Esta semana, tive #cartabranca para cuidar de mim – mais precisamente, do meu cabelo. E para falar deste assunto tão “sensível” para a maioria das mulheres, creio que também devo explicar um pouco daquela que é, desde que me lembro, a minha relação com o mesmo.

Sempre tive muitos caracóis. Assim que comecei a entrar na adolescência, o famoso rabo de cavalo tornou-se o meu penteado de eleição. Nunca me consegui sentir confortável com o cabelo ao natural – o que, diga-se, é um grande limitador de criatividade.

Foi na altura em que estava na secundária que tomei a decisão de fazer um alisamento e fiquei muito, muito contente. Poder deixar o meu cabelo secar naturalmente sem a mínima preocupação? O paraíso. Desde então, repeti o procedimento duas vezes – a última, em 2018.

Na quarentena, aproveitei para não usar muito o secador ou placa de alisamento no cabelo e fui tentando perceber se havia alguma forma de gostar um bocadinho mais daquilo que tenho (os caracóis nunca mais regressaram, mas tenho umas ondas com o problema de sempre: demasiado volume).

A conclusão? Nada. Ainda não encontrei nada – um ingrediente, um produto, uma espuma – que me faça sentir confortável no momento em que saio de casa com o cabelo ainda húmido. E é por isso mesmo que o artigo de hoje tem um lugar especial nos meus desafios semanais.

Um investimento que vale muito a pena

Se contabilizarmos todas as idas ao cabeleireiro, todos os alisamentos (ou procedimentos do género), todos os penteados que deixamos nas mãos de profissionais que sabem, de facto o que fazem, a conta será, provavelmente, elevada. Porém, a Dyson lançou a solução ideal para um resultado digno de cabeleireiro – mas em casa.

Chama-se Dyson Airwrap e é um modelador multifuncional. Numa caixa que, por si só, já nos deixa maravilhadas, encontramos vários acessórios que prometem encaracolar, ondular, alisar e secar os fios de cabelo. Além disto, não é usado calor extremo, de modo a evitar danos no cabelo.

E se este resumo é aliciante, o melhor é mesmo a técnica usada para ondular o cabelo. Ao contrário da maioria dos produtos no mercado, este usa o efeito Coanda – um fenómeno físico que ocorre quando um fluxo de ar de alta velocidade está próximo de uma superfície arredondada.

Traduzindo: quando aproximamos uma mecha de cabelo do modelador, enrolando apenas a ponta, ele faz o restante trabalho por nós. Isto é, à medida que o vamos aproximando desde a ponta já enrolada até à raíz, o cabelo vai-se enrolando automaticamente. Depois, é só esperar uns segundos e largar para uma onda de efeito natural.

A minha experiência

Como expliquei, o meu cabelo é volumoso, tem ondas e, de momento, tenho-o comprido (já naquele ponto em que começa a dar demasiado trabalho). No primeiro dia em que usei o airwrap, demorei – sem querer mentir – mais de duas horas a alisá-lo e a (tentar) fazer ondas.

No segundo dia, percebi que é mesmo uma questão de hábito. Já com o cabelo mais liso – mas, ainda assim, não aquele “liso de cabeleireiro” – demorei cerca de 20 minutos a fazer ondas. Claramente, não ficaram perfeitas – e, infelizmente, o meu cabelo não as segura durante muito tempo -, mas não desisti.

À terceira tentativa, apercebi-me que a minha distração tinha levado a taça – afinal, está escrito em todo o lado que, para melhores resultados, o cabelo deve estar húmido (plot twist: o meu não estava). Tive uma conversa breve comigo mesma e segui em frente. Desta vez, usei o airwrap depois do banho. E que diferença!

O resultado que consegui foi bastante melhor, comparativamente aos restantes dias, mas ainda havia algo a incomodar-me: o volume. Atenção, não era um volume feio, mas sim aquele volume que conseguimos num cabeleireiro, se for esse o nosso pedido. Neste caso, foi apenas uma questão de gosto pessoal – e gostos de cabelo não se discutem!

No último dia de teste, decidi tentar algo diferente, para um resultado mais à minha medida: antes de usar o airwrap, alisei o cabelo com o Dyson Corrale. Ora, falo do “único alisador de cabelo com tecnologia de placas flexíveis” e que, ainda por cima, pode ser usado sem cabos (sim, isto significa que pode andar pela casa ou ficar no sofá enquanto estica o cabelo).

Resultado: o desafio não poderia ter terminado de melhor forma. Em primeiro lugar, fiquei surpreendida com o brilho incrível com que este alisador deixa o cabelo e, em segundo, as ondas que consegui depois, com o airwrap, eram mesmo o que pretendia: algo bastante discreto e natural (embora fosse preciso usar laca para durarem mais tempo, no meu caso).

Em jeito de resumo, não sou nenhuma profissional. Porém, o que percebi, com estes dois produtos, foi que, com a prática, tudo se consegue. E se, em quatro dias, aperfeiçoei (só um bocadinho) a minha técnica, mal posso esperar pelos resultados que vou conseguir daqui a um mês.

Ah, e não tenho dúvidas de que, no dia em que decidir voltar a cortar o cabelo pelos ombros, o processo será muito mais rápido e “perfeito” – afinal de contas, é muito trabalhoso alisar e fazer ondas sozinha num cabelo comprido. Nessa altura, voltarei a falar-vos e contar-vos-ei os penteados que já experimentei.

Para já, fiquem com um breve vídeo da minha “evolução”, ao longo desta semana:

Contem-nos, nas redes sociais, quais os vossos penteados e técnicas de eleição, identifiquem a ACTIVA e utilizem a hashtag #cartabranca. Até para a semana!

Palavras-chave

Assine a ACTIVA e receba mais 6 meses grátis. Garanta uma boa leitura durante as suas férias e relaxe. Conheça todas as opções e não perca esta oportunidade. ASSINE AQUI

Mais no portal

Mais Notícias

Letizia recupera vestido vibrante durante a Cimeira da NATO

Letizia recupera vestido vibrante durante a Cimeira da NATO

A história do Ballett Gulbenkian

A história do Ballett Gulbenkian

Sugestões confortáveis para aproveitar os dias de sol

Sugestões confortáveis para aproveitar os dias de sol

Sistema de realidade virtual ajuda paraplégicos a recriar sensação de caminhar

Sistema de realidade virtual ajuda paraplégicos a recriar sensação de caminhar

Pedro Nuno Santos diz que se mantém

Pedro Nuno Santos diz que se mantém "obviamente" em funções mas admite "erros de comunicação"

Ecossintonia: quatro atrizes juntas na atitude sustentável

Ecossintonia: quatro atrizes juntas na atitude sustentável

Maria João Bastos com visual inspirado nos anos 50

Maria João Bastos com visual inspirado nos anos 50

Tecnologia para ajudar as Franciscanas Missionárias de Nossa Senhora

Tecnologia para ajudar as Franciscanas Missionárias de Nossa Senhora

Raquel André: Uma Língua Portuguesa afiada

Raquel André: Uma Língua Portuguesa afiada

E-Redes sobre postos de carregamento: estamos prontos para responder em qualquer parte do país

E-Redes sobre postos de carregamento: estamos prontos para responder em qualquer parte do país

JL 1348

JL 1348

Charlotte Casiraghi e Dimitri Rassam celebram 3 anos de casamento

Charlotte Casiraghi e Dimitri Rassam celebram 3 anos de casamento

Quanto custa o casaco surpreendente que Carolina Patrocínio usou no último dia de Rock in Rio

Quanto custa o casaco surpreendente que Carolina Patrocínio usou no último dia de Rock in Rio

Os Cadernos da Minha Vida: mergulhar no processo criativo de Joana Vasconcelos

Os Cadernos da Minha Vida: mergulhar no processo criativo de Joana Vasconcelos

A PRIMA gosta das cores de verão da Parfois, dos sabores frescos da Brigadeirando e da nova coleção da Joana Mota Capitão

A PRIMA gosta das cores de verão da Parfois, dos sabores frescos da Brigadeirando e da nova coleção da Joana Mota Capitão

O “look” romântico de Sara Salgado

O “look” romântico de Sara Salgado

Letizia recupera vestido vibrante durante a Cimeira da NATO

Letizia recupera vestido vibrante durante a Cimeira da NATO

Motos elétricas Silence chegam (oficialmente) a Portugal

Motos elétricas Silence chegam (oficialmente) a Portugal

Mais uma decisão polémica: Supremo Tribunal dos EUA impede o governo americano de limitar emissões de CO2

Mais uma decisão polémica: Supremo Tribunal dos EUA impede o governo americano de limitar emissões de CO2

É verdade que devemos evitar comer fruta à noite?

É verdade que devemos evitar comer fruta à noite?

Tenho a certeza que o ministro das Infraestruturas não agiu com má-fé -- Costa

Tenho a certeza que o ministro das Infraestruturas não agiu com má-fé -- Costa

Vera Kolodzig:

Vera Kolodzig: "Pensei muito antes de publicar esta fotografia"

Georgina Rodríguez sensual com vestido preto para assistir a desfile de marca de luxo

Georgina Rodríguez sensual com vestido preto para assistir a desfile de marca de luxo

A Parfois tem os mules e sandálias deste verão em promoção

A Parfois tem os mules e sandálias deste verão em promoção

E-Redes sobre postos de carregamento: estamos prontos para responder em qualquer parte do país

E-Redes sobre postos de carregamento: estamos prontos para responder em qualquer parte do país

Estas novas sandálias Havaianas estão a ser um verdadeiro sucesso

Estas novas sandálias Havaianas estão a ser um verdadeiro sucesso

Diogo Amaral partilha pela primeira vez uma fotografia a exibir a cara de Mateus

Diogo Amaral partilha pela primeira vez uma fotografia a exibir a cara de Mateus

Desautorizados e demitidos. Recorde histórias de ministros que saíram em rota de colisão com chefes de Governo

Desautorizados e demitidos. Recorde histórias de ministros que saíram em rota de colisão com chefes de Governo

Guia prático para preparar o seu jardim (ou varanda!) para o verão

Guia prático para preparar o seu jardim (ou varanda!) para o verão

Oeiras EcoRally em imagens

Oeiras EcoRally em imagens

O melhor smartphone para fotografia: iPhone 13 Pro Max vs. Samsung Galaxy S22 Ultra vs. Huawei P50 Pro

O melhor smartphone para fotografia: iPhone 13 Pro Max vs. Samsung Galaxy S22 Ultra vs. Huawei P50 Pro

H.amo: uma nova forma de decoração da sua mesa inspirada nos padrões portugueses

H.amo: uma nova forma de decoração da sua mesa inspirada nos padrões portugueses

Como o negócio da carne de tubarão está a levar estes animais à extinção

Como o negócio da carne de tubarão está a levar estes animais à extinção