Já falei algumas vezes da relação que tenho vindo a desenvolver com a atividade física. Se sempre foi algo presente na minha vida, a verdade é que só se tornou uma “rotina essencial” este ano, aproximadamente desde o início da quarentena.

Além de gostar de manter uma aparência saudável e de estar em forma, tenho prazer em fazer exercício porque é uma verdadeira terapia. Sendo uma pessoa ansiosa, descobri que dedicar partes do meu dia para mexer o corpo me liberta de algumas preocupações e me deixa “leve”.

Ora, qualquer pessoa – atleta ou amador, como eu – que tenha uma rotina de atividade física, sabe o quão complicado pode ser estar parado. Não por opção, mas por obrigação. E foi por isso mesmo que, esta semana, decidi escrever sobre aquilo que foi um real “desafio”.

Como já devem ter percebido, deram-me #cartabranca para não fazer exercício físico. Na verdade, não só nesta semana, mas na anterior também. Devido a alguns contratempos, nos últimos dias, vi-me obrigada a estar no sofá quando queria estar no ginásio.

Ora, isto não é nenhum drama, claro. Porém, pode ser complicado gerir os nossos pensamentos e momentos de maior ansiedade quando não podemos fazer algo que nos ajuda, precisamente, a atingir tal fim. E foi disso que aqui vim falar.

Neste caso, o que mais notei foi que a falta de exercício físico teve um impacto algo negativo nos meus dias. Senti-me mais desconcentrada, desmotivada (no geral), com momentos de ansiedade mais frequentes e, curiosamente, mais cansada, física e mentalmente. Até me fartei de ver um filme e tive de o parar duas vezes (ainda não o terminei)!

Por outro lado, tento pensar nos prós – porque qualquer situação pode ter o lado menos mau. Gosto de pensar que, assim que tiver #cartabranca para regressar aos treinos, fá-lo-ei com muito mais vontade e consciente de que nem esse pequeno prazer está garantido. Ah, e decidi não me pesar (não vá ficar nervosa com o veredito da sra. balança)!

Dizem-nos que devemos valorizar as pequenas coisas mas raramente nos dão mecanismos para tal. Os ritmos de vida cada vez mais frenéticos fazem-nos viver no presente, mas a pensar no futuro, e só quando somos obrigados a carregar no botão de pausa nos apercebemos do quão afortunados somos.

Posto isto, o que retiro do “desafio forçado” desta semana é um verdadeiro cliché: devemos mesmo fazer um esforço para viver cada momento no presente, tentar “desligar” em determinados momentos do nosso dia e estar conscientes de que, mesmo nas maiores tempestades, a chuva acaba por cessar.

Contem-nos, nas redes sociais, a forma como superaram algum desafio na vossa vida, por mais pequeno que possa parecer aos olhos de outros. Identifiquem a ACTIVA e utilizem a hashtag #cartabranca. Até para a semana!

Palavras-chave

Assine a ACTIVA

Deixe-se inspirar, assine a ACTIVA, na sua versão em papel ou digital, a partir de €2,00 a edição. Saiba tudo aqui ASSINAR

Mais no portal

Saúde

A aparência das palmas das mãos pode indicar se tem cancro

Esteja atenta.

Beleza

15 manicures para experimentar no outono

Confira estas sugestões!

Celebridades

Médico legista afirma que Gabby Petito foi assassinada

As autoridades já confirmaram que o corpo encontrado pertence à blogger.

Lifestyle

Quer passar umas férias na casa de Winnie the Pooh?

Uma casa inspirada no Winnie the Pooh, da Disney, no Bosque dos Cem Acres, disponível no Airbnb

Moda

10 casacos para usar na próxima estação

Conheça estas sugestões de diferentes estilos.

Saúde

Os bebés devem ou não usar sapatos?

Veja a explicação de um ortopedista.

Celebridades

Morreu o ator que deu vida a Stanford Blatch, em "O Sexo e a Cidade"

Willie Garson tinha 57 anos.

Comportamento

Diferenças comuns que podem colocar a sua relação em perigo

De acordo com uma psicóloga.

Lifestyle

“Y: O Último Homem” estreia hoje no Disney+

Um drama de 10 episódios baseado na banda desenhada da DC Comics.

Beleza

O que há de novo na beleza: pele acneica, menopausa, antimanchas e muito mais

Os produtos que os ajudam a cuidar melhor da saúde do nosso rosto.

Beleza

Conhece os diferentes tipos de eyeliner?

Saiba como os usar.