que a vergonha e medo eram os dois principais elementos disruptivos nas relações – e que estes estavam fundamentados na vulnerabilidade atroz.

A vulnerabilidade

Afinal, o que é a vulnerabilidade? “A ideia de que, para as relações acontecerem, temos de permitir que nos vejam realmente“, ou seja, temos de ser quem realmente somos, mesmo sem a garantia de que tal vai ser bem aceite ou não.

Após recolher milhares de histórias em seis anos, Brené dividiu os testemunhos em dois grupos: aqueles das pessoas que tinham um grande sentido de mérito e integração, e aqueles das que estavam constantemente a duvidar de si. E focou-se no primeiro.

Eis o que as pessoas desse grupo tinham em comum: coragem (de ser imperfeitas), compaixão (eram gentis consigo mesmas em primeiro lugar) e conexão (com base na autenticidade, em serem elas mesmas e não quem achavam que deveriam ser).

Tudo isto, diz a investigadora, levou à conclusão de que estas pessoas eram também vulneráveis – acreditavam que aquilo que as deixava vulneráveis era o mesmo que as tornava bonitas. Além disso, não definiam a vulnerabilidade como algo bom ou mau, mas sim como algo necessário. Estas pessoas mostravam-se dispostas a fazer algo sem saber o resultado.

O grande problema? É que, por norma, “insensibilizamos a vulnerabilidade” e, ao fazê-lo, de acordo com a autora, também insensibilizamos a alegria. Ou seja, ao vermos esta característica como uma fraqueza que deve ser contrariada, não conseguimos estabelecer relações autênticas, muito menos ser gentis connosco mesmos.

Além desta, outras atitudes comuns que nos impedem de, no fundo, ser felizes são: tomarmos o incerto como garantido; aperfeiçoarmos tudo; e fingirmos que aquilo que fazemos não afeta os outros. Mas há forma de dar a volta.

Estando conscientes de que cometemos todos estes erros, devemos contrariá-los. Brené deixa alguns conselhos: “exponham-se”, “amem sem garantias”, “pratiquem a gratidão e a alegria” e “acreditem que são suficientes”.

É facil falar, não é? E tudo o que é fácil, não tem piada. Por isso mesmo, o melhor é, em vez de apenas ouvirmos conselhos, agirmos em concordância com os mesmos. Um passo de cada vez, e conseguiremos assistir ao impacto positivo de algo tão simples – mas esquecido – que é sermos quem somos.

Palavras-chave

Na ACTIVA apresentamos-lhe mulheres e ideias inspiradoras nas mais diversas áreas. Acompanhe-nos, deixe-se inspirar e leia já esta revista. ASSINE AQUI

Relacionados

Mais no portal

Mais Notícias

Motos elétricas Silence chegam (oficialmente) a Portugal

Motos elétricas Silence chegam (oficialmente) a Portugal

Oeiras EcoRally em imagens

Oeiras EcoRally em imagens

Fotossíntese artificial: plantas conseguem crescer mesmo na completa escuridão

Fotossíntese artificial: plantas conseguem crescer mesmo na completa escuridão

Como os visuais de Jill Biden e Letizia passaram mensagens

Como os visuais de Jill Biden e Letizia passaram mensagens

Mars Express vai deixar de ter Windows 98

Mars Express vai deixar de ter Windows 98

Lisboa depois dos turistas

Lisboa depois dos turistas

Será que os famosos

Será que os famosos "rebolaram a bunda" ao som de Anitta no Rock in Rio? Aqui está a resposta!

Inspirações para relaxar

Inspirações para relaxar

Oceanos: Austrália destina 1,1 mil milhões de euros para preservação da Grande Barreira de Coral

Oceanos: Austrália destina 1,1 mil milhões de euros para preservação da Grande Barreira de Coral

Sugestões confortáveis para aproveitar os dias de sol

Sugestões confortáveis para aproveitar os dias de sol

Famosos encerram Rock in Rio Lisboa com muito estilo

Famosos encerram Rock in Rio Lisboa com muito estilo

Marcelo Rebelo de Sousa dança e canta no Rock in Rio

Marcelo Rebelo de Sousa dança e canta no Rock in Rio

Covid-19: De quanto em quanto tempo podemos ser reinfetados? A resposta já a seguir

Covid-19: De quanto em quanto tempo podemos ser reinfetados? A resposta já a seguir

Governo dos Açores compromete-se com 30% do espaço marítimo protegido até 2023

Governo dos Açores compromete-se com 30% do espaço marítimo protegido até 2023

Homem embriagado perde pen com dados de todos os habitantes de uma cidade japonesa

Homem embriagado perde pen com dados de todos os habitantes de uma cidade japonesa

EDP antecipa para 2040 a redução em mais de 90% de emissões na cadeia de valor

EDP antecipa para 2040 a redução em mais de 90% de emissões na cadeia de valor

O que inquieta Jessica Athayde?

O que inquieta Jessica Athayde?

Oeiras EcoRally: vitória para a dupla espanhola Eneko Conde e Lukas Sergnese

Oeiras EcoRally: vitória para a dupla espanhola Eneko Conde e Lukas Sergnese

Espreitar o futuro

Espreitar o futuro

JL 1348

JL 1348

PRIMA ECO. Quatro mulheres empenhadas na causa sustentável

PRIMA ECO. Quatro mulheres empenhadas na causa sustentável

Letizia recupera vestido de couro para presidir a entrega de prémios de sustentabilidade

Letizia recupera vestido de couro para presidir a entrega de prémios de sustentabilidade

As figuras da PRIMA 16

As figuras da PRIMA 16

Anda a sentir falhas acentuadas de memória? António Damásio explica porquê

Anda a sentir falhas acentuadas de memória? António Damásio explica porquê

"Casados à Primeira Vista": Saiba quais casais decidiram dar uma chance ao amor

Guia prático para preparar o seu jardim (ou varanda!) para o verão

Guia prático para preparar o seu jardim (ou varanda!) para o verão

O que é um Plano de Parto e porque não é igual a um Plano de Voo

O que é um Plano de Parto e porque não é igual a um Plano de Voo

Diogo Amaral partilha pela primeira vez uma fotografia a exibir a cara de Mateus

Diogo Amaral partilha pela primeira vez uma fotografia a exibir a cara de Mateus

Princesa Leonor e infanta Sofía no teatro com looks descontraídos

Princesa Leonor e infanta Sofía no teatro com looks descontraídos

Dez vestidos em malha que vai querer comprar nos saldos

Dez vestidos em malha que vai querer comprar nos saldos

A PRIMA gosta das cores de verão da Parfois, dos sabores frescos da Brigadeirando e da nova coleção da Joana Mota Capitão

A PRIMA gosta das cores de verão da Parfois, dos sabores frescos da Brigadeirando e da nova coleção da Joana Mota Capitão

Vítima de atentado da extrema-direita deverá ter nome de rua em Santo Tirso

Vítima de atentado da extrema-direita deverá ter nome de rua em Santo Tirso

Sara Carbonero e Isabel Jiménez trazem a alma mexicana aos nossos 'looks' de verão

Sara Carbonero e Isabel Jiménez trazem a alma mexicana aos nossos 'looks' de verão